Eventos 10/08/2017

Watch do Facebook: O que é e como isso pode ajudar produtores de conteúdo?

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Após muitos rumores e descobertas de investimentos do Facebook em produtoras de conteúdo em vídeo e especialistas em propriedade intelectual, a plataforma fez o anúncio do Watch. A nova plataforma do Facebook foi disponibilizada como uma aba na rede social, tanto na versão para desktop quanto nos dispositivos móveis e no app do Facebook para TV. O anúncio oficial já pode ser lido na íntegra no site de notícias do Facebook e nos parágrafos seguintes falarei um pouco sobre o que é o Watch, que tipo de conteúdos fazem parte, como ele funciona para espectadores, produtores de conteúdo e como isso pode impactar no seu negócio.

O que é o Watch do Facebook?

Watch é a nova plataforma de vídeos do Facebook. Diferente do que vemos atualmente no feed de notícias, o foco do Watch está em conteúdos de maior conteúdo. O formato desses com um formato mais parecido com o que vemos em serviços como o oferecido pelo YouTube, Netflix e a própria televisão.

Ou seja, o Facebook passará a contar com maior compatibilidade para conteúdos mais longos, além de um espaço exclusivo para quem está procurando vídeos ou programas para assistir. Os programas feitos no Watch poderão seguir o formato de episódios, sejam os vídeos ao vivo ou gravados. Para recomendação de programas, o Facebook levará em conta o que seus amigos estão assistindo e suas interações na rede social, além dos mais comentados na plataforma.

Como o Watch funciona para os espectadores

Como falei no começo do texto, o Watch é um conjunto de abas especial do Facebook em suas versões para computador, smartphones e televisão. Na primeira aba, você poderá fazer buscar apenas vídeos – já que a procura por esse tipo de conteúdo é bastante limitada no Facebook – e receber recomendações de programas. Já a segunda permite criar sua própria lista de programas a assistir.

Essas sugestões são feitas de acordo com diversos fatores, como os shows mais comentados e compartilhados ou programas que estão sendo assistidos por seus amigos ou membros de grupos que participa. A maneira como os usuários reagem a um vídeo também influenciam nas recomendações. Programas que recebem muitas das reações “Haha” serão listados em uma categoria de comédia e recomendadas para quem estiver procurando por esse tipo de vídeo.

Outro ponto ilustrado pelo anúncio do Watch é a possibilidade de comentar e reagir aos shows enquanto eles são exibidos, abrindo espaço para discussão no próprio vídeo, de maneira semelhante ao que vemos no YouTube. Também é possível assistir a um show e se juntar a um grupo dedicado a ele. Na aba Watchlist, poderá salvar os programas que deseja assistir no futuro, além de se registrar para receber notificações quando o novo episódio de algum programa que acompanhe for lançado.

watch

Como o Watch funciona para produtores de conteúdo

O Facebook investiu pesado em produção de conteúdo original e exclusiva para o Watch, mas ele não será o único a publicar vídeos por lá, permitindo que produtores de conteúdo se inscrevam no programa. Com o lançamento, o Facebook também anunciou um novo tipo de página: a Show Page, que funciona de maneira parecida a uma Fan Page, mas organizada de forma que a sinopse do programa e seus episódios possam ser acessados com mais facilidade.

A monetização dos vídeos no Watch poderá ser feita de duas formas: através dos Ad Breaks, anúncios que são mostrados durante a exibição de um programa. A porcentagem dos rendimentos é de 55% para o produtor e 45% para a plataforma, mesmo modelo usado pelo YouTube, como observado pelo Social Media Today. Porém, o Facebook ainda não confirmou se essa realmente será a distribuição aplicada.

watch-facebook

O segundo modelo de rentabilização são os vídeos patrocinados, que também podem ser publicados e contam com uma etiqueta especial para informar aos usuários que se trata de um vídeo patrocinado. Embora o Watch ainda não esteja disponível fora dos EUA, já é possível preencher um formulário para se cadastrar como produtor de conteúdo na plataforma.

Quais tipos de programas fazem parte do Watch?

A nova plataforma de vídeos do Facebook está habilitada apenas para uma percentagem de usuários nos Estados Unidos, em uma espécie de fase de testes. O Business Insider confirma que o Watch será lançado para todo o país no dia 28 de agosto desse ano com cerca de 40 programas disponíveis, de acordo com uma fonte interna não identificada.

Já o Facebook publicou alguns dos programas disponíveis no lançamento de hoje, que incluem exibições de partidas de baseball, um programa de perguntas e respostas de uma famosa autora e coach motivacional que contará com episódios ao vivo e gravados e até mesmo um show de culinária que traz crianças ensinando chefs profissionais a fazer receitas que viram na internet, entre outros.

A reportagem do TechCrunch identificou a ausência de séries de duração mais longa e de conteúdo dramático, nos moldes das séries originais da Netflix, por exemplo. No entanto, vale lembrar que isso pode mudar em breve, já que o The Next Web reportou em junho desse ano que o Facebook está procurando parcerias com estúdios de Hollywood para produção de conteúdo original e exclusivo.

O que significa a chegada do Watch no mercado?

A notícia foi recebida de maneiras diferentes pelos principais veículos de comunicação. Enquanto alguns dizem que a intenção do Facebook é usar o Watch para peitar a TV – que ainda é o tipo de mídia mais consumido no mundo -, outros falam que o objetivo é desbancar o reinado do Youtube na busca de vídeos ou até mesmo a programação oferecida por serviços de streaming como Netflix e Amazon Prime Video.

A verdade é que o plano do Facebook permanece o mesmo: ser a principal plataforma de conteúdo no mundo. O lançamento e funcionalidades do Watch atestam isso, já que reúne mecânicas de busca e monetização do YouTube e procura lançar programas originais em formato parecido com os da TV e serviços de streaming, reunidos ao já bem-sucedido modelo de seu próprio feed de notícias para recomendar novos conteúdos.

Sabemos que, atualmente, grandes produtores de conteúdo no Youtube mantém o seu foco na plataforma do Google, principalmente, por conta da rentabilização, algo que ainda não existe dentro do Facebook. Com o Watch, grandes produtores de conteúdo poderão aproveitar o enorme poder de alcance e interação do Facebook e ainda ganharem dinheiro com isso. Aguardemos.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.