Facebook Avançado 11/09/2017

Transmissões ao vivo: 13 estatísticas que precisa saber

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

As transmissões ao vivo transformaram o consumo em mídias sociais dos últimos ano para cá. Chegando primeiro no Periscope, Facebook e YouTube, o formato se expandiu para outras redes sociais, entre elas o Snapchat e o Instagram – que ocupam lugar de destaque em seus Stories.

Porém, muitos ainda tem dúvida sobre sua eficácia, como usar as lives em seu favor e até mesmo como analisar os resultados desse tipo de publicação. Para saber o impacto que as transmissões ao vivo podem ter tem em seu negócio, separei 13 estatísticas essenciais que precisa saber para perder a coragem de começar a fazer suas próprias lives e aproveitar seus benefícios!

Ainda não sabe qual app usar para suas lives? Então conheça os 8 melhores aplicativos para fazer transmissões no Facebook e YouTube!

1. O termo “Facebook Live Stream” cresceu 330% desde seu lançamento

As transmissões ao vivo começaram a ficar disponíveis em agosto de 2015, habilitadas primeiro para grandes celebridades antes de serem lançadas ao público normal, algo que aconteceu apenas em abril do ano seguinte. O Google Trends registrou um crescimento de 330% das buscas com o termo “Facebook Live Stream” desde sua chegada. Também foi registrado que o número de buscas pelo termo conta com picos de buscas em dias comemorativos, como a celebração do Ano Novo.

transmissoes-estatisticas-lives

2. Celebridades e produtoras receberam $50 milhões para as lives

Grandes produtoras e celebridades receberam um grande investimento para fazer lives no Facebook. Companhias de comunicação como Buzzfeed, The New York Times e CNN foram as que mais receberam dinheiro para as transmissões ao vivo. Isso mostra o comprometimento do Facebook em transformar as lives em uma grande rede de conteúdo, capaz de peitar até mesmo a televisão. Comportamento semelhante foi demonstrado recentemente após o lançamento do Watch no Facebook, que pode conhecer nesse texto.

3. Influenciadores digitais também receberam investimentos

Não foram apenas as maiores empresas que receberam investimentos do Facebook para divulga a nova ferramenta, mas também alguns dos principais influenciadores digitais. Ainda que seja um valor mais modesto ($2,2 milhões), esse investimento cobriu tanto as grandes empresas quanto produtores independentes e populares. Ou seja, o Facebook investiu pesado na popularização das transmissões ao vivo e ainda pretende trazer mais melhorias e investimentos ao formato.

4. Empresas de mídia são as que mais publicam lives no Facebook

Considerando o valor do investimento que citei no item 3 do artigo, faz bastante sentido que as empresas de mídia sejam as que mais postam no Facebook. Em 2016, foi registrado aumento de 300% nas transmissões feitas por companhias desse segmento e continuam a postar lives com maior incidência que nas Fan Pages de outras indústrias.

5. Os usuários estão consumindo mais transmissões ao vivo

Os investimentos do Facebook nesse formato não são as únicas estatísticas encorajadoras para começar a fazer transmissões ao vivo. Desde sua criação, as transmissões tem aumentado o número de visualizações, curtidas e compartilhamentos em páginas de influenciadores e de companhias. Em junho desse ano, páginas de empresas haviam publicado cerca de 200 lives, seis vezes mais que o número registrado em Janeiro.

6. Estima-se que 64 bilhões de vídeos já foram visualizados no Facebook

No final de 2015, 8 bilhões de vídeos eram visualizados diariamente no Facebook. Esse número não foi atualizado até hoje, mas assume-se que, mantendo esse ritmo de crescimento – principalmente com o surgimento das lives, que entram nessa contagem -, o número atual pode estar em 64 bilhões de vídeos visualizados diariamente.

7. Mais crescimento: 3.000 anos de vídeos publicados por dia

Nem um imortal conseguiria acompanhar o crescimento de ritmo no qual os vídeos do Facebook – incluindo lives – são publicados diariamente. Considerando que é necessário assistir apenas 3 segundos de um vídeo para que o Facebook conte como visualização, o Facebook estaria gerando atualmente 3.000 anos de vídeos diários na plataforma.

8. Lives são assistidas por três vezes mais tempo que vídeos comuns

Em março de 2016, o Facebook divulgou que suas lives já geravam três vezes mais engajamento que um vídeo comum. Embora comparativos atuais não tenham sido divulgados pelo Facebook, é possível assumir que esse número já seja bem maior.

transmissoes-estatisticas-dados

O motivo para que isso aconteça é a curiosidade que uma transmissão ao vivo gera no usuário, já que ele não tem como saber o que acontecerá no minuto seguinte e nem mesmo avançar o vídeo para um ponto mais avançado para saber o fim, como acontece nos vídeos comuns.

9. Transmissões ao vivo recebem 10 vezes mais comentários

Outra informação importante divulgada pelo Facebook e publicado pela revista Wired é a proporção de comentários feitos em lives em comparação com comentários deixados em vídeos comuns. A informação foi revelada logo no início das transmissões ao vivo para os usuários, em abril de 2016. Assim como expliquei no item anterior, é bem possível que essa proporção seja bem maior que naquela época.

10. A Live mais assistida de 2016 foi a da mãe com a máscara do Chewbacca

Transmitido no dia 20 de maio de 2016, a live de Candance Payne – hoje mais conhecida como a mãe Chewbacca – foi a transmissão ao vivo mais assistida do ano. Em um vídeo de quatro minutos, Candance mostrou sua recém-adquirida máscara do icônico personagem da franquia Star Wars e recebeu 164 milhões de visualizações, em meio a imitações e gargalhadas.

Isso significa que, diferente dos vídeos comuns, o público que assiste a lives no Facebook prefere um conteúdo mais autêntico e natural, ao invés de cenários produzidos e roteiros pré-gravados, por exemplo. Após Candance, o músico Ted Yoder recebeu cerca de 100 milhões de visualizações ao tocar a música Everybody Wants to Rule the World – da banda Tears for Fears – em um dulcimer.

11. Virada do ano foi o evento mais transmitido por usuários

A virada de 2016 para 2017 foi o evento mais transmitido ao redor do mundo. Apesar de não ter revelado números, o relatório financeiro de 2016 do Facebook aponta que o número de usuários conectados à plataforma simultaneamente foi o maior de sua história.

12. Tempo de visualização das lives quadruplicou desde o lançamento

O relatório financeiro do primeiro trimestre de 2017 mostrou mais um dado interessante: o número de visualizações diárias das transmissões ao vivo quadruplicou desde seu lançamento em abril de 2016. Apesar de ficarem disponíveis como vídeos comuns após a live encerrar, a necessidade de ver o que está acontecendo ao vivo é o que atrai os usuários a assistirem.

transmissoes-estatisticas-facebooklive

13. Um em cada 5 vídeos publicados são transmissões ao vivo

O mesmo relatório citado no item acima também revelou que um a cada 5 vídeos publicados no Facebook Live são transmissões. Mesmo que a ferramenta tenha sido criada para empresas e influenciadores digitais, a verdade é que os usuários comuns também adotaram as lives para falar sobre seu dia a dia. Considerando o sucesso da mãe Chewbacca, essa tendência dificilmente irá diminuir por um bom tempo.

Saiba mais sobre lives e redes sociais lendo os seguintes textos:

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a colocar um chat do Facebook no seu site em apenas 10 minutos

close-link