Marketing Digital 14/12/2015

5 técnicas para evitar que o seu trabalho seja alterado constantemente pelo cliente!

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Uma das maiores reclamações que os freelancers fazem dos seus clientes são as alterações constantes dos seus projetos. Além de atrapalhar a entrega dos trabalhos no prazo combinado, as constantes modificações sugeridas pelos clientes também acabam por prejudicar a qualidade da entrega do projeto.

Um site que inicialmente tinha tudo para ser uma verdadeira obra de arte, por vezes acaba por virar uma autêntica confusão por causa das alterações.

No entanto, elas são parte fundamental do relacionamento com o cliente. Afinal de contas, é ele que está pagando pelo projeto e tem todo o direito de sugerir essas alterações.

O “segredo” para lidar melhor com as mudanças é não deixar que elas ocorram em demasia e que não ultrapassem determinados limites. Ao longo deste artigo, vou compartilhar com você algumas das estratégias que utilizo para evitar as modificações constantes nos meus projetos.

1. Deixe tudo bem definido logo ao início

Hoje em dia, cada vez que começo o trabalho com um novo cliente, tenho sempre o cuidado de ter uma conversa prolongada com ele. Nessa conversa falo sobre prazos, pagamentos, objetivos e…alterações. Neste primeiro bate-papo, deixo bem claro:

  • Até quando ele pode sugerir modificações
  • Que tipo de modificações ele pode sugerir
  • Que tipo de modificações ele NÃO pode sugerir
  • Com que antecedência essas alterações devem ser comunicadas

Esse tipo de pormenores ficam, igualmente, assinalados no modelo de contrato que dou para ele. Obviamente, só começamos a trabalhar quando ele concordar com todos os pontos que alertei.

Dica de artigo: Modelo de Briefing grátis

2. Entenda o lado do cliente

Um dos hábitos que arruina a carreira do freelancer é o de não escutar o cliente. Eu sei que você é o expert do projeto, eu sei que você está por dentro das últimas tendências mas quem está pagando o projeto é ele! Então, um dos direitos que ele deve ter é o de opinar sobre o trabalho que você está desenvolvendo.

E quando o cliente fizer isso, tende entender o lado dele. Compreenda que ele dá as suas opiniões sem ter qualquer conhecimento sobre a área. Aconselho que você siga um princípio muito simples:

Pare de escutar o seu cliente com o objetivo de responder. Comece a escutar ele com o objetivo de compreender o que ele está dizendo

3. Rejeite as modificações dele com exemplos práticos

Uma das formas que tenho aplicado na hora de explicar o porquê que o nosso projeto “não deve sofrer essa modificação” tem sido através de exemplos práticos. Desta forma, o cliente consegue entender mais facilmente como essa alteração trará maus resultados para o negócio. Confira um exemplo:

Cliente: Luciano, acho que devemos fazer anúncios no Facebook só com imagens. A galera gosta mais. Curte mais e interage mais!

Luciano: Entendo perfeitamente o que quer dizer e isso realmente acontece. Porém, temos que pensar no seguinte: o nosso objetivo com os anúncios de Facebook é vender. Se fizermos um anúncio só de imagem, você vai ter muitos likes e comentários, mas você não vai vender o seu produto principal. Por outro lado, através do link você tem menos curtidas, mas mais vendas. Entendeu?

4. Mostre na prática como ele está errado

Em algumas áreas, é possível fazer pequenos testes para mostrar como a modificação sugerida pelo cliente não é a melhor. No meu caso, quando o cliente insiste muito que devo usar um tipo de anúncio ao invés de outro, eu proponho um teste para ele.

Cliente: Luciano, entendo o que você me disse mas vou querer anunciar só com imagem mesmo assim!

Luciano: Sendo assim, proponho o seguinte: vamos dividir a verba em duas partes iguais. Metade irá para o anúncio que está sugerindo e outra metade será investida em anúncios de links. Pode ser?

Existem alguns clientes que são extremamente teimosos e você tem que mostrar, na prática, que o que ele está sugerindo está errado. Se isso for possível, faça-o.

Leia também: Cobrar inicialmente pelos meus serviços: sim ou não?

5. Pare de trabalhar com ele!

Em último caso, pare de trabalhar com esse cliente. Quando o número de modificações é tão grande a ponto de deixar o seu trabalho sem a mínima qualidade, é o momento de abandonar esse cliente. Já abandonei clientes a meio do caminho por causa das alterações e voltaria a fazê-lo novamente. É difícil – até porque é dinheiro que você está perdendo – mas no futuro você vai ficar contente por essa decisão.

Lembre-se que é o seu nome que está em jogo e ele ficará, para sempre, associado à criação desse projeto.

E você, o que faz quando o cliente sugere modificações constantes nos seus projetos?

Abraço,
Luciano Larrossa

Imagem cedida pelo banco de imagens Shutterstock

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a colocar um chat do Facebook no seu site em apenas 10 minutos

close-link