Marketing Digital 25/02/2015

Site responsivo vs App: qual a melhor opção para o seu negócio?

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Segundo o site Mobile Time, o Brasil foi o país que mais cresceu no número de compras através dos smartphones. Em Portugal, este estudo mostra que a realidade não é diferente. Se você trabalha como freelancer e tem o seu próprio blog ou portfólio, estar atento ao crescimento mobile é importante. Digo isto porque grande parte das suas visitas podem estar a vir diretamente do mobile e se o seu site não estiver adaptado…pode estar a perder clientes!

E quando alguém pensa em adaptar o seu negócio ao mobile, surge sempre uma dúvida: deve usar um site responsivo ou uma app nativa? Ambas as opções trazem vantagens e desvantagens. Neste texto, vamos falar sobre os prós e contras de cada uma para que possa, no futuro, decidir qual é a melhor opção para o seu negócio.

Nota: Se ainda não conhece bem as definições de site responsivo ou de app mobile, aconselhamos que visite este e este artigo antes de prosseguir na leitura do artigo.

Olhe para a sua audiência primeiro

Antes de retirar a sua dúvida, é necessário fazer 2 perguntas importantes:

  • 1 – Qual o tipo de smartphone que a sua audiência utiliza
  • 2 – Qual o principal motivo para você estar no mobile?

Quanto à primeira pergunta, é determinante que encontre uma resposta, pois terá que criar um app – caso decida fazê-lo – para cada sistema operativo. De nada adianta focar-se na construção de um app para iOS (iPhone e iPad) quando grande parte da sua audiência utiliza o Android.

“Mas Luciano, como eu sei se a minha audiência utiliza mais iOS ou Android?”

Se você tem um site e ainda não está analisando a sua audiência, acredite: você está cometendo um erro muito grave! Utilizar o Google Analytics é suficiente para você entender as características dos seus leitores. Em apenas alguns minutos, fiquei sabendo que grande parte dos leitores mobile da Escola Freelancer são provenientes do iPhone e iPad:

acesso vindo de dispositivos moveis

O que tudo indica que, se quisesse optar por um app nativo, talvez a melhor opção fosse criar primeiro para iOS e só depois para Android.

Quanto à segunda pergunta, ela também é importante. Porque estar no mobile tem custos. E como você é um pequeno empreendedor, todos os custos têm que ser muito bem contabilizados. Então reflita:

  • Como vou rentabilizar o meu app?
  • Essa rentabilização será feita direta ou indiretamente?
  • Como os usuários vão entrar em contato comigo?
  • O que vou oferecer para eles no meu app?

E por aí adiante.

Site responsivo: vantagens e desvantagens

A grande vantagem do site responsivo é, sem dúvida alguma, a sua praticidade. Hoje em dia, facilmente você vai até sites como o Theme Forest, compra um template responsivo e tem o problema resolvido. Desta forma, cada vez que o leitor vai até ao seu site ele tem os botões customizados para o tamanho do dedo indicador, o que facilita a navegação, tem a informação reorganizada para o tamanho do ecrã, entre outras coisas.

Outra vantagem é que o seu site continua posicionado no Google e ele pode ser encontrado através deste motor de busca. E por falar em Google, a empresa norte-americana já avisou que quem não tiver o site responsivo, começará a cair nas buscas.

No entanto, existem funcionalidades que o site responsivo não consegue criar e que apenas estão disponíveis numa App nativa…

aplicativos mobile ou sites responsivos

App: vantagens e desvantagens

As app nativas são criadas com o objetivo de oferecer a melhor experiência mobile ou tablet possível devido à profunda integração e adaptabilidade ao dispositivo. Este tipo de aplicativos são criados tendo em conta códigos de programação diferentes de acordo com o sistema operativo para que se está a programar. Por exemplo, um aplicativo iOS (iPhone, iPad, iPod Touch) é desenvolvido na linguagem Objective-C, um aplicativo Android em Java e para Windows, em C#, o que significa que os aplicativos estão dependentes do próprio ADN de cada sistema operativo.

Ao contrário de um site responsivo, os aplicativos nativos permitem o acesso às funcionalidades dos smartphones que não são facilmente acessíveis através das aplicações web. Por exemplo, a geolocalização avançada (uso do GPS no mobile), as notificações push (envio de notificações aos utilizadores) e navegação offline que é possível através do sistema de gestão de cache. 

Outra grande vantagem de um app é que você pode criá-la tendo como base os seus objetivos principais. Enquanto que num site responsivo ele apenas adapta o conteúdo ao dispositivo do leitor, no aplicativo você cria tudo de raiz, adaptando o conteúdo aos seus principais objetivos.

Além disso, eles são pesquisáveis através das principais lojas de apps: App Store, Google Play e Windows Marketplace.

Estes apps são perfeitos para negócios que pretendam passar a barreira do “estar” para o “interagir” facilitando o aumento da proximidade e criação de relações entre a marca/negócio e o consumidor/cliente. Por exemplo, os aplicativos nativos permitem que o utilizador use em plenos, as funcionalidades do seu smartphone, tais como, a possibilidade de fazer chamadas diretas ou skype calls, fazer uso da sua câmara fotográfica ou vídeocam, receber notificações push a qualquer hora visíveis no ecrã do utilizador, etc.

E a solução para o seu negócio é…

Na hora de tomar uma decisão, o meu conselho é que opte…pelas duas! Sim, isso mesmo. Escolher entre um site responsivo e uma app não são opções distintas, mas sim, complementares: tenha um site responsivo que permita que o seu site funcione em todos os dispositivos independentemente do sistema operativo e ainda ser indexado ao Google; e uma App que permite uma experiência de navegação mais completa, funciona em modo offline e tira partido de todas as funcionalidades do smartphone.

Dizer que você deve optar por uma ou por outra, seria aconselhá-lo a deixar o seu negócio menos completo, e esse não é o meu objetivo.

A grande sacada é saber por onde começar…

Quanto ao site responsivo, já indicamos que o Theme Forest é a melhor opção do mercado. Quanto à construção do App, você tem atualmente 2 possibilidades.

A primeira opção é contratar um programador para construir a sua app de raiz. Optar por esta via traz uma melhor personalização ao seu aplicativo mobile, visto que muito dificilmente outro app vai ter um design igual.

O único problema desta opção é o seu custo..A construção de um app contratando um programador pode custar, facilmente, milhares de reais. Outro “contra” é que apps para sistemas operativos diferentes exigem programações diferentes, o que aumenta ainda mais o custo se você quiser que ela rode em iOS, Android ou Windows Phone.

A segunda opção é bem mais barata. Estou falando das App Builders, que em poucos minutos permitem ter a sua app no ar. Com as App Builders, você paga um valor mensal e você mesmo pode criar o seu aplicativo e colocá-lo no ar. O processo é tão simples que você não precisa de saber programar para fazer o seu app, oferecendo uma boa consistência que satisfaz as necessidades de qualquer negócio.

A única empresa do mercado com quem eu trabalho é o GoodBarber e é a melhor escolha se você quiser criar conteúdo exclusivo para o seu app. Ele fornece templates pré-fabricados, permite adicionar imagens de alta resolução ou até mesmo enviar notificações Push. E tudo isso a partir de 16 euros/mês.

O único ponto negativo desta opção é mesmo a menor possibilidade de personalização, visto que você está dependente das opções fornecidas pelo aplicativo.

Agora é a sua vez

Depois de ter mostrado para você que é muito importante você ter um site responsivo e um app para o seu negócio, chegou o momento de você começar por algum lado.

Não pode começar com os dois? Não tem problema. Deixe o seu site responsivo este mês e daqui a três crie o seu app. O importante é começar! 😉

E você, já tinha pensado sobre este tema? Qual a sua experiência nesta área?

Abraço,

Luciano Larrossa

Imagem cedida pelo banco de imagens Shutterstock

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "CHECKLIST PARA FACEBOOK"
Os primeiros passos com sua página no Facebook.

Checklist para facebook
close-link