Facebook para iniciantes 08/04/2013

Site ou página do Facebook: qual a melhor opção para usar no seu negócio?

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Durante a passada semana tive a excelente oportunidade de falar um pouco com os nossos parceiros do FalaFreela. Foi um debate muito interessante, no qual falamos sobre vários temas relacionados com o mundo do freelacing. Durante essa mesma conversa, surgiu um tema que talvez interesse a muitos dos profissionais que acompanham a Escola Freelancer. Estou falando da indecisão entre ter um website ou uma página de fãs no Facebook para divulgar o próprio negócio. Pelo que parece, muitos empresários estão desistindo do seu website ou fazendo redirecionamento para as suas Fan Pages, apostando claramente no Facebook como meio de comunicação para os seus clientes. E é sobre esta opção que vamos falar no post de hoje.

Em primeiro lugar, é certo que o Facebook cresceu muito nos últimos anos/meses e a sua utilização aproximou empresas e clientes, tornando mais fácil a comunicação entre ambas as partes. Além disso, é uma ferramenta gratuita (pelo menos à primeira vista) e tem uma capacidade enorme de conseguir gerar novos interessados no seu trabalho. Tudo isto parece tornar as Fan Pages numa “máquina” de vendas e numa oportunidade única para divulgar o seu negócio. Mas será isso suficiente para abandonar a utilização de um website? Para esta pergunta a resposta é claramente um “não”. No máximo, poderão utilizar as duas de forma complementar e o Facebook continuará sendo uma excelente forma de direcionar tráfego para o seu site. Mas se você ainda tem dúvidas sobre as diferenças e acima de tudo das potencialidades destas duas formas de comunicação, preste atenção às próximas linhas.

O FACEBOOK NÃO É SEU!

Ainda há poucos meses, o Facebook terminou com muitas páginas de fãs de um dia para o outro, sem dar qualquer aviso prévio. Segundo eles, essa eliminação em massa aconteceu porque algumas Fan Pages teriam violado as regras de utilização e por isso teriam de ser eliminadas. Foram páginas com milhões e milhões de fãs, que certamente gerariam um bom retorno aos seus administradores. Além disso foram várias horas de trabalho investidas naquelas páginas. Mas este acontecimento deixou uma lição a todos nós que jamais devemos esquecer: As Fan Pages não são nossas! Elas pertencem ao Facebook e pouco poderá fazer para alterar essa situação. Por isso, o seu website deve ser o centro de todas as suas atividades. Você é dono e senhor da sua página na internet e jamais alguém poderá tirar isso de você. Já com as Fan Pages isso não acontece…

Outro dos pontos que justifica a manutenção do site e do Facebook ao mesmo tempo é a diminuição constante do alcance das publicações no Facebook. Como já referimos neste artigo, as publicações são vistas por cada vez menos fãs e é necessário que você crie estratégias e trabalhe de uma forma organizada para conseguir gerar bons resultados. Mas com este menor alcance, fruto das políticas de rentabilização do próprio Facebook desde que este foi cotado em bolsa, não acredito que as páginas voltem a ter o impacto que tinham antes. Daí o meu conselho: não foque o seu negócio apenas numa plataforma na qual você tem pouco controle. 

COMUNICAR UM NEGÓCIO PELO FACEBOOK É EFICAZ?

Comunicar um negócio ou um produto, quer seja através de um website ou do Facebook não é uma tarefa fácil. Aliás, qualquer comunicação web é sempre dificultada pelo fato do usuário ter de seguir vários passos até chegar à compra final. Porém, essa comunicação no Facebook é feita de uma forma simples, o que torna esta rede social um bom local para anunciar produtos. Mas será um bom local para uma compra final? Ou o Facebook servirá apenas como intermediário para essa compra final?

Em termos práticos, o Facebook não é um bom local para uma compra final. Caso contrário, as tão conhecidas Fcommerces teriam um sucesso enorme, algo que não aconteceu como demonstra esta notícia, que fala sobre o fecho de vários aplicativos do gênero. Por outro lado, também é certo que o próprio Facebook é um bom local para fazer buzz sobre um produto ou um serviço. Estatisticamente, um produto que é recomendado por um amigo tem maiores chances de ser adquirido. Essa função, sim, acredito que o Facebook possa ocupar com distinção. Tudo o que seja mais do que isso, deverá ser feito no seu site. Resumindo: o Facebook é um bom local para encaminhar as pessoas para o site onde, aí sim, devem efetuar a compra.

FACEBOOK VS GOOGLE

facebook vs google

No mundo das vendas existe um fator determinante que é o funil de vendas. De uma forma muito resumida, são os passos que você segue até chegar à compra final. Vejamos um exemplo:

  • 1º passo: O cliente está procurando pelo produto A
  • 2º passo: O cliente procura pelo produto A no Google
  • 3º passo: O cliente vê o primeiro lugar no Google pelo produto A e clica no link
  • 4º passo: O cliente lê a informação e adquire o produto

Este é o passo normal de compra caso o cliente utilize o Google para pesquisar. Porém, no Facebook esse funil é um tanto ao quanto diferente. Além de, por norma, o comprador não procurar por um produto pelo Facebook, ele verá a informação por impulso, não tendo por vezes o mínimo interesse na compra desse produto. Mas vejamos os passos habituais:

  • 1º passo: O cliente está navegando pelo Facebook, compartilhando fotos e comentando
  • 2ºpasso: De um momento para o outro vê o produto
  • 3º passo: Clica no link
  • 4º passo: Vê a informação e pensa em adquirir o produto

Na teoria, podemos considerar que em ambas as situações existem quatro passos a serem seguidos, mas na prática existe um pormenor muito diferente. É que no primeiro exemplo o cliente está efetivamente procurando o produto enquanto que no segundo exemplo ele apenas viu a informação do produto porque alguém (amigo ou página) indicou. Claro que aqui existem muitas variáveis tais como a confiança que a pessoa tem com aquele amigo, a sua necessidade de adquirir o produto ou não ou mesmo a construção do próprio website. Porém, a intenção do cliente no Google é a de compra final enquanto que no Facebook ele apenas interagiu com o produto por acaso. Daí que o preço pago por clique no Adwords seja bem superior ao que é pago na publicação de Facebook Ads.

O FACEBOOK NÃO É TÃO GRÁTIS ASSIM

Acredito que muitos dos empresários optem por ter uma página no Facebook porque ela é gratuita, enquanto que no site terão de pagar pela construção do mesmo. Além disso, é muito mais fácil partilhar uma imagem e esperar que ela chegue a outras pessoas do que escrever um texto e esperar que ele fique bem posicionado no Google. Mas esta é uma ideia certa e errada ao mesmo tempo.

O primeiro ponto que contraria este princípio é aquele que falamos em parágrafos anteriores: o Facebook está diminuindo o alcance das suas publicações, o que obrigado os donos das Fan Pages a investirem para terem as suas publicações vistas por mais pessoas. E olhe que o preço não está tão barato assim, tendo páginas que necessitam de investir um bom orçamente para conseguirem um alcance considerável (se quiser saber mais sobre isso veja o nosso artigo sobre como fazer promoções e descontos no Facebook). Além disso, é necessário que você consiga ganhar uma boa base de fãs, o que ao início também implica…investimento! Por isso, quebra de uma vez por todas esse tabu de que o Facebook é gratuito e veja ele como uma forma de divulgação paga.

A MELHOR SOLUÇÃO? USAR AMBOS!

Atenção que não pretendi, durante os parágrafos anteriores, dizer que o Facebook é uma má escolha, bem pelo contrário contrário. O Facebook é uma excelente forma de divulgar o seu trabalho, desde que você consiga ganhar muitos fãs. No entanto, ele deve ser visto como uma opção complementar ao seu website e nunca como a sua forma de divulgação principal. O Facebook deve ser visto com a mesma seriedade que o Twitter ou o LinkedIn, mas jamais deve ser considerado mais importante do que um website. O site é a sua forma de comunicação principal, enquanto que o Facebook é apenas um meio para chegar a essa comunicação final. Por isso, jamais caia no erro de deixar de lado o seu site para apostar apenas no Facebook.

E você, já tinha pensado nesta questão? Qual a sua opinião sobre o tema?

Abraço

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "CHECKLIST PARA FACEBOOK"
Os primeiros passos com sua página no Facebook.

Checklist para facebook
close-link