Anúncios de Facebook 21/09/2018

O Mito da Segmentação dos anúncios de Facebook e Instagram

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Se você comprar qualquer curso ou ver vídeos sobre anúncios de Facebook e Instagram, muitos vão te dizer quase sempre o mesmo: Preste atenção à segmentação dos anúncios do Facebook e Instagram! Elas são muito importantes e vão fazer a diferença no seu anúncio!

Quem afirma isso está, na verdade, 50% certo.

Segmentar pode ser uma excelente ajuda para vender os seus produtos/serviços e entregar eles ao público certo.

Porém, em outras situações, segmentar não é necessário.

Sei que pode parecer chocante pensar desta forma. Afinal de contas o Facebook e o Instagram têm formas de segmentação tão poderosas. E elas são extremamente assertivas!

O que levaria alguém a não usar as segmentações?

Entendendo o comportamento do usuário

Para entender o motivo de aconselhar que, em alguns casos, não use segmentações, é importante conhecer o comportamento do usuário na rede social.

Para definir quem recebe ou não determinado anúncio de uma determinada segmentação, o algoritmo usa vários sinais, tais como:

  • A informação que o usuário preencheu no perfil
  • Conversas que ele fez no Messenger
  • Páginas que ele curtiu
  • Posts que compartilhou
  • Comentários que fez

E muitos outros sinais. Todos eles são dependentes das ações do usuários. Ele tem que fazer algo para que a rede social entenda o interesse dele.

Se alguém curtiu páginas de golfe, por exemplo, o Facebook entende (e muito bem) que essa pessoa tem interesse em golfe. Até ai tudo certo.

Agora imagine que você vai vender aulas de golfe.

Se segmentar apenas para quem demonstrou interesse em golfe, está deixando de lado um outro grupo muito importante:

Aqueles que gostam de golfe mas não demonstraram interesse!

Ah mas isso acontece Luciano?

Acontece. E muito mais vezes do que possa imaginar.

Nos meus cursos presenciais o Paulo Faustino dá sempre o exemplo dele: ele gosta de relógios, mas não acompanha marcas relacionadas a relógios nas redes sociais.

E isso pode estar acontecendo com seus potenciais clientes!

Dica de artigo: Como fazer anúncios nos stories do Facebook

Segmentação dos anúncios do Facebook: O problema dos leilões

Outro detalhe importante relacionado à segmentação: quando você segmenta o anúncio, você obriga o Facebook e o Instagram a entrarem em leilões mais caros.

Para você que não sabe como funciona isso dos leilões, vou fazer um breve resumo.

Quando você faz uma segmentação dos anúncios do Facebook, para golfe por exemplo, você está transmitindo a seguinte mensagem:

Facebook, mostra ai o meu anúncio para as pessoas que demonstraram interesse em golfe!

E ele vai colocar você concorrendo com outros anunciantes que também usaram essa mesma segmentação.

Ou seja: você não dá muita margem para o Facebook. Se existirem muitos concorrentes, o seu custo para chegar a essa pessoa será alto. Se existirem poucos, ele será baixo.

O nível de concorrência do seu anúncio é medido por CPM (Custo por mil impressões) no Facebook e Instagram.

Se existir muita concorrência o seu CPM será alto. Se existir pouca, ela será mais baixo.

Resumindo:

  • Se você segmenta muito, não dá margem para o Facebook. Ele é obrigado a entrar nesse leilão, quer ele esteja caro ou barato.
  • Se você não segmenta, o algoritmo do Facebook vai procurar os leilões mais baixos e entregar esse anúncio para esse público.

Por isso, não segmentar às vezes é positivo, pois o Facebook alcança pessoas por um custo mais baixo.

Pense nos clientes que ainda não demonstraram interesse

Outro detalhe importante que acontece quando você segmenta, é que você vai atrás das pessoas que já demonstraram interesse.

E como ficam as outras pessoas?

Pegando novamente no exemplo do golfe, existem as pessoas que sabem que querem ter aulas de golfe e demonstraram interesse nisso. E essas pessoas vão receber o anúncio caso faça a segmentação por interesses.

Porém…

Existem aquelas que não sabem que podem ter aulas de golfe ou nunca pensaram em praticar golfe.

Ter um anúncio para essas essas pode ajudar a angariar alunos que nunca equacionaram ter aulas de golfe, mas acabaram por ficar interessados por terem visto o seu anúncio.

Como vou segmentar então?

Quando você deixa a segmentação mais aberta, uma coisa é muito importante: o seu anúncio.

Como você trabalha para um público mais amplo, é determinante que o seu anúncio comunique exatamente aquilo que você quer vender.

A própria imagem e o texto acabarão por fazer a segmentação dos anúncios do Facebook por você.

Quem não se identificar vai ignorar. Quem se identificar, vai clicar no anúncio e fazer a ação que você desejar. Simples assim.

Veja este exemplo que fiz para uma academia de ballet e que deixei a segmentação aberta:

exemplo anuncio segmentacao

Nesta imagem, todos os elementos ficam bem claros:

  • A imagem tem bailarinas
  • O título fala de ballet
  • A descrição fala de ballet

Veja os resultados que conseguimos, até agora:

resultados segmentação dos anúncios do Facebook

  • Investimento: R$ 92,72 reais
  • 16 Conversas novas iniciadas com pedidos de inscrição
  • 55 Mensagens de pessoas na página (entre novas e antigas)
  • 474 cliques para visualizarem a imagem ou lerem mais

Desta forma, alguém que veja o anúncio e que tenha interesse em ballet (e não tenha demonstrado) vai se identificar e entrar em contato por mensagem.

Em qual momento não devo segmentar?

Não existe uma resposta concreta para esta pergunta.

Porém, existem alguns sinais que pode ficar atento e que indicam que talvez seja uma boa hora de abrir mão da segmentação dos anúncios do Facebook e Instagram e fazer alguns testes sem ela. São eles:

  • Quando faz anúncios e recorrentemente o seu CPM é muito alto
  • Quando o seu público é muito pequeno
  • Quando tem um negócio local e a sua cidade é pequena
  • Quanto não tem resultados com os seus anúncios e nunca testar anunciar sem segmentar

E no fundo: faça testes.

Se você trabalha com anúncios em mídias sociais, deve fazer testes constantes. O que demonstrei aqui não é uma fórmula mágica, mas sim uma estratégia que poderá usar para fugir ao comum.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.