Marketing Digital 30/05/2013

5 razões porque você não pode continuar recebendo R$ 5 por artigo!

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Quando escrevi o artigo sobre quanto cobrar para escrever um texto, muitos foram os freelancers que deixaram comentários concordando com os meus valores e alertando para a tentativa de “exploração” de muitos clientes. É uma verdade que não podemos negar: ainda existem no mercado muitos profissionais aceitando trabalhar por 1, 2 ou 3 reais por artigo, escrevendo posts de 300 a 500 palavras por esse valor. É uma falta de respeito por parte do cliente e uma falta de inteligência profissional por parte do escritor freelancer, que está pensando apenas a curto prazo em vez de pensar no futuro da sua carreira. Tenho muitas dúvidas de que alguém consiga sobreviver como freelancer cobrando 5 R$ por artigo.

Durante as próximas linhas, vou explicar-lhe por que motivo é preferível escrever de graça do que receber R$ 5 por post, exaltando os benefícios de criar os textos para si em vez de perder o seu precioso tempo em troca de valores irrisórios. Desta forma, acredito que muitos profissionais pensarão duas vezes antes de aceitar valores tão baixos pelos seus trabalhos.

CRIE UM BLOG E RENTABILIZE

O primeiro pensamento que deve ter na sua cabeça quando recebe propostas de baixo valor para escrever artigos é que se você criar um blog poderá ganhar muito mais do que o valor que o cliente propõe. Basta para isso que tenha alguns conhecimentos básicos de criação de blogs (WordPress, blogger, etc) e depois tente rentabilizar o mesmo com Adsense ou com programas de afiliados. Além disso, terá sempre de aprender um pouco sobre SEO para conseguir rankear bem os seus sites nos motores de busca. Mas essa informação está espalhada na internet e é muito simples começar a ganhar algum dinheiro através destas estratégias.

Criar um blog é sempre um projeto a longo prazo e os rendimentos não são imediatos, mas será sempre muito mais rentável dentro de alguns anos do que escrever posts por R$ 5. Esse mesmo blog poderá sempre ser uma fonte de rendimento muito superior dentro de pouco tempo caso você crie os seus próprios infoprodutos, tal como nós fizemos com os nossos ebooks Ser Freelancer e Facebook para negócios.

Nota: No Apptuts temos um opção para escritores freelancers escreverem e rentabilizarem os seus artigos com Adsense. Se quiser saber mais, clique aqui.

PENSE NO FUTURO

Admito que os escritores freelancers possam cobrar valores mais baixos. Afinal, é necessário que o freela ganhe alguma experiência e que aprenda a trabalhar com clientes. Mas independentemente disso, essa deve ser uma situação passageira. Digo e repito: não acredito que um freela consiga sobreviver escrevendo artigos de R$ 5. No longo prazo, o freelancer deve sempre focar-se em receber valores mais baixos e trabalhar com clientes mais exigentes, que paguem mais pelo seu trabalho mas que também exijam melhores resultados. Seguem aqui algumas dicas para conseguir ir subindo gradualmente os seus valores:

  • Independentemente da situação, crie sempre o seu blog e vá partilhando conteúdo lá quando tiver um tempo livre. Não só porque pode ser uma forma extra de monetização mas também porque servirá como um portfólio, aumentando a confiança do cliente.
  • Comece a focar-se num nicho específico, só assim poderá ser um escritor conceituado e receber mais pelos seus textos.
  • Procure em sites conceituados como o Elance ou Witmart e fique atento às vagas que eles inserirem por lá. Os preços rondam os 10$ por hora.
  • Estabeleça relações de longo prazo e procure ofertas de trabalho em blogs de empresas corporativas. Nesses casos eles pagam valores mais elevados.
  • Tente ter o mesmo cliente durante muitos e muitos anos. Normalmente esse tipo de clientes tende a pagar mais pelos seus textos.

QUANTO VOCÊ GANHA À HORA?

Muitas vezes os freelancers não têm noção de quanto estão ganhando por hora porque focam-se apenas na conclusão daquela tarefa (escrita de texto) e esqueçam de analisar o seu real valor à hora. Um texto de 300 a 500 palavras dificilmente demora menos de uma hora a ser escrito. Se você ganhar R$ 5 à hora, mesmo que escreva 10 artigos por dia, estará ganhando R$ 50 por dia. Ao fim de 20 dias úteis de trabalho são mil reais. Já parou para fazer todas estas contas? Atenção que estamos falando de alguém que trabalha muito e que realmente é muito produtivo, aproveitando todos os momentos do seu trabalho para concluir artigos. Se for alguém que ainda fica perdendo tempo no Facebook ou no Instagram dificilmente chegará a estes valores.

MENOS QUALIDADE E POUCO DINHEIRO

Quando alguém necessita de ficar 10 horas por dia escrevendo, uma coisa é certa: a qualidade dos seus textos não será a melhor. A imagem que está abaixo é por norma o meu processo natural de escrita:

processo de escrita

Em primeiro lugar recebo a informação, quer seja através de um livro, blog ou ideia pessoal. Analiso, lendo todo o conteúdo e fazendo uma análise pessoal. De seguida experimento, quer seja um aplicativo para freelancers, um técnica de produtividade ou um site de empregos. E só então no final passo à escrita do texto em si. Como é óbvio, todo este processo não é realizado de um dia para o outro. O artigo que você está lendo não foi pensado hoje, mas sim há algumas semanas. Desde então passou por todo este processo de seleção. E atenção que o passo da escrita ainda está dividido em outras tantas etapas como a estruturação do texto, a revisão, a escolha das imagens, etc.

O que eu quero transmitir com tudo isto é que não é possível seguir todos estes passos recebendo R$ 5 por hora. É simplesmente impossível produzir um conteúdo de qualidade ganhando valores tão baixos. É óbvio: você pode fazê-lo. Mas aí irá seguir a regra geral da internet que é a que vemos na imagem abaixo:

passos errado na escrita de um artigo

Por norma os freelancers que cobram pouco pelo seu trabalho fazem isso: recebem o tema, pesquisam sobre ele no Google, encontram a informação, refazem a informação trocando apenas as palavras e entregam o texto. Como é óbvio, cumprem aquilo que a maioria dos clientes pede, que é aquele “texto único”. Porém, eles não têm consciência do que está sendo escrito, mudando apenas a ordem e o sentido de algumas palavras. Isso é incorreto? Não. Gera conhecimento e reconhecimento? Muito pouco. Daí ser normal vermos homens escrevendo sobre dietas para mulheres que resultam (?) e sites que ensinam a ganhar dinheiro mas que na verdade nem o dono do site sabe ganhar dinheiro. O escritor freelancer tem de ser coerente e escrever sobre aquilo que sabe. Caso contrário será sempre um duplicador de conteúdo disfarçado.

POUCA VISIBILIDADE

Uma boa visibilidade no mercado é das melhores características que o freelancer pode ter. Ter visibilidade é ter clientes constantemente procurando pelo seu trabalho, ser reconhecido na sua área e ainda conseguir gerar bons resultados para quem contrata os seus serviços. Já os profissionais que trabalham a R$ 5 por texto só vão ser reconhecidos de uma forma: pelo preço baixo. E o preço baixo é o diferencial mais limitado que existe!

Quem baseia o seu trabalho pelo preço irá encontrar sempre alguém que vai fazer mais barato do que ele. Quer seja o sobrinho, outro familiar ou até outro freelancer desesperado procurando ganhar alguns reais. Quem se foca na qualidade e numa boa gestão de carreira não se preocupa com isso: ele sempre irá encontrar clientes interessados em ter os seus serviços

CONCLUSÃO: ATÉ QUANDO VAI CONTINUAR ASSIM?

Se você está lendo este texto e se identificou com os escritores freelancers que recebem R$ 5 por texto, está na hora de você repensar a sua carreira. É mesmo isso que você quer para o seu futuro? Já se imaginou com 50 anos escrevendo artigos por 5 R$? Siga alguns dos passos que enumerei acima e trate de dar um novo rumo à sua carreira de freelancer.

Por outro lado, se você gostou do nosso texto e curtiu algumas das nossas dicas, considere partilhar o conteúdo com o resto dos seus amigos. Certamente servirá para alertar muitos profissionais. Além disso, poderá sempre deixar um comentário para que possamos falar um pouco sobre o tema. Conto com você!

Abraço e bons textos!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.