Marketing Digital 10/03/2015

7 razões porque a crise pode ser positiva para os freelas

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Acredito que nos momentos de crise existem 2 tipos de pessoas: aquelas que reclamam do atual momento e aquelas que aproveitam esse momento para fazerem crescer os seus negócios. Eu gosto, particularmente, do segundo grupo. Naquelas pessoas que vêem a crise como um momento de oportunidade, de reinventarem a sua forma de fazer negócios.

E é para essas pessoas que vou falar ao longo deste artigo…Eu acredito que o mercado freelancer, apesar de estar exposto às variáveis de qualquer negócio, ele consegue encontrar oportunidades interessantes perante a crise. Se você não está enxergando essas oportunidades, é porque talvez você não está analisando o atual momento da forma correta.

Durante os últimos dias, muito se tem falado da crise no Brasil, do aumento do preço da gasolina e de outras polêmicas relacionadas à corrupção. Por isso, decidi falar um pouco sobre este tema. Ao longo do artigo, vou compartilhar com você a minha visão sobre este atual momento e como pode aproveitá-lo.

Dica de artigo: 7 áreas de negócio que vão ser muito procuradas em 2015

1. Com menos dinheiro, as empresas contratam mais freelancers

Com menos dinheiro para investirem em trabalhadores com contrato, as empresas tendencialmente vão contratar mais freelancers. Elas optem por isso, principalmente, por uma questão de impostos: contratar o freela demanda menos custos para a empresa. Então esse acaba por ser um momento positivo para você, freelancer, que mais facilmente vai fechar mais negócios e encontrar mais ofertas de projetos em sites com a NearJob, por exemplo.

2. O emprego para toda a vida terminou: você está um passo à frente

Com a crise, muitos profissionais vão acabar por perder o seu trabalho em empresas e vão ter que…iniciar a sua carreira de freelancer! Se você trabalha atualmente como freelancer, já estará um passo à frente dessa futura concorrência: você já montou o seu portfólio, já angariou os seus primeiros clientes ou até mesmo já criou o seu próprio blog. E como você sabe, esses seus colegas de profissão vão demorar longos meses – ou até mesmo anos – para conseguirem fazer tudo isso!

3. Você já tem mais conhecimento

E quando esses novos concorrentes chegarem, você vai ter a maior arma do seu lado: o seu conhecimento. Certamente você até já leu alguns artigos da Escola Freelancer ou até mesmo já comprou o nosso ebook Ser Freelancer. Isso representa anos de estudo que os seus colegas de profissão vão ter que percorrer. Obviamente, esse conhecimento também é proveniente da sua experiência. Você já aprendeu a lidar com clientes ou até mesmo a gerenciar o seu tempo de forma a ser mais produtivo. Por isso, considere-se em clara vantagem!

4. Você não tem barreiras físicas

Outra grande vantagem de você ser freelancer é que não existem barreiras físicas para o seu trabalho. Se a crise no Brasil piorar – o que eu não acredito – você sempre pode angariar outros clientes em países de língua portuguesa, como Portugal, por exemplo. Se você dominar o inglês, o espanhol ou o francês, a sua vantagem é ainda maior pois conseguirá angariar clientes em outras dezenas de países ao redor do mundo.

Por outro lado, um profissional que se recuse em ser freelancer, estará sempre condicionado pelas suas limitações físicas na hora de conseguir emprego.

5. A sua moeda desvalorizou? O dólar não…

Ao trabalhar para o estrangeiro, outra notícia positiva é que você não está tão dependente assim da variação da cotação da moeda do seu país. Atualmente, como eu trabalho com alguns programas que me pagam em dólar, a subida da moeda norte-americana acaba compensando a queda do real por parte dos clientes que me pagam no Brasil. Por isso, ter clientes fora do seu país de origem é extremamente importante. Eu falo um pouco sobre este tema no meu artigo sobre 12 formas de gerar rendimento passivo.

6. A crise separa os homens dos meninos

Uma coisa boa da crise (se é que existe algo bom nisso…) é que os profissionais menos conceituados vão ter sempre uma maior dificuldade em encontrar clientes. Mas esta pode ser uma boa notícia para você, que é um profissional mais experiente. Com menos clientes, os freelas mais amadores vão saindo do mercado e você tem uma maior gama de clientes para trabalhar com você.

crise para os freelancers

7. Você vai continuar poupando dinheiro…

A gasolina sobe? Os preços nos restaurantes dispararam? Apesar de você também sentir esses aumentos, a verdade é que pelo fato de ser freelancer você está menos exposto a eles! Você não precisa de colocar gasolina no seu carro para ir até ao trabalho, você não precisa de almoçar fora o tempo todo ou andar de ônibus. Trabalhar em casa, acaba por poupar você de alguns custos extra que teria e que iriam piorar, ainda mais, a sua situação.

Conclusão

Obviamente – e gostaria de deixar isso bem claro – a crise não deixa você imune dos seus efeitos. No entanto, a profissão de freela permite que você minimize eles. Apesar de acreditar que a crise no Brasil não está tão grave como fazem acreditar, espero que este artigo tenha sido um bom impulso para você continuar motivado no seu negócio de freelancer.

Agora é com você:

  • O que achou do artigo?
  • Acha que a crise pode prejudicar o seu negócio de freelancer?

Abraço,

Luciano Larrossa

Imagem cedida pelo banco de imagens Shutterstock

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.