Produtividade 17/10/2011

O que fazer quando a sua produtividade chega ao limite: Sintomas e Soluções

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

A produtividade é um dos temas que os leitores mais apreciam. Isto porque sabem que todos nós, quer sejamos freelancers ou colaboradores de uma empresa, sabemos que o tempo é mesmo a nossa mais-valia e que ele deve ser aproveitado da melhor forma, visto que é a única coisa da nossa vida que nunca volta atrás. Quer seja a manter a organização no ambiente de trabalho ou enquanto escreve um bom texto para o blog. Tudo deve ser analisado ao pormenor, de forma a conseguirmos retirar o melhor rendimento das nossas tarefas. Mas até que ponto conseguimos ser produtivos? Ou seja, até que ponto podemos conseguir manter o máximo das nossas capacidades?

Eu poderia lhe dizer que deve trabalhar doze horas por dia para que consiga ganhar mais dinheiro. Mas isso de nada me irá valer se você for uma pessoa que apenas tem capacidade física para aguentar oito horas por dia trabalhando na sua máxima performance. O mais importante é você conseguir descobrir até que ponto aguenta manter a concentração e a alegria de trabalhar, caso contrário começará a cair na desmotivação. Vejamos alguns sinais que você pode analisar de modo a saber que a sua produtividade está no limite:

limite

1. Fica perdendo tempo no computador

Uma das formas de analisar se a sua capacidade de concentração já se foi é verificar o que você está fazendo no momento. Deveria estar escrevendo aquele texto importante mas ao mesmo tempo está perdendo tempo no Facebook? É porque a sua concentração já se foi. Ser produtivo significa estar focado naquilo que está fazendo e não perdendo tempo com coisas que lhe trazem pouco rendimento.

O que fazer: Comece por desligar tudo o que lhe possa distrair como o Facebook ou o email. Seja disciplina consigo mesmo e proíba completamente de fazer uma visita a esses locais durante um determinado período de tempo. Isso ajuda a que fique mais focado e exija um pouco mais de si, mesmo quando pensa que já não tem mais energias.

Artigos a ler:

2. Passa horas à frente do computador sem ideias

Outro dos problemas dos excessos de trabalho é o fato de começarmos a ficar sem ideias. A cabeça acaba por estar tão cansada que muito dificilmente consegue ter força e criatividade para acrescentar valor ao nosso trabalho. Se repararmos, as pessoas mais jovens mostram-se sempre mais ativas e com vontade de fazer coisas novas, ao contrário da maioria dos mais velhos, que pretendem sempre manter a rotina. Outra das formas de ver como isso acontece é analisar a sua performance depois das férias. Não sente que está muito mais motivado para trabalhar?

O que fazer: Quando esse momento chega, mais vale parar um pouco. Vá dar um passeio de dez minutos, leia o artigo de uma revista ou um parágrafo de um livro. De nada lhe vale passar minutos e minutos sem produzir muito, quando na verdade pode aproveitar esse tempo para fazer algo mais interessante. Quando não se está bem, o melhor é sair.

Artigos a ler:

3. Sente que sua cabeça está cheia de coisas para fazer mas não faz nada

Isso aconteceu-me recentemente. A minha cabeça parecia que ia explodir, apesar de ter mil tarefas para fazer. Sentia-me cansado, mas no final do dia via que pouco tinha feito. Isso acontece principalmente depois de um longo período de férias, como depois de duas semanas seguidas a trabalhar.

O que fazer: Quando isto acontece, o melhor é começar por uma tarefa, seja ela qual for. Comece por aquilo que é mais fácil. Isso faz com que se sinta mais motivado para a tarefa seguinte, visto que vê o seu trabalho a avançar.

Artigos a ler:

4. O ritmo de trabalho diminui claramente

Por vezes você até pode se tentar concentrar, buscar ideias para artigos ou organizar a sua caixa de email. Mas a verdade é que tudo parece ser feito com muito esforço. O que você sente que poderia ser feito em meia-hora, passa a demorar uma hora ou mais. Começa a não compensar estar no seu posto de trabalho.

O que fazer: Nestes momentos, chega a altura de você exigir um pouco mais de si mesmo. Imagine que tem um patrão ao seu lado. Se você diminuísse o ritmo, ele nesse momento estaria em cima de você dizendo para trabalhar. Por isso, se sente que o seu ritmo de trabalho está diminuindo, peça um pouco mais de si e supere-se.

Artigos a ler:

5. Não tem noção do que é prioritário

Ao estar cansado e com muitas tarefas, acaba não saber definir o que é prioritário para o seu trabalho e o que deve ser relegado para segundo plano. Tudo parece ter a mesma importância, quando na verdade existem algumas tarefas que têm maior urgência do que outras.

O que fazer: Comece por organizar o seu dia da maneira correta. Antes de se deitar, pare um pouco para pensar no seu dia que passou e no que vai fazer amanhã. Faça uma pequena lista e no dia seguinte siga-a à risca. Quando a nossa cabeça começa a não ter capacidades para definir o que devemos ou não fazer durante o período de trabalho, o melhor é esperar por períodos de reflexão e utilizar uma agenda ou um bloco de notas.

Artigos a ler:

produtividade

6. Cai na rotina

Além de começar a fazer mal o pouco que tem para fazer, quando a sua produtividade diminui, o mais certo é que não sinta forças para ganhar novas ideias, entrar em novos projetos ou pedir ajuda a organizações como a Sebrae, por exemplo. Limita-se a concluir o que normalmente faz, sem que tente encontrar novas formas de investir e melhorar os seus rendimentos.

O que fazer: Quando começar a sentir que o seu trabalho é uma rotina completa e que isso faz diminuir a sua produtividade, o melhor é mesmo começar a “sonhar” novamente. Veja algumas ideias inovadoras ou leia artigos para se inspirar.

Artigos a ler:

7. Começa a querer desistir do que está a fazer

Quando começa a sentir que o que faz não tem valor ou que não terá possibilidade de ser uma pessoa de sucesso, o mais certo é que comece a desistir dos seus projetos, pensando que, afinal, você não tem muito valor. Esta atitude é apenas o reflexo do seu cansaço, acabando por gerar sentimentos negativos e desmotivadores.

O que fazer: Com a cabeça “quente”, é normal que tenha pensamentos negativos. Mas estes pensamentos só o prejudicam, fazendo com que fique ainda pior no seu trabalho. Trace um rumo para a sua vida e tenha objetivos a longo prazo. Lembre-se: “O importante não é onde estamos no momento, mas sim onde queremos estar no futuro”.

Artigos a ler:

8. Não tem vontade de levantar da cama

Como não tem novas ideias nem grandes perspectivas para o futuro, o mais certo é que comece a pensar que ficar na cama é mesmo a melhor solução, ficando à espera que o tempo passe e que “os outros” resolvam o seu problema de falta de produtividade. Estas atitudes acontecem maioritariamente quando o número de tentativas falhadas já é grande e começa a ver que o seu futuro não é o que imaginou.

O que fazer: Isso é uma das fases da depressão que podemos enfrentar no nosso trabalho. Quando isso acontecer, pense que existem pessoas que também passaram por dificuldades e que conseguiram seguir em frente. Que as dificuldades também fazem parte da vida e que você está ai para as ultrapassar.

Artigos a ler:

9. Começa as tarefas mas não as conclui

Com a sua produtividade a chegar ao limite, o mais certo é que deixe de concluir tarefas. Você deve estar se questionando como isso pode acontecer, visto que se tem tanto para fazer e não se conclui tarefas. Pois bem, como a sua produtividade diminuiu, você nas últimas semanas tem falhado muito nesse aspecto. E esse treino mental de “falhar”, faz com que ganhe a rotina de não terminar tarefas, o que acaba por complicar ainda mais o seu trabalho.

O que fazer: Percebo o quanto esta fase pode ser complicada. Mas esta é a altura de começar a ser disciplinado consigo mesmo. Basta definir um regra: não fazer mais nada enquanto não terminar uma tarefa. Simples e eficaz. Com o tempo verá as mudanças..

Artigos a ler:

10. Deixa de escutar os outros

Menos trabalhos feito, significa menos acreditar naquilo que está a fazer. Logo, começa a ficar sem paciência para ouvir conselhos de outros, quer seja um psicólogo ou apenas um amigo que esteja tentando lhe ajudar. Isto porque está tão farto de se culpar pela sua pouca produtividade que acaba não querer que os outros lhe digam as verdades, preferindo ficar numa realidade criada por si.

O que fazer: Volte a ser humilde. Eu sei que é difícil conseguir manter a humildade quando estamos em baixo e achamos que já não somos úteis para o nosso trabalho. Mas lembre-se como você era antes. Lembre-se que foi esta capacidade de ouvir os outros que o levou ao sucesso que teve e que apenas basta “engolir” algumas coisas para voltar a ter sucesso.

Artigos a ler:

Já passou por momentos nos quais suas produtividade atingiu o limite?

Todos vocês já tiveram, com certeza, momento menos bons, em que sentiam que por mais que tentassem, o vosso corpo parecia não responder ao que o vosso cérebro mandava. Nesses momentos, é altura do freelancer refletir e pensar se o que você está fazendo nesse momento é o melhor que poderá fazer. Utilize a técnica de Pomodoro ou ponha em prática algumas das nossas dicas. Mais o mais importante é parar de fazer as coisas erradas e começar a tomar opções certas.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.


BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a criar imagens poderosas para anúncios pagos nas redes sociais!

close-link