Marketing Digital 08/11/2012

10 passos para melhorar o seu networking de uma vez por todas!

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Networking. Esta palavra que muitas vezes ouvimos falar é de grande importância para os freelancers, pois é através dela que vai fazer com que o seu trabalho mantenha um fluxo de clientes constante. Mas o que é o networking? Como pode melhorá-lo? Em primeiro lugar, o networking é a sua capacidade para conseguir renovar contatos e conseguir constantemente novos clientes. Mas para isso, é necessário ter um conjunto de técnicas que permitam manter esse fluxo constante. Acredito que grande parte dos seus trabalhos surja através da sua rede de contatos, mas também acredito que não investa muito tempo nesse passo. Trabalhar bem o Facebook, saber movimentar-se nos grupos do LinkedIn ou conseguir mais seguidores no Twitter são apenas algumas formas de aumentar os seus contatos mas isso por si só não chega. Já parou para pensar quantas horas do seu dia ou da sua semana dedica à procura de novos clientes? Possivelmente muito poucas!

A pouca renovação da carteira de clientes é o que leva muitas vezes os freelancers a deixarem de conseguir novos projetos. Isto acontece devido ao fluxo de trabalho que por vezes (e felizmente) aumenta e o tempo dedicado à procura de novos clientes diminui drasticamente. Essa queda na produtividade acaba por ter impactos no seu negócio a longo prazo. É por essa razão, que ter um perfil completo no LinkedIn é tão importante ou manter uma imagem profissional no Facebook torna-se fundamental.

O EXEMPLO DO BNI

Há muitos anos, um empresário norte-americano Ivan Misner passava por um período menos bom do seu negócio, tendo perdido muitos clientes devido à crise que se fazia sentir na altura. Para alterar essa situação, ele optou por chamar um grupo de amigos para pedir ajuda. Eles passaram a reunir-se semanalmente e a partir daí mais pessoas quiser juntar-se à ideia. Assim surgiu o BNI, que está espalhado por mais de 40 países a nível mundial. Graças a esta iniciativa, todos os dias vários empresários juntam-se às 06:45 da manhã e apresentam os seus projetos para outras pessoas. O objetivo do grupo é muito claro: criar uma rede de contatos entre todos os representantes desse grupo. Mas para isso, o BNI tem algumas regras específicas:

  • É necessário manter a pontualidade.
  • Os membros do grupo não podem faltar às reuniões semanais. Caso contrário correm o risco de serem expulsos.
  • Eles são obrigados a conseguir novos clientes para os seus parceiros do grupo.
  • Têm objetivos a cumprir, tanto em termos de ganhos como em novos contatos gerados para os seus colegas.
  • Semanalmente, precisam de ficar das 06:45 às 10 da manhã reunidos com o seu grupo, de forma a debaterem ideias e conseguir novos contatos.
  • Os grupos não podem ter dois empresários da mesma área. Se você for jornalista, no mesmo grupo não poderá existir outro jornalista, diminuindo claramente a concorrência.

Estes são apenas alguns princípios desta ideologia, mas existem muitas mais. Mas não pense que esta ideia está relacionada com marketing multinível ou algo do gênero. A ideia aqui não é vender produtos do BNI, mas sim manter uma rede de contatos constante e gerar oportunidades de negócios para todos os membros. Para que perceba melhor vou dar um exemplo. Imagine que você trabalha como designer. Todas as semanas você anuncia o seu negócio e define um objetivo. Imaginemos que esta semana você pretende conseguir um contato da Globo para realizar um trabalho com eles. Nesse caso, você faz essa proposta ao grupo e todos os membros tentam encontrar uma forma de conseguirem o contato que você pretende. Por outro lado, você também precisa de ajudar outros participantes a chegarem aos seus objetivos.

Parece simples? Na verdade não é assim tanto. Isto porque as regras são bastante rígidas e caso você não esteja cumprindo o que é programado você poderá mesmo ser expulso do grupo. Considero que esta seja mesmo a chave para o sucesso desta iniciativa. Ao definir objetivos e ao obrigá-lo a cumprir regras, o empreendedor sente-se mais motivado para trabalhar e naturalmente acaba por ter mais resultados. Esta avaliação constante que é realizada pressiona ainda mais o empresário a melhorar a sua performance.

E é baseado neste princípio que hoje vou dar a conhecer 10 passos que são essenciais para você ter uma rede de contatos eficaz e em crescimento constante. Leia com atenção as próximas linhas, pois elas são essenciais para a sua ideia de negócio manter-se no mercado por muitos e muitos anos.

passos para melhorar o networking

1. OFEREÇA ALGO

Dar algo aos outros é o primeiro segredo para a sua rede de contatos realmente crescer de uma forma exponencial. No BNI, os seus participantes são obrigados a cumprir os seus objetivos de oferta. Se todos os membros derem oportunidades de negócios a outras pessoas, haverá sempre fluxo de trabalho correto? Os mesmos princípios devem estar presentes no negócio de freelancer. Compreendo que o trabalho de freela é muito solitário, mas a verdade é que você necessita de outras pessoas para sobreviver. Neste momento, eu estou a partilhar este conhecimento consigo, estou a dar a minha experiência e o meu tempo. Simplesmente isso. Ficarei rico a curto prazo? Certamente não, mas só o fato de estar a fazer isso irá gerar outros benefícios para o meu negócio. Na vida e no trabalho, nem tudo é dar e receber no momento. Existe coisas que você poderá oferecer aos outros e ter o retorno num período de tempo mais longo.

Dica: Dar não significa trabalhar de graça para outra pessoa. Dar pode ser apenas responder a um email, deixar um elogio sincero ou retirar uma dúvida pontual a outra pessoa.

2. DEFINA ESTRATÉGIAS/OBJETIVOS PARA O NETWORKING

Sem metas definidas para o seu networking, certamente ele acabará por deixar de existir em poucos dias. É muito fácil adiar aquele email que você tem de responder ou aquele artigo que você deve partilhar no grupo do Facebook. A melhor forma de contornar essa situação é definir objetivos alcançáveis para o seu trabalho de networking. Defina quantas publicações você vai fazer no grupo do LinkedIn ou do Facebook, quantos emails vai mandar para possíveis clientes ou mesmo quem você vai ajudar esta semana. Ter um plano para isso é bastante interessante pois permite criar um relatório daquilo que você está fazendo. Se alguém já tem este hábito, desafio-o a deixar um comentário no final do artigo contando a sua experiência.

3. MARQUE ENCONTROS

Ter os hábitos que referi acima é de extrema importância, pois aumenta o número de pessoas que você poderá atingir. Mas o que deve fazer depois? Quais são os passos seguintes que devem ser seguidos? O meu conselho é que tente, constantemente, aprofundar um pouco mais as relações com alguns dos membros que você passou a conhecer nas redes sociais. Escolha um ou dois por semana e marque um encontro pessoal ou algum bate papo no Skype, apenas para apresentar uma ideia sua. Mas lembre-se: essa ideia deve ser benéfica para os dois. Identifique uma falha do seu possível cliente e diga que você poderá resolver esse problema.

4. CRIE RELAÇÕES DE CONFIANÇA

Depois de promover o seu trabalho e conseguir alguns serviços, chegou o momento de começar a criar relações de confiança. E para consegui-lo o freelancer precisa de seguir alguns princípios:

  • Cumprir as datas definidas por ambos.
  • Cumprir o que prometeu. Criar expectativas altas e depois apresentar uma qualidade baixa dá sempre mau resultado.
  • Oferecer qualidade em prol de quantidade.
  • Garantir resultados a quem contrata o seu serviço.
  • Definir objetivos em conjunto e conseguir cumpri-los.

Estes são apenas conceitos básicos, mas são alguns dos mais importantes. O relacionamento com um cliente funciona mais ou menos como um relacionamento amoroso. Você precisa de dar e receber, mas acima de tudo de cumprir expectativas para que a relação possa manter-se saudável.

5. COMECE PEQUENO

De nada adiantar falar sobre mídias sociais ou relações de confiança se o freelancer não saber como começar a construir o seu networking. A minha sugestão é: comece pequeno. E começar pequeno significa conseguir atuar na sua rede de influência, como os amigos nas mídias sociais, os familiares ou mesmo os vizinhos do seu prédio. Se quiser iniciar algo, divulgue a sua ideia na sua cidade, em locais onde você poderá começar a construir os primeiros traços do seu tão desejado networking. Querer chegar a todo mundo sem primeiro chegar ao seu mundo é um dos grandes entraves para começar. 

dicas para conseguir um melhor networking

6. PERSISTÊNCIA

Networking não é algo que surja de um dia para o outro. É algo que deve ser construído ao longo do tempo e que requer muita persistência. Daí, ser tão importante a mensuração dos resultados semanalmente e mensalmente. Desta forma, você conseguirá perceber se está atuando da melhor forma e qual deve ser o caminho a seguir. Não está conseguido muitos contatos através do Facebook? Experimente o LinkedIn. Não consegue através do LinkedIn? Explore os comerciantes da sua cidade. Enfim, existem inúmeras opções, mas apenas sendo persistente conseguirá perceber o que deve realmente ser feito.

7. FIQUE NA MEMÓRIA

Falar de networking é falar em qualidade e quantidade. Por um lado, você necessita de chegar a um maior número de pessoas possível. Por outro, tem de conseguir chegar a essas pessoas de forma eficaz, “transformando-as” em futuros interessados em utilizar os seus serviços. A melhor forma de o fazer é ser notável. E isso passa por preparar um pouco melhor as suas apresentações, ser extremamente simpático ou apenas fazer diferente. Há algumas semanas, vi uma reportagem que falava de uma campanha inovadora que foi feita numa cidade portuguesa com o objetivo de melhorar o comércio local. A ideia era muito simples: cada vez que uma pessoa comprava nessas lojas, no final o empregado da loja dava um abraço ao cliente. Já pensou o que é fazer uma compra e receber um abraço? No máximo, você estaria esperando o troco não um abraço! A própria Zappos tem um lema parecido: “Nós não entregamos sapatos, nós entregamos felicidade”. E isto é algo que fica na memória! Aquela campanha dos abraços acabou por sair em vários meios de comunicação e as pessoas falaram sobre isso, fazendo o tal marketing de boca-a-boca que é tão eficaz. Imagine quanto estas empresas não teriam de gastar para conseguir toda esta publicidade!

8. FAÇA RÁPIDO

A rapidez com que você cria novos contatos é extremamente relevante. Isto porque, de todos os contatos que você tentar criar, apenas uma pequena parte deles acabará por realmente fechar algum negócio consigo. Ser rápido ganha aqui um papel importante no crescimento do networking, principalmente porque caso cumpra alguns passos acima, terá sempre objetivos por cumprir. Mas atenção para manter bem equilibrada a problemática quantidade/qualidade. Mais do que conseguir muitos contatos, consiga aqueles que vão de encontro àquilo que você vende. Não vale a pena vender bananas e criar networking com pessoas que vendem carros. Seja rápido mas coerente!

9. REPUTAÇÃO

Hoje em dia, a reputação deve ser realmente uma preocupação para o freela. Ao mínimo erro você poderá ser comentado nas mídias sociais e aí fica difícil conseguir voltar a ter credibilidade no mercado. “Aquele que perde a reputação pelos negócios, perde os negócios e a reputação”. Esta frase de Francisco Quevedo resume bem aquilo que é a reputação para um freelancer. Mas para conseguir mantê-la, você necessita de ser sincero com os seus contatos, não prometer mais do que pode cumprir e criar laços fortes, que possam ajudá-lo nos momentos mais difíceis.

10. INVISTA NO SEU NETWORKING

Caso todos os nove passos anteriores não funcionarem, a sua última opção é investir. Gastar algum dinheiro no seu networking muitas vezes não é necessário, pois poderá compensar isso com o fator tempo. Mas se estas suas iniciativas não estão a crescer como pretendia, chegou o momento de pensar em utilizar algum dinheiro que tenha deixado de parte. A publicidade, se bem feita, cria uma imagem de confiança perante as pessoas que seguem o seu trabalho. Depois, a partir do momento que tiver algumas pessoas que acompanham o seu trabalho, fica mais fácil crescer.

CONCLUSÃO

Fazer crescer a rede de contatos é sinônimo de tempo investido, paciência e muita persistência. Com estes passos, considero que o leitor já terá uma boa base para começar a gerar novos contatos e a conseguir melhores resultados para si. Depois de conseguir uma rede de certa forma alargada, o mais provável é que as pessoas comecem a fazer o trabalho por si, através da publicidade boca-a-boca.

E você, que passos tem dado para melhorar o networking? Quais têm sido as suas táticas para fazer crescer a rede de contatos?

Abraço e bons contatos!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link