Marketing Digital 01/02/2012

7 passos para aceitar as críticas de forma positiva

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Trabalhar como freelancer ou empresário é sinônimo de exposição pública. Tudo o que você fizer será visto por outras pessoas e por isso, possível de ser elogiado ou criticado. Quando a primeira situação acontece, sentimo-nos motivados e prontos para trabalhar horas a fio, pensando que estamos num bom caminho. O problema é quando a situação contrária surge. Se algum cliente critica o nosso trabalho, a tendência é responder mal ou ficar sem vontade de produzir durante o resto do dia. Estas são atitudes que você pode considerar como normais, visto que grande parte das pessoas têm dificuldade em lidar com uma apreciação negativa sobre o seu trabalho.

Contudo, se quiser crescer enquanto empresário, torna-se determinante saber lidar de um modo eficaz com situações como estas. Poderemos até considerar estes momentos como um desafio à nossa paciência e capacidade de argumentação. Pelo que observo no dia a dia, a principal tendência das pessoas é tentarem encontrar argumentos até provarem que a pessoa que os criticou está errada. Às vezes isso tem toda a lógica de ser feito, mas torna-se um problema quando pensamos que todas as situações em que somos criticados devem ser rebatidas. Por isso, hoje deixo-lhe sete pequenos passos que deve seguir para conseguir aceitar as críticas de um modo mais positivo.

criticar

1. Perceba que as críticas podem ajudá-lo a crescer

O primeiro ponto que deve ter em mente é que as críticas nem sempre servem para nos desmoralizar. Temos tendência em pensar que a pessoa que nos criticou pretende o nosso insucesso, quando na verdade ela pode até estar pretendendo o contrário. Os comentários que recebo aqui no blog nem sempre são positivos. Alguns são sem fundamento, enquanto outros a razão está do lado do leitor. É preciso separar os comentários que são feitos apenas para criticar, dos outros que são escritos para melhorarem a nossa performance. São estes últimos que podem permitir o nosso crescimento enquanto profissionais.

Depois de ser feita essa separação, é necessário começarmos a entender que poderemos transformar a crítica em algo positivo para o crescimento pessoal. O problema é que à medida que vamos crescendo, vamos perdendo essa capacidade. Passamos a achar que já sabemos tudo sobre determinada área ou que já ninguém nos pode ensinar alguma coisa, quando isso de fato não é verdade. Um dos segredos das pessoas de sucesso é terem a humildade para saberem que a evolução é constante. Por isso, comece desde cedo a ver as críticas como uma forma de evoluir no seu trabalho.

2. Entenda que isso faz parte do dia a dia

Outro dos pontos que você deve ter em mente desde o início é que as críticas vão fazer sempre parte do seu trabalho. Por mais que produza e aumente a qualidade do seu serviço, as críticas acabam sempre por surgir. Aceitar isso vai ajudá-lo, ao longo do tempo, a deixar de se sentir desmotivado quando é criticado. Todas as profissões têm os seus pontos negativos. O mais importante é aprender a lidar com elas.

Uma das lições mais valiosas que o tênis me ensinou foi exatamente essa. No início da minha carreira, o vento era uma coisa que me incomodava muito em todas as partidas. Num dia mais cinzento, lá estava o vento empurrando a bola de um lado para o outro, dificultando o meu jogo. Devido à minha inexperiência, a minha primeira atitude era sempre reclamar por o vento prejudicar o meu jogo. Com isso, perdia cada vez mais pontos e acabava me desconcentrando.

Com o passar do tempo, fui começando a entender que o vento fazia parte do jogo e não tinha como evitá-lo. Não valia a pena me estressar por um fator que eu não conseguia controlar. Por isso, passei a aproveitar o vento a meu favor. Enquanto os outros ficavam reclamando, eu me mantinha concentrado e procurava soluções para ultrapassar essa dificuldade. A mesma atitude você deve ter com as críticas. Perceba que elas fazem parte do seu dia a dia e que dificilmente você vai conseguir controlá-las. Então, tente utilizá-las a seu favor. Enquanto outros freelancers se estressam por serem criticados, tente tirar conclusões construtivas da opinião das outras pessoas.

3. Segure a sua primeira reação

Quando somos criticados, o mais normal é tentarmos rebater as críticas de um modo energético. Afinal de contas, sempre demos o melhor pelo nosso trabalho e qualquer avaliação negativa torna-se injusta. Infelizmente, nem sempre é assim. Passar horas a fio para escrever um texto e mais tarde receber uma crítica, são coisas que acontecem no meu dia-a-dia. Enquanto blogueiro, cabe-me a mim compreender que por mais horas que eu passe em frente ao computador, isso não é sinônimo de agradar a todas as pessoas. Posso cometer erros na escrita ou o artigo sair desinteressante.

Uma das técnicas que utilizo para interiorizar de forma mais efetiva as críticas é conter a minha primeira reação. Se não gostei do que li, não respondo nesse momento. Deixo para o fazer na hora seguinte ou para o outro dia. Desta forma, consigo interiorizar melhor o que me foi dito e terei mais tempo para analisar a situação. Isto porque a nossa primeira reação será sempre muito mais emocional do que racional, aumentando as probabilidades deste problemas gerar outro ainda maior.

Compreende que pessoalmente seja mais complicado conseguir lidar com a situação. Afinal de contas, a pessoa está à sua frente e você necessita de lhe dar uma resposta, enquanto que no computador pode demorar o tempo que quiser. Contudo, tente sempre contar até dez ou falar respirar fundo. Lembre–se: a primeira resposta que lhe vem à cabeça muitas vezes não é a mais correta.

4. Tente perceber porque foi criticado

Por pior que seja a crítica, é importante tentarmos perceber o porquê de ela ter acontecido. Ao fazer esta análise, ficamos a ver a situação através do ponto de vista do cliente, tornando mais simples o processo de aprendizagem. Se jamais tentarmos ter a mesma visão do crítico, teremos maiores dificuldades em admitir que a culpa possa ser, efetivamente, nossa.

Pondere ler: 5 passos para lidar com um cliente insatisfeito

5. Agradeça a crítica

Mesmo que a intenção da pessoa seja de ofender ou apenas desmoralizá-lo, agradeça o comentário. Se não responder, poderá passar uma imagem arrogante da sua pessoa. Agradecer pode ser uma excelente resposta inicial, e um bom princípio para analisar a crítica em si. Quando uma pessoa crítica, tudo o que menos espera de seguida é um “obrigado”, especialmente se o objetivo foi atingi-lo de forma negativa.

6. Tente aprender com a situação

Os momentos negativos, são aqueles que nos permitem aprender mais. Por isso que refiro tantas vezes aqui no blog: não se entusiasme demasiado com o sucesso e produza mais em períodos negativos. Fazendo mais uma vez o paralelismo com o tênis, foi nas derrotas em que eu consegui tirar as minhas maiores lições, visualizando mais facilmente onde precisava de evoluir. Uma crítica é sem dúvida um momento negativo para o seu negócio. Vejamos algumas das situações que podem acontecer:

  • Foi criticado por não entregar a tempo o projeto? Tente ser mais organizado
  • O cliente disse que o seu trabalho não tinha qualidade? Estude mais
  • Não gostou da sua primeira proposta? Esforce-se mais na altura de entregar o primeiro trabalho
  • A tradução estava com erros? Verifique o texto antes de entregar

Quando temos um problema, existem duas formas de lidar com ele: encontrar uma solução ou deixarmo-nos afetar. E as críticas são claramente um problema, mas que você deve ver como uma forma de crescimento. Em tudo o que for criticado, tente evoluir nessa área. Verá que as críticas irão diminuir consideravelmente.

7. Tente “sair por cima” da situação

Responder de forma emocional pode trazer várias prejuízos para o seu negócio. É como aquele jogador de futebol que agride um adversário apenas porque ele o provocou. Quem fica mal visto? O jogador que agrediu e posteriormente foi expulso. O outro fica dentro de campo, ajudando a sua equipe a tentar ganhar o jogo. Como freelancer, você necessita de ser racional neste gênero de situações. Começar uma guerra com o cliente pode não ser benéfico para si. Imagine que ele agarra num dos seus emails e coloca uma imagem no Facebook? Por mais razão que você tenha, as outras pessoas não vão acreditar em si.

Preocupe-se em não dar motivos para ser julgado. Foi criticado de forma incorreta? Não há problema. Pensa na situação e mais tarde responda educadamente. O cliente foi mal educado consigo? Mantenha o seu nível de educação e siga os seus princípios.

“O mal de quase todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica” (Norman Vincent)

E você, tem dificuldades em aceitar as críticas?

As críticas podem ser algo extremamente injusto. Por vezes, mesmo sem qualquer culpa, somos julgados por outros um público. Tente compreende que você pouco pode fazer nessas situações. Por vezes o problema é mesmo de quem está criticando. Existem pessoas que gostam de falar mal apenas por falar. Mas como você não pode controlar o que fazem os outros, limita-se a fazer o seu papel.

 

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "CHECKLIST PARA FACEBOOK"
Os primeiros passos com sua página no Facebook.

Checklist para facebook
close-link