Marketing Digital 14/09/2011

Passos essenciais para criar um portfólio

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Qualquer freelancer que esteja no início da sua carreira irá sempre se debater com esta questão: será que o meu trabalho não tem qualidade ou eles apenas não é visto por um número suficiente de pessoas? Se ainda não chegou a este ponto, mais tarde ou mais cedo irá fazê-lo. Isto porque fala-se sempre muito em paciência para se fazer crescer um negócio, mas a verdade é que esse mesmo tempo leva a questões na nossa cabeça e pensar se o nosso projeto é ou não visto é uma dessas questões. Mas para retirar essa dúvidas, nada melhor do que tratar de divulgar o nosso trabalho. E uma das boas maneiras de o fazer é criando um portfólio.

O que é um portfólio?

Um portfólio não é nada mais do que uma pequeno álbum, no qual vamos dar a conhecer aos nossos clientes ou futuros clientes, aquilo que fizemos até agora, para que ele consiga ter uma noção do nosso tipo de trabalho e o que pode esperar caso nos contrate. Funciona mais ou menos como um curriculum vitae para quem quer ser contratado por uma empresa. Enquanto este mostra todos os seus estudos ou cursos, o portfólio tem como objetivo demonstrar o que você fez de trabalhos, no fundo o que você pode fazer pelo seu cliente. Daí a sua apresentação ser alguns dos pontos mais importantes do seu trabalho de freelancer, pois ele no fundo irá decidir se irá conseguir aquele trabalhou ou não.

Num portfólio você deve mostrar quais as suas melhores habilidades, qual o seu estilo ou que gênero de produtos o seu cliente pode esperar. Mas é claro que os portfólios serão diferentes para as diferentes áreas, quer seja jornalista freelancer, fotógrafo freelancer ou web designer, entre outras. Mas isto não significa que tenha de dar a conhecer todos os seus trabalhos. Imagine que fez um site de destaque há dez anos, será que o terá de mostrar? A resposta é não, visto que desde esse período aprendeu novas ferramentas na construção de sites e aquele que foi realizado há uma década está, possivelmente, desatualizado.

Primeiro passo: o mais simples possível

Quando pensar em criar o seu portfólio, pergunte uma coisa a si mesmo: o que é mais importante quando o construir? Que o seu cliente entenda bem do que você é capaz. Então mantenha o seu portfólio o mais simples possível. Não ultrapasse os 15 a 20 projetos. Mais que isso torna-se maçador e você acaba por adicionar trabalhos que já não têm tanta qualidade. Outra das razões, é porque a pessoa que o procura pode ter pouca percepção daquilo que procura e um demasiado número de opções pode complicar a sua decisão. Como poderá ver abaixo, a organização tornar-se fundamental.

Muita variedade

Quando um cliente se desloca à procura dos seus serviços, ele pode ter duas opções: saber o que quer ou não fazer a mínima ideia do que deseja. Em qualquer uma destas situações, a variedade de trabalhos que você tem é algo importante. Se o cliente não souber o que quer, você da-lhe vários exemplares de técnicas diferentes, ajudando-o a escolher. Se ele já vier com uma ideia, a elevada variedade eleva as probabilidades de que o que você tiver vá de encontro àquilo que o cliente deseja. Um conselho que lhe posso dar nesta área é a de que varie também no suporte em que publicou os seus trabalhos, quer seja nos mídias tradicionais ou no digital. Se escreveu para um jornal, coloque lá alguns trabalhos. Se escreveu para sites, também não se esqueça desses.

Mostre suas imagens com a melhor qualidade possível

Se reparar, nós em toda a rede de Escolas Plus temos um grande cuidado em inserir imagens de qualidade que estejam relacionadas com os nossos posts. Isto acontece porque a imagem é algo essencial para chamar a atenção do nosso trabalho. A mesma atitude você deve ter no seu portfólio. Tenha um especial cuidado com todas as imagens que insere. Quando fizer colocar uma imagem de um site que tenha construído, tente retirar a melhor qualidade possível e se puder faça um pequeno tratamento no Photoshop para aumentar a qualidade.

Cuidado com a ordem dos trabalhos

Quando o seu cliente começa a visualizar os seus trabalhos, ele começa a ver uma história. Na cabeça do cliente, naquele momento você está a mostrar tudo o que fez até agora, apesar de você saber que é bem mais do que isso. Portanto, coloque-se no lugar daquela pessoa e pense no que ele gostaria de ver primeiro. Logicamente você deve começar pelos seus melhores trabalhos, para que entusiasme os clientes nas primeiras páginas. Imagine-se a escrever um artigo de qualidade para o seu blog. Se você não cativar o leitor nos primeiros minutos, ele abandonará o artigo. O mesmo acontece com o seu portfólio.

Não esquecer de colocar o nome do cliente e a data

Apesar de você poder colocar nos primeiros projetos do seu portfólio alguns trabalhos que tenham sido realizados há vários anos, é importante que insira o nome do cliente e a data. Isto torna o seu trabalho mais transparente e é uma excelente demonstração de sinceridade da sua parte, passando mais confiança ao futuro cliente. Se quiser, faça um pequeno resumo de como realizou o trabalho, quanto tempo demorou e quais as ferramentas utilizadas.

Divida em Separadores

Outro dos conselhos que lhe dou quando cria um portfólio é que divida os seus trabalhos por separadores. Ou seja, se for jornalista freelancer por exemplo, divida os projetos por trabalhos para sites, trabalhos para jornais, para rádio, gravações, entrevistas, etc. E em cada um dos separadores, siga o conselho dado pouco acima, de começar pelo melhor trabalho. Esta organização simplifica a busca do cliente, tornando-a mais rápida e mais intuitiva. Os separadores que pode utilizar para dividir os seus trabalhos são os seguintes:

  • Por cliente
  • Por ano
  • Por técnica utilizada (Photoshop ou Illustrator por exemplo)
  • Por gênero de trabalhados

O portfólio pré-fabricado é uma boa opção?

Para responder a esta questão basta pensar um pouco e fazer uma pequena análise. Afinal de contas, o que é um portfólio? É uma forma de você mostrar o seu trabalho aos futuros clientes. É um ponto essencial do seu negócio. Se ele não gostar, não compra. Sendo o portfólio algo tão essencial, será que vale a pena você “desprezar” este trabalho com portfólio pré-fabricado? Não seria melhor você se aplicar o máximo (gastando talvez até algum dinheiro) e conseguir um portfólio de qualidade para deixar os clientes satisfeitos com o que virem? Seria o mesmo que eu ter uma loja de e-commerce e desprezar a usabilidade ou o design do site, comprando uma loja pré-fabricada. Os olhos vendem muito, por isso não despreze o seu portfólio a este ponto e faça algo com muita qualidade.

Versão web ou impressa?

As duas. Isto porque apesar de os tablets terem facilitado a vida dos portfólios online, existem com certeza ainda muitos clientes que não estão habituados a este tipo de plataforma. Imagine que vai falar com um dono de uma empresa que deseja fazer um site. Com certeza ele prefere ver os seus trabalhos anteriores num papel e não se sente à vontade com o tablet. Outro dos motivos para não desprezar um portfólio impresso é uma possível falha da ligação à internet. Imagine que tem um encontro marcado com um cliente importante e a sua internet resolve falhar? Para que não perca nenhuma oportunidade, tenha sempre uma versão em papel à mão. Mas sem dúvida que, sempre que possível, é bem melhor mostrar o seu portfólio online, nem que seja pela interação que isso gera com o cliente.

Resumindo:

  • Seja o mais simples possível
  • Preocupe-se com a apresentação
  • Imagens importam (e muito)
  • Organize por categorias
  • Dê o máximo no fabrico do seu portfólio
  • Tenha sempre um portfólio impresso à mão

Já criou seu portfólio?

Como pôde ver acima, o portfólio é algo essencial para conseguir “agarrar” os seus clientes no primeiro contato. Mas para isso, tem que fazer algo com qualidade e algumas destas dicas por ajuda-lo perfeitamente. Nos próximos artigos, fique atento pois irei dar-lhe exemplos de vários portfólios, para que tenha uma melhor noção do que deve fazer.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link