Produtividade 26/07/2013

Ouvir música no trabalho aumenta a produtividade? Saiba a resposta

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

A questão do título tem estado presente na minha cabeça desde que comecei a trabalhar como freelancer: ouvir música enquanto trabalho será algo benéfico para a minha produtividade? Esta resposta tem se demonstrado inconclusiva. Enquanto algumas pessoas dizem-me que conseguem trabalhar e ouvir música, outras refutam logo esta hipótese dizendo que é impossível trabalhar e ouvir música ao mesmo tempo. Eu próprio já vivi essas duas fases. Existiam períodos em que ouvir música enquanto escrevia era algo obrigatório e durante outras alturas o silêncio era a melhor música para os meus ouvidos.

Para ter a certeza sobre esta resposta, resolvi pesquisar por estudos que tenham sido realizados sobre o tema. Apesar da divergência de respostas não ter permitido retirar uma conclusão irrefutável, deu para ter uma maior noção da influência da música na nossa produtividade e concentração durante o trabalho. Ao longo do post, vou falar sobre vários estudos que encontrei pela internet e a conclusão dos mesmos. Mas se você é uma pessoa interessada em temas sobre produtividade, dê antes uma olhada em alguns destes artigos:

ESTUDO 1

Este estudo foi realizado em 1995, pelo Journal of Applied Psychology, e envolveu 256 empregados de uma empresa analisando 32 funções completamente diferentes. O objetivo era verificar a relação entre a música e a produtividade no trabalho. Ao início, foi perguntado aos funcionários se estavam interessados em utilizarem aparelhos para escutarem música no trabalho. Dos que demonstraram interesse, apenas 75 acabaram por receber um aparelho para ouvirem música. Esses funcionários utilizaram fones no ouvido durante quatro semanas e aos restantes (181) não foi permitido que escutassem qualquer tipo de música durante o mesmo período.

Ao fim das quatro semanas, os 75 representantes que puderam ouvir música demonstraram melhoras de desempenho, de humor, de volume de negociações, de satisfação no trabalho, etc. Mas a característica que mais diferenciou os dois grupos foi mesmo a satisfação no trabalho. De realçar, ainda, que aqueles que realizavam tarefas mais simples tiveram um aumento drástico na sua produtividade.

ESTUDO 2

Realizado em 1966 por Newman e Hunt, este estudo foi um pouco além do anterior, explorando quatro tipos de música e a sua relação com a produtividade nos trabalhadores. Dance, Show, Folk e Popular foram os estilos escolhidos e durante cinco semanas vários funcionários (o estudo não indica um número ao certo) escutaram música alternando vários dias da semana. Apesar de ter aumentando a felicidade e a satisfação nos trabalhadores, não foram notadas melhorias na produtividade.

ESTUDO 3

O estudo feito por Blood e Ferris resolveu analisar a influência da música ambiente na produtividade. Para isso estudaram várias conversas entre estudantes. Apesar da música de fundo demonstrar o aumento da satisfação e de comunicação, ela não revelou qualquer aumento da produtividade. Porém, quando o volume da música subiu um pouco e ela passou a ter uma maior relevância na conversa, os aumentos de produtividade surgiram, permitindo concluir que o aumento do foco estava ligado ao aumento da intensidade do som.

ESTUDO 4

Este é um dos estudos mais recente (2005) e talvez aquele que mais interesse aos freelancers. Naquele ano, Lesliuk juntou 56 desenvolvedores (41 homens e 15 mulheres) de quatro empresas diferentes e durante cinco semanas eles ouviram música enquanto trabalhavam. Os resultados indicaram que o positivismo e a satisfação eram menores sem música e que a produtividade aumentava quando os profissionais escutavam música. Além disso, a curva de aprendizagem também era maior com a presença da música.

O QUE REVELAM ESTES ESTUDOS?

Os estudos demonstrados acima não permitem retirar conclusões óbvias pois falta analisar esse efeito em várias áreas de atuação, o tipo de música fornecido ou até mesmo o seu efeito a longo prazo (cinco semanas é sempre pouco). Com estes estudos podemos começar a concluir que:

  • A música aumenta a satisfação no trabalho mas é importante perceber se essa satisfação traduz-se em resultados práticas. Não adiante ter um trabalhador satisfeito se no final do dia ele pouco produziu.
  • A música como foco principal impede que o trabalhador perca o foco em outras coisas que não estejam relacionadas com estas duas vertentes (trabalho e música). Porém, não impede que a música seja um fator de desconcentração.
  • O trabalhador fica mais ativo mas não é possível perceber até que ponto o seu cérebro consegue estar concentrado no trabalho e na música ao mesmo tempo.

Mas afinal, a música influencia na produtividade? Essa é uma resposta que deve ser respondida pelo próprio profissional. Se por um lado ela aumenta a satisfação e em tarefas mais fáceis até pode ajudar, por outro acredito que complique na hora de realizar tarefas mais complexas como a escrita de um texto ou a resposta ao um email importante.

Dica de artigo: Como perceber se uma tarefa é mais importante do que outra

ESTUDOS QUE COMPROVAM O CONTRÁRIO

Logo acima partilhei com vocês alguns estudos que compravam os benefícios de escutar música, quer seja na produtividade ou no ânimo do trabalhador. Porém, existem estudos que compravam exatamente o contrário. Segundo a pesquisa realizada pela Applied Cognitive Psychology, em 2010, o desempenho do seu grupo de teste desceu quando os mesmos eram obrigados a ouvir música enquanto trabalhavam. Nick Perham, criador do estudo, revela que as músicas favoritas podem “aumentar a motivação” mas que retiram o foco quando o assunto é a realização de tarefas.

Outro estudo, realizado pelo Journal of the American Medical Association, revelou que muitos cirurgiões escutam música enquanto trabalham e que isso realmente aumenta o seu desempenho. Porém, esse hábito também “prejudica a sua comunicação” e deixa-os “menos alertas para os pormenores mais importantes”. Ou seja, fazem mais tarefas, com maior rapidez mas com menos atenção aos pormenores. Estudos nesse sentido também foram realizados por empresas de automóveis. Os dados foram apresentados na Conferência Internacional sobre Trânsito e Transportes Psicologia e tiveram uma conclusão muito simples: cantar enquanto dirige diminui a capacidade de reação em situações de emergência.

DICAS PARA OUVIR MÚSICA E SER PRODUTIVO AO MESMO TEMPO

Já percebemos que os estudos apontam em vários sentidos. Porém, alguns fatores parecem caminhar para conclusões óbvias:

  • Escute música em tarefas mais rotineiras e mais chatas. Elas aumentam o humor, evitam que a sua mente fique vagueando e fazem com que realize tarefas mais chatas em menos tempo.
  • Em tarefas mais complexas, o silêncio é a melhor solução. Isso aumenta o foco e impede que o cérebro se disperse demasiado.
  • Se optar por músicas, escute sons mais calmos e sem letras, pois esses exigem uma menor atenção da sua parte.
  • Utilize sites como o Focus@will. Este site passa apenas músicas de som ambiente e foi construído pela equipe do UCLA, que é especialista em estudos sobre música e produtividade. Antes de iniciarem o projeto eles estudaram durante dois anos cerca de 200 pessoas e chegaram à conclusão que aquelas músicas aumentam a produtividade em até 400%. Escutei as músicas deste site enquanto escrevia esta texto!
  • Opte por escutar músicas em espaços mais abertos como os coworks. Elas vão aumentar o seu foco e evitar que perca a concentração com o barulho do espaço.
  • Experimente diferentes tipos de música e veja qual ajuda você a aumentar a sua produtividade.
  • De vez em quando, trabalhe sem música. Alternar entre períodos com música e períodos mais silenciosos também pode ser uma ajuda para a sua concentração.
  • Escute músicas que você gosta! Segundo os vários estudos, a felicidade no trabalho aumenta se as pessoas ouvirem músicas de que gostam. Caso contrário a música poderá ser bastante prejudicial.

Agora que você já conhece a influência da música na sua produtividade, cabe a você decidir se vai trabalhar e escutar música ou em que momentos vai fazê-lo. E para finalizar este artigo, deixamos para vocês algumas perguntas muito simples:

  • Tem o hábito de escutar música enquanto trabalha?
  • Qual é a sua opinião sobre o tema?

Aguardo os vossos comentários para que possamos conversar sobre esta questão tão importante que relaciona música e produtividade!

Abraço,

Luciano Larrossa

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.