Marketing Digital 24/01/2013

Os principais cuidados a ter na profissão de tradutor freelancer

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Este artigo tem como finalidade traçar um perfil do ambiente que o tradutor freelancer encontrará no mercado atual da tradução. Com as informações contidas neste post, e nos próximos que virão, será, também, útil para preparar um Plano de Negócios eficiente, pois como em qualquer tipo de negócio o planejamento deve sempre ser o primeiro passo para quem inicia alguma atividade econômica. Por isso, os assuntos tratados a seguir ajudarão a desmistificar, descomplicar e ampliar a visão sobre o posicionamento do negócio da tradução para freelancers no mercado.

Entre os pontos que abordaremos neste artigo estão:

  • Os fatores que influenciam neste tipo de negócio;
  • O comportamento destes fatores no mercado;
  • Fornecer as informações necessárias para iniciar suas atividades de tradutor Freelancer.

Para começar, temos que deixar claro que o serviço de tradução somente deve ser realizado por pessoas que dominam completamente dois ou mais idiomas. Esta é, também, uma atividade complexa, pois os tradutores deverão aprender a lidar com situações que tornam a prestação do serviço ainda mais difícil. Entre as situações que o tradutor freelancer encontrará estão os problemas com o texto de origem e problemas de linguagem. Os problemas mais frequentes com o texto de origem são:

  •  Textos incompletos;
  • Textos não digitalizados;
  • Textos mal impressos;
  • Textos mal escaneados;
  • Textos mal escritos;
  • Falta de referências;
  • Citações sem o texto original;
  • Alterações no texto durante o processo da tradução.

 Já com a linguagem, podemos nos deparar com as seguintes situações:

  •  Linguagem demasiado técnicas;
  • Textos literários escritos em uma linguagem muito antiga;
  • Textos com fortes influências regionalistas;
  • Dialetos;
  • Abreviaturas sem explicação;
  • Nomes próprios;
  • Nomes de organizações;
  • Gírias e jargões;
  • Expressões idiomáticas;
  • Frases redundantes;
  • Convenções e acordos linguísticos;
  • Acentuações gráficas.

 Qualquer uma destas situações, se não forem muito bem observadas, organizadas e adaptadas pelo tradutor, poderão interferir no idioma destino e na interpretação que os leitores terão da mensagem do texto traduzido.

tradutor freelancer

Também podemos destacar entre os problemas de linguagem mais enfrentados pelos tradutores a eufonia e a dissonância, características culturais, os textos poéticos, trocadilhos, propriedades idiomáticas específicas, rimas, termos comuns em uma região mas desconhecidos em outra (para estes casos é necessário um explicação clara do que ser deseja transmitir), e os falsos cognatos, que são palavras semelhantes em dois idiomas, mas que possuem o significado diferente, por exemplo: a palavra “cena”. Em português trata-se de uma referência ao espaço ocupado pelo palco de um teatro; Em espanhol significa “jantar”.

A TRADUÇÃO COMO PROFISSÃO

Todo tradutor no Brasil pode ter a Carteira de Trabalho assinada, pois esta é uma profissão oficialmente reconhecida pelo Ministério do Trabalho. Porém, até o momento, não existe  nenhum órgão regulador da profissão. Portanto, não há a necessidade de provas que certifiquem a habilidade do tradutor. Mas é claro, o mercado não é bobo e irá selecionar sempre os mais bem preparados para suprir as suas necessidades. O fato de não haver uma regulamentação, torna mais fácil o acesso ao mercado dos trabalhadores freelancers, que só precisam dominar muito bem o seu idioma nativo e, pelo menos, possuir um nível intermediário/avançado no idioma estrangeiro.

Exitem, porém, algumas associações de tradutores, que aplicam provas de certificação. Tal é o caso da Associação Brasileira de Tradutores (ABRATES), por citar um exemplo. Ao ser aprovado nas provas aplicadas pela instituição, o tradutor conquista um título de qualificação e, também, terá os seus contatos inseridos na lista da Associação. As provas da ABRATES constam na tradução de cincos textos (um literário e quatro técnicos), e o tradutor pode contar com a ajuda de quantos dicionários julgar necessário, desde que sejam levados por ele mesmo. Não é permitido utilizar dicionários dos outros candidatos, nem de processadores de textos eletrônicos.

A categoria também tem um sindicato: O SINTRA, que é o Sindicato Nacional dos Tradutores, que, entre outras coisas, sugere as tarifas a serem cobradas pelos serviços de tradução. A tradução é uma profissão milenar e para compreendê-la será necessário viajar no tempo. Talvez, a fato mais notório da influência da tradução na história humana foi a primeira tradução da Bíblia hebraica para o idioma grego entre os séculos terceiro e primeiro a.C., e, logo, sua tradução para o latim e, daí, para os todos os outros idiomas.

O PERFIL DO TRADUTOR NA HISTÓRIA RECENTE

Mas para entender o papel da tradução com uma visão mais moderna, teremos que focar na história recente da profissão e retroceder apenas sete ou oito décadas atrás. Desta forma, conseguiremos compreender como era a rotina dos “freelancers” no mercado de tradução no início do século 20.

Naquela época, por exemplo, um tradutor de literatura científica, provavelmente, era um professor ou cientista, quase sempre aposentado, que possuía vasto conhecimento na sua área de atuação. Somente a experiência de ter trabalhado e estudado a vida inteira sobre um determinado ramo, já era a garantia de que a sua tradução seria fiel e confiável. Neste caso, o tradutor era algo assim como uma biblioteca ambulante que dominava muito bem, além do seu idioma nativo, um ou mais idiomas estrangeiros. Se considerarmos que naquela época não existiam muitas escolas de idiomas, nem computadores e muito menos as ferramentas de tradução como o Google Translator, chegaremos à conclusão de que ser um tradutor significava pertencer a uma profissão de altíssimo nível, restrita a um grupo seleto de profissionais especializados e experientes, que traduziam textos específicos, limitando-se somente às suas áreas de atuação. Por exemplo: só um médico poderia traduzir um texto sobre medicina; ou, só um filósofo traduziria com fidelidade um texto de filosofia.

Atualmente, em contra partida, qualquer pessoa dotada de um computador, curiosa e que goste de pesquisar pode ser um tradutor, atingindo níveis de fidelidade e confiabilidade da tradução igual e inclusive superior àqueles pioneiros do início do século passado. A grandes vantagens dos tradutores modernos são: a facilidade de acesso à informação infinita, através da literatura e da Internet; cursos intensivos de idiomas, cada vez mais rápidos e de qualidade aceitável; computadores e softwares de tradução que agilizam e facilitam o processo; e de comunidades online de tradutores freelancers que se ajudam mutuamente, resolvendo dúvidas e dificuldades uns dos outros.

Hoje, praticamente qualquer pessoa com um domínio aceitável de pelo menos dois idiomas pode traduzir qualquer tipo de texto, mesmo sem nunca antes ter tido contato com uma área específica do mercado. Há pouco, levantei os dados de algumas comunidades de tradutores freelancers na Internet e pude constatar que o perfil geral deles é jovem, sem muita experiência, domina alguns tipos de softwares de tradução, já morou no exterior e se dedicam mais às traduções técnicas do que às específicas.

TRADUTOR FREELANCER X TRADUTOR JURAMENTADO

Além do que vimos até aqui, o tradutor freelancer deve saber que não pode traduzir todos os tipos de textos que o mercado oferece. Há alguns textos específicos que somente podem ser traduzidos por tradutores devidamente concursados e aprovados por um órgão público para o exercício da função. Por exemplo: os documentos, as procurações, certidões(de nascimento, casamento ou óbito), diversas declarações públicas, e todo texto/documento que seja exigida a Fé publica. Isto não significa que o tradutor livre seja menos capaz que o tradutor juramentado, muito pelo contrário, já peguei traduções juramentadas com erros crassos de tradução. Eu mesmo, já traduzi um contrato de compra e venda, mesmo sem ser um tradutor juramentado. Mas é claro que eu expliquei a situação ao cliente e lhe sugeri que procurasse um tradutor público. Mas como ele não precisava de fé pública no documento, eu mesmo pude fazer o trabalho.

O MERCADO DA TRADUÇÃO

Vamos concluir este artigo com algumas informações básicas sobre o mercado da tradução, sob os seguintes aspectos: As traduções literária, técnica, midiática e a jornalística.

Tradução literária

A globalização aproximou o mundo a todo mundo. Agora, autores estrangeiros, outrora desconhecidos, fazem sucesso e colam seus títulos entre os bestsellers mundiais. Resultado: se incrementa a necessidade de traduzir estes títulos a vários idiomas ao redor do planeta. Um dos grandes exemplos disso é a quantidade abismante de livros postos à venda, sem qualquer mediação das antigas editoras. Já vi casos de autores, quase anônimos, e ignorados por grandes editores, que faturam milhares de dólares, mensalmente, com a venda de seus livros e e-books nos sites de varejo da Internet, como o Amazon.com, por exemplo.

Tradução técnica

A tradução técnica, atualmente, é a responsável por aproximadamente 90% das traduções realizadas. Geralmente são manuais de produtos e máquinas; textos relacionados à medicina; administração, economia e finanças; eletrônica ou mecânica em geral.

Tradução midiática

Tem a ver com a legendagem de áudio e vídeo. Sabe-se que esta é uma carência no mercado brasileiro, pela falta de cursos e treinamento específicos.

Tradução jornalísticas

Outra vez, a globalização. Neste caso, e de forma geral, são os próprios jornalistas que levam a cabo as traduções, adaptando as notícias do mundo ao idioma local.

CONCLUSÃO

Certamente, o fator da “globalização” tem sido o maior responsável pelo incremento notável do mercado da tradução em todo o mundo. No caso do Brasil temos um agregado maior que contribuiu para este aumento: A participação ativa do país em questões internacionais. Mas à medida que o mercado cresce, cresce também a desqualificação, que, de certa forma, influencia diretamente na credibilidade dada aos tradutores freelancers. Mas isto é assunto para o próximo artigo.

Até já!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a colocar um chat do Facebook no seu site em apenas 10 minutos

close-link