Produtividade 06/09/2011

A minha rotina antes, durante e depois de escrever um artigo

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

A pedido de muitos leitores do blog, vou falar um pouco sobre a minha rotina de trabalho e a forma como me organizo antes de escrever qualquer artigo. Penso que esta será uma forma interessante de ajudar a todos aqueles que estejam a começar a pensar em escrever textos de qualidade para o seu blog enquanto tentam manter altos níveis de produtividade e criatividade ao mesmo tempo. É claro que estas dicas possivelmente não devem ser seguidas plenamente, pois todos têm a sua rotina de trabalho pessoal, mas penso que algumas delas são essenciais para qualquer blogueiro ou freelancer que pense viver apenas do dinheiro ganho na internet.

Mas antes de poder falar um pouco sobre a minha rotina de escrita, é importante definir dois gêneros de tarefas: as repetitivas e aquelas que exigem um pouco mais da sua criatividade. Vamos por partes:

Tarefas repetitivas: devem ser realizadas da maneira mais rápida possível, utilizando preferencialmente atalhos do seu computador. São essenciais estas tarefas que você realiza em todos os artigos, mas como não exigem grande criatividade, você deve tentar eliminá-las do modo mais rápido possível. Utilizar os atalhos do teclado são a melhor forma de as eliminar.

Tarefas criativas: Estas são as tarefas que vão fazer a diferença entre o seu blog e o seu maior concorrente. No fundo, esta tarefa está relacionada com o seu texto: o conteúdo que vai ser colocado e a forma como ele vai ser colocado. Neste momento tente se isolar e usar o máximo da sua imaginação. Apenas nesta área você pode aceitar demorar um pouco mais de tempo, enquanto nas tarefas repetitivas devem ser feitas no menor tempo possível.

Passos para escrever um artigo de qualidade

Aponte tudo o que vê

O meu trabalho começa muito antes de escrever um artigo. E isso acontece graças a duas coisas: uma agenda Moleskine e uma conta no Basecamp. Estas duas ajudas servem para apontar todas ideias que me surgem durante as horas que não escrevendo, sendo que um é utilizado para quando estou na rua (Moleskine) e o outro para quando estou no computador (Basecamp). Tenha esta rotina porque as minhas melhores ideias surgem, sem dúvida, nos períodos em que a minha cabeça está mais relaxada e não está pensando no trabalho.

Este hábito evita que caia naquele erro de apenas pensar no assunto do seu post alguns minutos antes de começar escrevendo. Mas porquê isso é um erro? Para que entenda, vou lhe dar um exemplo prático. Imagine que vai escrever um texto sobre cartões de visita. Se pensar nisso duas semanas antes, terá tempo para pesquisar mais sobre o tema ou guardar o endereço de um site que tenha achado interessante. Isto não só acrescenta valor ao seu trabalho como também retira alguma pressão que possa surgir no momento de escrever o texto, pois sabe que já tem algum material separado.

Retire tudo o que possa o desconectar

Apesar de escrever um artigo seja algo que demora tempo e que deve ter como principal política a qualidade em vez da quantidade, a verdade é que se pudermos fazer esse trabalho em apenas duas horas em vez de três, melhor ainda. E para conseguir fazê-lo é necessário retirar tudo o que o possa desconcentrar, como o Facebook, Twitter ou email. Dessa forma, ficará focado naquilo que deve fazer e o seu raciocínio não será interrompido, dando origem a um trabalho de enorme qualidade e com menos tempo perdido.

Pense no título com muito cuidado (e use o Google Keyword Tool)

Outro dos hábitos que adquiri, há bem pouco tempo confesso, foi o fato de usar o Google Keyword Tool antes de escrever qualquer artigo. E os resultado têm sido ótimos, com um maior número de visitantes provenientes do Google. Mas isto deve-se apenas à tentativa de aumentar o número de visitantes provenientes dos motores de busca, nada mais. Vou-lhes dar um exemplo prático com as imagens abaixo, dando como exemplo o nosso artigo sobre os espaços de coworking em Portugal e no Brasil:

Nesta imagem, repare que se usar a palavra cowork ou coworking, os resultado de busca em Portugal e no Brasil são um pouco diferentes, dando mais visitas mil visitas para a segunda palavra. O leitor poderá dizer que mil visitas não faz a diferença num artigo, mas a verdade é que se existir este diferencial em 50 artigos, poderá ser um fator diferenciador no seu blog.

Outro dos pontos que deve analisar no seu blog é se o título é apelativo a que os leitores cliquem no seu texto para lerem o artigo. Ele deve (sempre que possível) ter estas características:

  • Coloque números. Fazer uma lista é algo que chama a atenção do leitor, mas cuidado com uma coisa: listas grandes chamam muita gente. Listas pequenas de pouco servem. Tente fazer no mínimo oito pontos
  • Descreva aquilo que vai falar, sem deixar dúvida aos leitores
  • O mais pequeno possível, mas dando a entender ao leitor sobre o que se vai falar
  • Séries de artigos não funcionam. Já testei aqui no blog e dificilmente alguém se lembra que amanhã você vai falar sobre o mesmo assunto. A não ser que dedique uma semana ao mesmo tema, menos que isso não irá causar grande impacto
  • Coloque o nome de alguém famoso
  • Coloque perguntas

Pesquise o máximo de informação sobre o tema

Depois de tratar de toda a estrutura envolvente do tema, está na hora de se focar na parte principal do mesmo. Imagine que vai falar sobre a Lei de Pareto. Se quiser escrever um texto que realmente atraia muitos leitores e que seja um destaque nos motores de busca, é importante que ele seja mesmo algo fantástico. Para isso, é importante que reúna toda a informação possível sobre esse tema. Faça uma pesquisa no Google, no Twitter ou procure em alguns dos seus livros de negócios e veja uma forma de enriquecer o seu trabalho. Lembre-se: escreva textos que deixem os leitores com vontade de partilhar e ler de novo. Caso contrário, mais vale não escrever.

Pense nos links

Sempre que escrevo um texto, tenho sempre o cuidado de conseguir linkar para outros textos que considero importantes dentro do blog. Isto aumenta o tempo que os visitantes passam no seu site e acrescenta valor ao seu trabalho. Mesmo que por vezes tenha de forçar um pouco a sua escrita.

Imagine a frase:

“Esta é uma excelente forma de melhorar o seu trabalho freelancer”

Para conseguir acrescentar mais alguns links que podem ajudar os leitores a permanecer no seu blog, experimente fazer isto:

“Esta é uma excelente forma de melhorar o seu trabalho freelancer, quer trabalhe como jornalista freelancer ou fotógrafo freelancer”

Com um pouco de criatividade, linkei para dois dos temas mais fortes do blog, acrescentei informação relevante ao meu texto (alguns dos leitores podem trabalhar nestas áreas) e o mais importante: não perdi o sentido do texto. Além disso, não tenha medo de colocar links para outros blog, desde que o texto seja enriquecedor para os seus leitores. Pense como se fosse você a ler o texto. Gostaria que lhe dessem links para aprofundar o tema que está lendo? Os seus leitores também gostariam, acredite. Não pense que irá perder leitores por causa disso, esse pensamento é um estupidez.

Faça um intervalo no final de escrever o texto

Antes de pensar em inserir links ou colocar imagens, faço sempre um intervalo. Durante este tempo, mais ou menos de dez minutos, alívio um pouco a minha cabeça e renovo as minhas energias. Isto porque depois de passar um hora inteira escrevendo, é que a sua cabeça não esteja com a mesma capacidade para reler o texto, inserir links ou imagens. E como a qualidade deve ser o mais importante, descanse um pouco e depois volte para estes pormenores.

Use a barra de pesquisa para ganhar tempo

Quando chega o momento de colocar links, existe uma ferramenta que me tem ajudado a ganhar imenso tempo: a barra de pesquisa. Isto porque enquanto estou escrevendo, decoro a maioria das palavras-chave que utilizo para linkar outros artigos do blog. Com isso, basta escrever na barra de pesquisa e encontrar mais rapidamente as palavras que quero linkar. Imagine se tivesse que procurar todas as vezes a palavra freelancer no texto? Perderia demasiado tempo. Aí basta escrever uma vez na barra de pesquisa e a partir daí fazer as ligações.

Imagens e formatação no fim

Como é dos passos mais simples, colocar as imagens deve ser algo que coloque no fim. Mas não veja esta tarefa como menos importante. Isto porque as imagens são algo essencial no seu artigo e que podem muitas vezes levar os leitores a ler o artigo, mesmo que o título não lhes chame tanta atenção. Perder menos que quinze minutos por artigo é descuidar um dos pormenores mais importantes do seu texto. Aproveite também para fazer a formatação no fim também.

Releia pelo menos uma vez

Sei que depois de tanto escrever o mais certo é que o seu cérebro já não tenha mais vontade de ver aquele texto, pelo menos nas próximas horas. Mas é essencial você reler pelo menos uma vez o seu texto. Além de evitar os erros, faz com que você coloque os links em palavras-chave que você possivelmente nem lembra que escreveu mais. O melhor será mesmo você reler uma vez e ainda pedir para outra pessoa o fazer, mas todos sabemos que isso é algo um pouco complicado.

Quais passos costuma tomar enquanto escreve um texto?

Estas são algumas das coisas que costumo fazer enquanto escrevo um artigo. Alguns pormenores ficaram de fora, como a divulgação nos agregadores ou nas redes sociais, mas isso são algo bastante comum e apesar de imprescindíveis, não merecem grande destaque, pois todos sabem como fazê-lo. Mas relativamente às redes sociais, aconselho que uso ferramentas automáticas para publicar os seus posts. Para quem quiser saber um pouco mais sobre isso, aconselho o nosso artigo sobre as ferramentas que ajudam a poupar tempo.

Mas como eu felizmente ainda não sei tudo, aconselho os leitores a deixarem aqui mais algumas dicas sobre o que se pode fazer enquanto se escreve um artigo para melhorar a minha rotina ou então sobre o que aprenderam de novo com estas dicas.

Abraço e bons artigos a todos!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link