Marketing Digital 07/03/2011

As mentiras habituais dos Freelancers

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Vencer enquanto freelancer é uma tarefa muito difícil e trabalhosa. Engane-se quem pensa que agora poderá fazer os horários que fizer e o seu dinheiro continuará a pingar ao final do mês na sua conta. Agora talvez veja um pouco aquilo que o seu chefe sofria. No entanto, alguns freelancers gostam de passar uma imagem diferente daquilo que é real, do que representa todos os dias o seu próprio trabalho. Adoram afirmar que conseguem ter sucesso sem fazerem alguma coisa. Que tudo surge com a maior das facilidades, dando uma sensação de talento fora do comum. O meu conselho é que não acredite em nenhuma dessas mentiras habituais dos freelancers.

Triunfar neste mundo é uma coisa para poucos. Se fosse assim tão fácil como muitos gostam de fazer pensar, todos nós triunfaríamos sem pensar muito, todos nos tornaríamos freelancers de um dia para o outro ou talvez todos viveríamos o dia-a-dia que mais gostaríamos. Se você está interessado em entrar neste mundo, prepare-se para uma vida dura e sem horários. Mas se você já consegue triunfar no seu projeto enquanto freelancer e gosta de dizer algumas mentiras ou desculpas quando fala do seu trabalho, provavelmente seja o momento de repensar a sua atitude. Esse discurso apenas diminui as suas probabilidades de ser um trabalhador ainda melhor. Veja então, algumas das mentiras mais comuns:

1. Consegui chegar aqui de um dia para o outro

Vencer enquanto freelancer é uma coisa que demora bastante tempo. Ninguém (e mesmo ninguém) consegue chegar ao sucesso de um dia para o outro. Esqueça aqueles esquemas de dinheiro rápido ou livros que ensinam que apenas com o pensamento você consegue atingir o topo. Esqueça isso. Nada consegue substituir as horas de trabalho. É claro que dentro desse tempo você pode optar por ser mais produtivo ou aproveitá-lo da melhor forma. Se o fizer, com certeza conseguirá destacar-se de um modo mais rápido. Mas isso nunca acontecerá em dia ou semanas e muito dificilmente em meses. Quase sempre demora anos.

2. Ganhar bem é ser feliz

Não venho aqui com histórias moralistas, de que você quase trabalhar de graça mas desde que faça aquilo que gosta, será feliz. Nada disso. Mas também se começar a sua carreira como freelancer apenas porque irá ganhar bem nessa área, acredite que não será feliz. Uma boa remuneração não é tudo. Aliás, a partir do momento que faz algo que não gosta, a probabilidade de o seu projeto ser um sucesso diminui bastante. Muitos gostam de dizer “eu até não gosto daquilo mas até como dá bastante dinheiro” ou então “vou começar a trabalhar nisso porque o meu vizinho está ganhando muita grana”.

O seu vizinho tem sucesso porque se calhar é aquilo que ele gosta! E talvez por isso os resultados sejam tão positivos. Mas se essa não é a sua paixão, não o faça. Trabalhar em algo que o faz feliz e que lhe dê gosto em produzir é preponderante no seu sucesso. Não faça algo pelo dinheiro, porque dificilmente o dinheiro fará algo por si.

3. Se eu consigo, você também consegue

Por um lado é verdade, mas por outro nem tanto. O melhor exemplo são os livros. Muitos contam histórias de pessoas de sucesso, que conseguiram atingir a independência financeira de uma determinada maneira. Naquela obra, contam o que fizeram e os passos que você precisa de dar para chegar lá. Parece tudo muito bonito, mas não nos podemos esquecer de uma coisa. É importante adequar o que é dito à sua realidade e às suas capacidades. Nem sempre o que o seu vizinho consegue fazer é possível que você faça. O melhor treinador do mundo de futebol poderia me treinar a vida toda que eu nunca chegaria ao topo. Talvez o meu vizinho chegasse. Mas talvez eu seja capaz de conseguir escrever um livro mais facilmente do que ele. São talentos diferentes, que levam a resultados diferentes.

4. Não preciso de renovar os meus conhecimentos, já sei tudo

Isto poderia ser verdade há cinquenta anos atrás. Hoje não o é de certeza. O mundo move-se muito rápido e você precisa de se actualizar com ele. Se não o fizer ficará para trás em pouco tempo. Talvez a pergunta certa seja: há quanto tempo não renova os seus conhecimentos? A resposta a esta pergunta pode assustar, principalmente se a sua resposta for anos. Terminar a faculdade não é sinônimo de saber tudo. Na vida e no trabalho, devemos estar sempre em constante aprendizagem.

5. Ler blogs é renovar conhecimentos

Sim sem dúvida que é. Mas desde que seja feito com um objetivo e uma finalidade. Caso assim não o seja, estará a fazer “zapping” na internet. Isso acontece quando sente que perdeu muitas horas a surfar na internet e o que conseguiu retirar dali foi quase nada ou zero. Sugiro que leio blogs, mas que defina um determinado número de sites e que se dedique exclusivamente a eles. Isso evita que se desvie da sua linha de pensamento. O mais certo será assinar a newsletter e receber diretamente o sites na sua caixa de email.

6. Publicidade? Não, obrigado

Poderá me dizer já que nunca vê publicidade do Google em lugar nenhum. É certo. E que por isso mesmo, o seu negócio não precisa de publicidade. Não é bem assim. Existem realmente projetos em que a aposta na sua publicidade tem que ser quase nula, pelo menos para o público em geral, pois são produtos que apenas interessam aos fornecedores, que mais tarde vão comercializar esses mesmo produtos com os clientes. Contudo, acredito que de uma forma ou de outra, todos os produtos necessitam de fazer publicidade. Necessitam de se dar a conhecer. Nem que seja apenas para alavancar a qualidade de um produto já muito bom.

7. Não preciso de saber lidar com clientes

Se são eles que vão comprar o seu produto, como é possível afirmar que não necessita de saber lidar com eles? A não ser que seja o dono de uma grande empresa e deixe esse trabalho para outros. É importante que tenha algumas habilidades para lidar com os seus clientes. Sem clientes não há negócio.

Como posso saber diferenciar uma mentira de uma verdade?

É certo que nem todos os freelancers vão lhe dizer isto. A maioria deles são sinceros e mostram a verdadeira face de uma carreira na qual triunfar está reservada para muito poucos. Contudo, basta acreditar num mentiroso para que arruíne os seus objetivos. Quando tudo parecer demasiado fácil e as promessas que o resultado chegue rapidamente e em pouco tempo são muitas, o melhor é nem sequer acreditar. Provavelmente estará a entrar num esquema em que a única pessoa que irá ganhar é a que criou o negócio e não você. Por vezes nem a que criou ganha muita coisa a longo prazo. Na fase inicial, não se preocupe demasiado com os rendimentos financeiros. Foque-se em outro género de objetivos como ser conhecido ou melhorar o seu produto. Se você for realmente bom, os resultados financeiros virão por acréscimo.

Como tem lidado com estas situações?

Saber lidar com este género de mentiras não é fácil. Especialmente se você for uma dessas pessoas, que gosta de passar uma imagem fácil demais da sua profissão. Quando falar com alguém sobre ela, diga-lhe sempre que estar onde você está não é fácil e que necessitou de muito trabalho para chegar onde chegou. Não tente fazer parecer mais fácil aquilo que realmente não é.

E o leitor, tem lidado bem com este género de situações? Tem a sensação que muitas pessoas gostam de fazer parecer o seu trabalho mais fácil do que ele realmente é?

Abraço e bom Carnaval!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.