Marketing Digital 18/01/2011

Os 10 maiores erros que os freelancers cometem

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Reconhecer os seus próprios erros é o primeiro passo para conseguir evoluir. Todos nós temos limitações que podem ser melhoradas, dependendo para isso apenas a nossa força de vontade e persistência. E os freelancers não são excepção. Trabalhar por conta própria exige uma grande quantidade de conhecimentos. Não basta apenas dominar o que faz, o que realmente produz. É necessário conhecer também o que chamo de “áreas circundantes”. Não são essenciais, é certo. Como sempre disse aqui no Escola Freelancer, o mais importante é o produto que você faz. É nisso que se deve concentrar primeiro.

Contudo, essas áreas circundantes podem realmente fazer a diferença. Arrisco até a dizer que podem arruinar o seu negócio se não as dominar com eficácia. Vou lhe dar um exemplo. Posso ser um excelente psicólogo. Teve uma excelente licenciatura, está tirando um mestrado dos melhores no país e decidiu abrir o meu próprio consultório, iniciando o seu negócio como freelancer nesta área. Contudo, não tem o mínimo de conhecimentos financeiros, não sabe como gerir da melhor forma a publicidade e é desorganizado em termos de horários, ficando por vezes mais horas no escritório do que deveria. O sucesso deste psicólogo até poderá ser relativo, visto que academicamente parece ser bastante responsável. No entanto, ao não dominar as outras vertentes, está a perder a capacidade de produção, que de forma organizada poderiam conseguir-lhe grande sucesso na sua carreira.

Como posso melhorar as minhas limitações?

Ninguém nasce já sabendo tudo. Sou da opinião que tudo se treina. Portanto, mesmo que esteja a cometer os erros como freelancer que lhe vou indicar abaixo, você terá sempre capacidade para melhorar. Contudo, deve seguir estes passos:

  • Identificar as suas dificuldades
  • Reconhece-las como um problema e como um entrave para evoluir
  • Procurar uma forma para resolver essas dificuldades (lendo livros, procurando os melhores blogs ou consultando especialistas)
  • Dedicar pelo menos uma hora por dia para melhorar

Seguir este quatro passos é determinante para que consiga ultrapassar estes problemas, que estão a diminuir a sua capacidade de trabalho. Melhorar no que somos piores é um dos passos para conseguir uma carreira de sucesso.

1. Começar demasiado cedo

Já referi aqui no blog, no artigo como tomar a decisão de se tornar um freelancer, que deve iniciar o seu negócio próprio a part-time, investindo aos poucos no seu trabalho como freelancer enquanto ainda trabalha a full-time em outro emprego. Este é um modo mais seguro, evitando que fique com a pressão de começar a ganhar logo dinheiro com o seu negócio. Assim poderá preparar-se mais calmamente, concentrando-se mais na sua produção e pouco com a sua parte financeira, que deve ser sempre uma segunda preocupação nesta fase inicial.

Esta medida evita também que tenha que abandonar o seu negócio como freelancer nos primeiros meses, caso o mesmo não aconteça da melhor forma. O fato de ter o seu emprego a full-time, garantindo-lhe uma rentabilidade fixa, não cria a necessidade de começar a lucrar com o seu negócio logo nos primeiros tempos. Esta medida, permite ainda que identifique as suas falhas e melhore o seu serviço.

2. Não ter poupanças

No artigo de ontem, dei-lhe algumas dicas de como gerir as suas finanças pessoais. Entre as 10 que lhe foram indicadas, uma delas referia ao fato de ter que poupar 10% todos os meses. Se quer iniciar o seu negócio como freelancer, é importante que comece com algum dinheiro separado. Isto porque algum imprevisto pode sempre acontecer: ficar vários dias doentes, uma falta de procura repentina do seu serviço ou  um concorrente muito forte que apareça. Ter uma poupança, tanto para si como para o seu próprio negócio, significa estar preparado para este género de situações e poder enfrentá-las com maior tranquilidade. Ter poupanças pode significar a prosperidade da sua carreira como freelancer a longo prazo.

3. Não dominar outras áreas

À pouco dei-lhe o exemplo do psicólogo lembra-se? Ele tinha excelentes qualidade na área mas faltavam-lhe outros requisitos, deixando escapar grande parte do sucesso que poderia ter. O mesmo pode estar a acontecer consigo. A vertente financeira, a capacidade de análise do mercado ou inteligência para definir metas podem estar a travar a sua evolução como freelancer. Uma das formas para conseguir evoluir é reservar uma hora do seu dia para aprender outras ferramentas essenciais. Trabalhe por exemplo sete horas e deixe a oitava para ler um livro por exemplo. Alargue desta forma a sua base de conhecimento, mas lembre-se de uma coisa: essa sua nova aprendizagem tem que ajudá-lo a evoluir no seu negócio.

4. Não fazer uma análise SWOT

Conseguir identificar as suas forças, fraquezas e a situação do mercado, é essencial para que saiba exactamente para onde está a caminhar. Para que consiga fazer isso, aconselho que faça a análise SWOT do seu negócio. Não a sabe fazer? Leia este artigo sobre esta excelente técnica.

5. Ser pouco produtivo

Por vezes a dificuldade em passar de um emprego onde existe alguém a dar-nos ordens, para outro onde somos nós a definir as nossas metas e horários, é enorme. A razão reside no fato de não ter uma pessoa para “organizar” o que devemos fazer, levando-nos muitas vezes a termos a sensação de que estamos perdidos. Para isso é obrigatório que seja produtivo. Definir horas de trabalho, metas e objetivos a conseguir, é essencial para que aumente a sua produção. Por vezes não é preciso perder muitas horas, mas sim concentrar-se no essencial. Para melhorar o seu desempenho, dê uma olhada na nossa categoria de produtividade clicando aqui.

6. Não considerar as despesas extras

Como já referi anteriormente, cuidar da sua parte financeira é essencial. E nessa vertente está incluído também algumas despesas extras que podem acontecer. Digo isto porque a maioria das pessoas com o seu próprio negócio vê as pequenas taxas como o registro de domínio de um site, as comissões do Paypal ou a compra de algum software com menores custos, como algo irrelevante, e que devido a essa não deve ser assinalado no orçamento do seu negócio. Errado! Todas as despesas que você deve ter com o seu trabalho devem ser apontadas, sejam elas quais forem. Ao fim de um ano essas pequenas despesas podem dar-lhe uma desagradável surpresa.

7. Pensar que tudo é muito fácil

Triunfar como freelancer exige trabalho. Muito trabalho. Infelizmente nem toda a gente pensa assim. Quando inicia o seu próprio negócio, a sua presença e dedicação diárias são essenciais para o seu sucesso. Eu no Escola Freelancer dedico várias horas por semana ao estudo de novas matérias, experimento algumas técnicas no meu dia-a-dia e tento melhorar a minha capacidade de escrita, tudo porque quero melhorar o serviço que dou aos meus leitores. Faça o mesmo no seu negócio. Meta na sua cabeça que para triunfar nessa área precisa de trabalhar mais e melhor que os outros. Nada acontece por acaso.

8. Ser muito inconstante

Quando comecei a trabalhar tinha um problema muito grande: só dava o meu melhor quando queria. Havia dias em que só me apetecia fazer o básico, sem me esforçar muito. Enquanto em outros períodos dava o meu melhor e os meus resultados eram visíveis. Com o tempo fui amadurecendo e apliquei para mim uma regra: todos os dias contam, sem exceção! Comecei a ver o que fazia com outros olhos. Dizer que todos os dias contam tinha a sua razão de ser e os resultados apareceram ao fim de poucas semanas. Por isso exija de si o melhor todos os dias e tente melhorar a cada dia que passa. Seja consistente mas pelos melhores motivos!

9. Não definir metas

Isto acontece principalmente aos mais talentosos. Como sabem que as suas capacidades são acima da média, deixam-se andar à deriva, sem saber para onde vão. O grande exemplo são os jogadores de futebol. Quantos atletas com grande capacidade não ficam pelo caminho, apenas pelo fato de não saberem para onde querem ir? O mesmo pode estar a acontecer com o seu negócio. Defina objetivos, trace todos os detalhes e imagine-se caminhando para o sucesso. Ainda não o consegue fazer? Então leia este nosso artigo. Ou então dê um pulo à Escola Psicologia e veja este excelente artigo sobre como conseguir atingir objectivos.

10. Guardar pouco tempo para si

Os workaholic estão fora de moda. Lembra-se daquelas pessoas que diziam que eram os primeiros a chegar ao escritório e os últimos a sair? Que passavam o tempo todo reclamando que tinha trabalho a mais? Pois são mesmo esses. Eu tenho outro nome para isso: falta de prioridades. Essas pessoas gostam de se sentir ocupadas. Olhe para a cara deles: olheiras enormes, nem um sorriso e uma falta de paciência enorme. Conheço várias pessoas assim, são horríveis. Portanto, não caia nesse erro e não tente ser uma delas.

Guarde sempre um pouco de tempo para si e para as suas atividades. Vá correr, passe pela academia ou aproveite para meditar no jardim. Além de cuidar do seu corpo, está a aumentar a sua criatividade, a  aumentar o seu gosto pela vida e a conhecer outras pessoas. Estes fatores, podem ser muito importantes no seu trabalho como freelancer. Não é à toa que as empresas pagam viagens de férias, conseguem descontos em academias ou promovem idas ao cinema em grupo. Elas querem que você seja mais feliz, para depois produzir mais. Faça o mesmo consigo.

E o leitor, que erros tem cometido?

Como referi acima, saber identificar os seus erros é o primeiro passo para conseguir melhora-los. Portante aconselho-o a partilhar as suas limitações connosco, para que possa ajudar a resolvê-la. Se sabe de mais algum erro que esteja a cometer como freelancer conte-nos!

Abraço e sucesso

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.


BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a criar imagens para redes sociais que geram curtidas, comentários e compartilhamentos!

close-link