Marketing Digital 05/04/2011

10 formas de investir no seu negócio como freelancer

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Se tem lido constantemente o nosso blog, com certeza tem reparado que andamos sempre a falar que você deve investir no seu negócio como freelancer. Mas investir não tem um significado apenas monetário. Renovar os seus conhecimentos, procurar novos colaboradores no Odesk ou escutar os seus clientes também são investimentos no seu negócio, que com certeza trarão rendimentos a longo prazo. No entanto, não são monetários e demoram sempre alguns meses até terem algum retorno, o que faz com que apostemos pouco neles. Mas o que vou lhe falar no artigo de hoje é sobre as dez formas de investir no seu negócio como freelancer. Sim, porque quem não investir significada ficar completamente esquecido.

Por quais razões devo investir?

Esta é a pergunta que muitos freelancers não conseguem responder. Acham que têm que investir porque..têm que investir. E nem sequer se questionam porquê. Isto faz com que tomem opções erradas. Contudo, deve sempre dividir em dois grupos de freelancers, para que saiba correta e exatamente onde investir. Vamos ao primeiro:

A iniciar-se no mercado: Quem começa a trabalhar a apenas alguns dias, deve ter objetivos de investimento completamente diferentes de quem já trabalha na área há muito tempo. Os objetivos neste momento passam por:

  • Ser reconhecido
  • Demonstrar aos clientes e aos concorrentes que está no mercado
  • Angariar os primeiros clientes
  • Dar a conhecer alguns dos benefícios de trabalhar consigo
  • Mostrar algum poderio financeiro
  • Demonstrar determinação
  • Melhorar os erros iniciais
  • Tentar compensar a pouca experiência com alguma tecnologia
  • Tem menos experiência no mercado, portanto estude muito mais que os outros

Período de investimento: Investir no seu negócio não é fazer publicidade num site ou num blog uma vez e já está. Deve ser um processo de investimento constante. Deve ficar pelo menos um ano a investir em publicidade. Sim um ano leu bem! Esse é normalmente o período mínimo definido pelas empresas que se lançam ao mercado. Mas se reparar bem eu falei em publicidade. E relativamente à melhoria de conhecimentos, instalações ou tecnologias? Bem, essa deve ser continua e diária. Essas nunca devem faltar!

Com experiência no mercado: Durante o primeiro ano é tudo muito bonito. Investe-se, começa-se a ganhar algum espaço e depois simplesmente deixam de se preocupar com isso. Tal como disse o Paulo Faustino há pouco tempo: “Porque haveria a Coca-cola de investir em publicidade se toda a gente já sabe que ela existe?”. Isto chama-se manter “continuar a lembrar que a marca existe”. É apenas um reforço no mercado que simplesmente já é maioritariamente nosso, mas a verdade é que a chegada ao topo não nos garante a manutenção. Aliás, muitos dizem que é mais fácil chegar ao topo do que se manter lá. Veja os motivos porque deve investir mesmo quando já conseguiu uma posição instável:

  • Tem que se manter no topo
  • O mundo não pára e a sua vontade de aprender também não deve parar
  • Tem que saber sempre mais que os seus clientes
  • Se não for falado, será esquecido
  • Manter a posição é mais difícil do que chegar lá
  • O sucesso é diário e nunca garantido
  • Os seus clientes querem sempre o que há de mais atual

Período de investimento: Como deve imaginar, não existe um período limitado para este género de investimentos. Aliás, existe apenas algumas mudanças que necessita de adaptar. Com o passar do tempo, os seus investimentos devem decrescer em termos de publicidade e aumentar na renovação de conhecimentos e na melhoria do seu produto. Isso tem toda a lógica de ser, visto que agora já é conhecido, então o mais importante é mesmo melhorar o relacionamento que tem com os seus clientes. Começar a ouvir os seus clientes com mais calma ou realizar concursos começam a ser opções bastante viáveis.

1. Invista em publicidade

Como pôde ver, a publicidade é daquelas coisas que nunca deve deixar de investir. O seu negócio precisa de ser constantemente lembrado que existe. Caso contrário estará a confiar apenas nos clientes que já tem ou então na publicidade “boca-a-boca”, o que faz com que tenha uma atitude bastante passiva no processo. É tão importante manter os clientes que já tem como conseguir conquistar novos. Além disso, sempre que lança um novo produto ou um melhoramento do mesmo, deve dar a conhecer aos seus clientes como se fosse a primeira vez.

Há pouco tempo em Portugal a cadeia de supermercados Continente e Modelo resolveu passar todos os super e hipermercados para o nome Continente, eliminando a marca Modelo do mercado. A verdade é que não tinha forma de saber que isso não estava a acontecer! Todas as capas de jornais eram deles, publicidade na televisão a toda a hora e até anúncios na internet. Com isto, todas as pessoas em Portugal tiveram conhecimento desta mudança. É claro que dificilmente terá todo este poder de fogo, mas faça o que fizer ao seu alcance, já é muito bom.

2. Melhore seus conhecimentos

As pessoas a partir dos 30 anos parece que esquecem este investimento. Pensam que ter o negócio há dois ou três anos é suficiente e que estudar é uma coisa para quem se está a iniciar. Mentira! O mercado não pára e você necessita de se adaptar aos novos modelos. Renovar os conhecimentos é essencial para se manter ativo no negócio. O próprio Bill Gates, que não precisaria de fazer mais nada o resto da vida, confessa que sempre que está de férias leva meia dúzia de livros para ler, porque sente necessidade de se atualizar. Afinal de contas, se o Bill Gates o faz, porque você deixaria de o fazer? Dê uma olhada neste artigo:

3. Evolua seu produto

No outro dia estive na apresentação de um novo conceito de um restaurante e a certo momento perguntei quanto tempo demoraram a chegar até àqueles novos pratos. A resposta do gerente foi “um ano”. O motivo? “Antes de chegar a este prato fizemos dezenas de outros, mas a verdade é que nunca ficamos cem por cento satisfeitos com o que tínhamos, por isso melhorámos sempre o que tinhamos feito anteriormente”. Se não percebeu a mensagem, eu explico: os grandes empreendedores tentam sempre melhorar o que já têm. Nunca estão satisfeitos. Eles sabem que o que fizeram ontem, pode não ser suficiente para conquistar o mercado amanhã e por isso renovam sempre o seu produto. No fundo inventam a roda novamente várias vezes por ano.

Para conseguir fazer isso no seu produto ou no seu negócio, faça esta questão a você mesmo: “Se eu fosse meu concorrente, que ponto fraco identificaria neste produto?”. Verá que com certeza irá encontrar alguma falha. Agarre nela e comece a melhorá-la, antes que algum concorrente seu faça o mesmo. Para o ajudar, leia com atenção o artigo abaixo:

Pondere ler: Faça a análise SWOT do seu negócio já hoje!

4. Estude o mercado

Conhecer o mercado também é uma boa forma de investimento. Esta é daquelas que dificilmente lhe vai roubar muito dinheiro, mas com certeza irá lhe tirar grandes quantidades de tempo. E isso num freelancer é a coisa mais preciosa. Estudar o mercado com certeza irá ajudar a dar menos passos em falso. Dou-lhe um exemplo. Se você vende consultas de psicologia e a maioria das pessoas estão procurando resolver problemas de depressão. Contudo, a sua clínica está cada mais se especializando em consultas de como gerir as emoções no esporte.  Ora, você pode ser a pessoa mais inteligente do mundo, mas se está indo contra o mercado, de que lhe vale toda a qualidade que têm as suas consultas? Estude o mercado, veja o que as pessoas estão pedindo e depois caminhe nessa direção. São horas perdidas ao início, mas que podem fazer a diferença no futuro.

5. Invista em seus colaboradores

A meu ver, um dos grandes problemas das empresas portuguesas é não investirem nos seus colaboradores. Isso faz com que eles fiquem desmotivados no trabalho. Entenda que eles são um ativo da sua empresa e que rodear-se das melhores pessoas no seu trabalho como freelancer é muito importante. Motive-os, coloque-lhes objetivos altos e ajude-os a atingirem o sucesso. Será bom para si e para o seu negócio. Contudo, se não tem muito jeito para lidar com pessoas a tempo ou se simplesmente não necessita de alguém oito horas por dia a trabalhar consigo, o Odesk é uma excelente opção para conseguir alguns trabalhos pontuais.

Pondere ler: 10 razões para trabalhar em equipe sendo freelancer

6. Melhore sua produtividade

O leitor deve-se estar a questionar: Como posso investir na minha produtividade? Bem, a meu ver existem duas formas de o fazer. A primeira é lógica e direta. Invista em melhores tecnologias. Um computador novo ou um escritório com espaço melhor. Com certeza não irá melhorar a produtividade da noite para o dia, mas a longo prazo todo esse tempo irá compensar em termos financeiros. Ou outro é utilizando novas técnicas de produtividade. Lei de Pareto, Lei de Parkinson ou Técnica de Pomodoro são apenas algumas das técnicas que poderá investir, estudando-as e aplicando no seu dia-a-dia. Também demoram tempo, mas em apenas algumas semanas será um bom melhor profissional.

Pondere ler: 7 dicas para organizar o seu dia de forma eficiente

7. Poupança nos custos

Investir na poupança de custos? Sim não duvide que pode fazê-lo. Vou lhe dar um exemplo. Imagina que trabalha como designer e tem apenas um visor. Com isso, perde muito tempo a realizar trabalhos. No entanto, se tivesse dois monitores, conseguiria fazer o trabalho em metade do tempo, levando-o a não ter que contratar nenhum colaborador. Ora, a longo prazo com certeza irá ter menos custos no seu negócio. Veja se há algo em que possa investir mas que, a longo prazo, permita lhe poupar alguns reais.

Pondere ler: 12 dicas para melhorar as suas finanças pessoais enquanto freelancer

8. Faça concursos

Há pouco tempo tivemos o prazer de realizar um concurso no nosso blog, no qual oferecemos um livro. A partir do momento que começar a ter um número de clientes considerável, comece a oferecer-lhes algumas coisas. É importante fazê-lo, visto que assim ganha a confiança deles e passa uma imagem de que não está lá apenas para lhes retirar dinheiro, mas também para dar-lhes algumas coisa de graça. Uma vez por mês é o timing ideal ao início.

9. Invista em outros meios

Outra das formas de investir no seu negócio é mostrar-se aos seus clientes de outra forma. Falo com isso em começar a interagir nas redes sociais ou criar um blog. Digo isto pois isso é uma excelente forma de divulgar o seu trabalho como freelancer. Criar uma comunidade é importante para que comece a existir uma ligação entre o que você faz e as pessoas que compram os seus produtos e é também outra forma de angariar novos clientes.

10. Organize eventos

No passado fim-de-semana tive oportunidade de ser orador na excelente conferência realizada pelo blog serfreelancer. Ora, isto foi uma excelente forma daquele site ser conhecido e acima de tudo de poder conhecer os seus leitores e cliente ao vivo. Imagine que tem um negócio sobre carros por exemplo. Realizar um encontro tendo como tema “carros antigos” seria uma boa forma de juntar vários apaixonados da modalidade e de dar a conhecer o seu trabalho. Além disso, pode ser que ainda consiga ganhar mais algum dinheiro.

Como bónus, deixo aqui algumas frases de homens de sucesso e que encontrei pela internet, para que lhe inspirem a investir no seu negócio:

“Feliz é a pessoa que avança diariamente e não considera o que fez ontem, mas, sim, que progresso pode obter hoje.” (Jerônimo)

“A ansiedade é provocada pela falta de controle, organização, preparação e ação.” (David Kekich)

“Pare de se queixar do que não tem e comece a criar o que quer. ” (Phil McGraw, psicólogo)
“Sucesso não é permanente e falhas não são fatais. ” (Abraham Lincoln)

“O dicionário é o único local onde o sucesso vem antes do trabalho” (Vincente Lombard)

“Para crescer, tem de estar disposto a deixar que o seu presente e futuro sejam totalmente diferentes do seu passado. A sua história não é o seu destino” (Alan Cohen)

Tem investido no seu negócio?

Como pode ver durante todo o artigo, investir não significa apenas colocar dinheiro em publicidade. É também melhorar a sua produtividade, renovar conhecimentos ou estudar o mercado. Com isso, chegamos à conclusão que investimento não necessita de ter obrigatoriamente um sentido monetário, mas também temporal. Agora resta-me saber algumas coisas:

E o leitor, tem investido no seu negócio? Se sim, deixe um comentário a dizer o que faz. Se não, diga-nos o porquê de ainda não o estar a fazer! Afinal, se não investe num simples comentário, será que investe no seu negócio?

Abraço e até já!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link