Facebook para iniciantes 18/12/2013

Facebook: O alcance das minhas postagens diminuiu. E agora?

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Vou começar este texto sendo bastante sincero com você: o problema da diminuição do alcance das publicações no Facebook está sendo debatido em demasia e com conclusões um pouco precipitadas. Agora parece que virou “moda” reclamar que o alcance diminuiu, que os fãs já não visualizam as publicações, etc. É certo que o Facebook já assumiu que o alcance das postagens diminuiu, mas será isso motivo para declarar o fim do Facebook?

Reclamar que o Facebook está prejudicando os gestores das Fan Pages é, no mínimo, ser ingrato com aquilo que a plataforma tem oferecido aos gestores das marcas. Pare para pensar um pouco e tente encontrar uma rede social que, nos últimos anos, tenha oferecido tantas visitas para o seu site ou clientes para o seu negócio como o Facebook fez? Acredito que durante algum tempo o Twitter possa ter sido líder desse segmento, mas duvido que os número estivessem sequer próximos dos conseguidos pelo Facebook.

Por isso, sejamos sinceros: o Facebook foi e ainda é, um dos grandes impulsionadores dos negócios online e offline.

O único ponto que concordo nas reclamações está relacionado com o fato das páginas terem pago para conseguirem fãs e agora o Facebook afirmar que terá de existir novo investimento para que as publicações cheguem a esses mesmos fãs. Aí sim, posso concordar com vocês: o Facebook errou. Porém (e existe sempre um “porém” nestas situações), estas modificações no Facebook eram previsíveis. Os gestores de Fan Pages não poderiam esperar que o Facebook fosse manter um alcance tão elevado durante muito mais tempo. Se o espaço na timeline é apenas um e a concorrência aumenta todos os dias, era previsível que algo seria alterado e que alguém ficaria a perder. O Edgerank, algoritmo do Facebook, foi criado com esse mesmo objetivo, o de limitar as publicações que você vê.

Clique aqui para inscrever-se no nosso Webinar sobre Facebook para Negócios

O mito, a verdade e as soluções

Para entendermos melhor tudo o que está acontecendo, é necessário dividir esta questão em três pontos:

  • O mito
  • A verdade
  • As soluções para contornar esta situação

Vamos começar pelo início:

O MITO

Não vou aqui afirmar que o alcance não diminui porque isso é um fato e está visível nas estatísticas do próprio Facebook. Isso é comprovado pelo próprio EdgeRank Checker. Este estudo realizado pela plataforma, demonstra que a interação das Fan Pages em setembro era de 12.6% e que em dezembro esse número desceu para 7.7%, o que representa uma queda de 39%.

gráfico

Este estudo realizado pela Ignite Social Media também comprova isso mesmo.

Porém, ver isso como a morte do Facebook é um tanto ao quanto exagerado. Em primeiro lugar porque, apesar da diminuição do alcance, o Facebook é a rede social que mais tráfego gera para os sites. Uma pequena visita ao Google Analytics da Escola Freelancer dá para ter uma melhor noção de tudo isto. Durante os últimos 30 dias, o Facebook foi responsável por enviar mais de 97% do tráfego vindo das redes sociais.

percentagem_de_visitas

Se esta não for a realidade de muitos sites, eu acredito que os números andem muito próximos. Fazendo uma análise mais generalizada, também é fácil de perceber que o Facebook é a segunda maior fonte de visitas do nosso site, ficando apenas atrás do gigante Google.

visitas_do_Facebook_para_o_site

Poderia eu reclamar de uma rede social que ajuda tanto o meu negócio a crescer? Estaria sendo, no mínimo, injusto com o Facebook…

E para quem considera o Google Plus o “salvador da pátria”, aconselho a olhar para o Google Analytics e analisar qual o percentual de visitas que a rede social do Google trouxe até agora. Se for mais do que 1%, acredite, você estará acima da média!

Outra experiência interessante foi realizada pela marketeer Andrea Vahl. Ela utilizou todas as redes sociais – incluindo o Facebook – e pediu que os seus fãs/seguidores interagissem com uma determinada publicação que pedia apenas eles comentarem, clicarem em +1, responderem “yes”, etc. Depois disso ela tentou perceber a interação que cada post teve em cada rede social ao fim de 4,7 e 24 horas. A imagem abaixo não deixa dúvidas:

estatísticas da Fan Page

Ao fim de 24 horas, os dados eram os seguintes:

  • Instagram: 10% de interação
  • Fan Page: 4% de interação
  • Perfil no Facebook: 4% de interação
  • LinkedIn: 1.5% de interação
  • Google Plus: 0.7% de interação

Tendo em conta estes dados – aconselho que faça a mesma análise no seu site – podemos afirmar, com toda a certeza, que o mito de que o Facebook está perdendo influência ou que ele está perto do fim não tem qualquer razão de existir.

A verdade

Atualmente existem duas verdades que são óbvias. A primeira de todas é que seria impossível o Facebook continuar a mostrar para os usuários todas as postagens novas que aparecem.

Em média, um usuário no Facebook recebe 1.500 novos posts todos os dias. Esses posts vêem de páginas mas também de amigos, grupos, eventos, etc. Porém, o Facebook utiliza o EdgeRank para mostrar para você apenas aquelas 300 postagens que são mais relevantes. Segundo o Facebook, a escolha dessas mesmas postagens é resultado de vários fatores como a interação, o tempo, o número de ações, etc. Além disso, ele também tem como base a sua interação com aquela página. Por isso, podemos assumir que a escolha das publicações que aparecem no seu newfeed são uma soma do:

Sucesso daquela publicação + outros fatores + a SUA interação com aquela página

Isso faz com que uma publicação tenha mais alcance. Porém…

O Facebook há muito tempo que tem tentado demonstrar que o alcance é a principal métrica e daí estarem tantas pessoas preocupadas com a queda do alcance. O Facebook quer, no final de contas, mostrar os posts com mais qualidade mas TAMBÉM quer que você invista para que os seus posts apareçam a mais pessoas.

Isso é bem claro através de um olhar mais atento nestas imagens:

alcance_das_publicações_1

alcance_Facebook_2

Captura_de_ecrã_2013-12-18__às_17.16.33

Viu como o alcance é um dos dados que mais aparece na sua Fan Page? Ao você ser constantemente bombardeado com esta métrica, é normal que você acabe por focar-se mais nela. E logo ao lado do alcance está a opção de…promoção. Vamos olhar novamente para as mesmas imagens, agora modificando o local do círculo vermelho…

alcance_das_publicações_1-2

alcance_Facebook_2 2

Captura_de_ecrã_2013-12-18__às_17.16.331

Será isso ruim? De fato, é compreensível. O Facebook é uma empresa como todas as outras e necessita de gerar faturação. Você não aparecerá num jornal ou numa televisão de forma gratuita. Terá sempre de pagar por isso! E no Facebook isso não será diferente. Acredito que o tempo das “vacas gordas” onde era possível fazer muito dinheiro gastando pouco ou mesmo nada com o Facebook, está terminando. Acredito, também, que a tendência é que o alcance diminua.

Mas será isso algo negativo? Eu também não acredito nisso…

Repare num pormenor muito importante: se um fã está constantemente interagindo com uma Fan Page, ele vai continuar vendo aquilo que essa Fan Page publica. O EdgeRank é perito nisso. Quando existe interação (comentários, compartilhamentos, cliques, etc) o fã continua sempre vendo os posts! Repare que, apesar do alcance ter diminuído, você continua vendo aquelas páginas que você normalmente interage, correto?

Além disso, esta diminuição do alcance vai forçar os gestores de Fan Pages a criarem um conteúdo de melhor qualidade e que gere maior interação.

Eu acredito que, quem conseguir criar um bom conteúdo para os seus fãs, irá ressentir-se menos destas modificações do Facebook.

A SOLUÇÃO

Depois de explicar o mito e o que está realmente acontecendo, vou partilhar com vocês algumas soluções que tenho utilizado para contornar esta situação.

A primeira é a estratégia de postar quando os concorrentes não estão postando no Facebook. Esta estratégia garante uma maior exposição, pois se você publicar nos “piores horários”, as suas chances de aparecer são maiores. Obviamente que você não deve postar as 4 da manhã. O equilíbrio está em conjugar um horário mediano com uma boa publicação. Mas se quiser saber mais sobre este tema aconselho que dê uma olhada neste post.

A segunda dica que eu tenho para partilhar com você está relacionada com o foco. Isso mesmo, o foco. O meu conselho é que você retire, rapidamente, o foco no alcance e passe a concentrar-se em outras métricas do Facebook que são bem mais interessantes. Como já vimos, o Facebook quer que você pense, a todo o custo, no alcance, mas o segredo está em fazer o contrário. Concentre-se em outras métricas mais interessantes como os cliques em links ou os comentários. No fundo, é tentar aumentar o ROI que o Facebook pode fornecer. O alcance é, acima de tudo, uma métrica de vaidade.

Eu tenho ainda outras estratégias para partilhar com você que vão, sem sombra de dúvida, ajudá-lo a aumentar a interação com os seus fãs, mas essas mesmas estratégias vou divulgar apenas na palestra online que vamos dar no dia 19 de dezembro, às 20 horas. Ela é completamente gratuita e irei falar durante vários minutos sobre as estratégias que tenho utilizado para contornar o menor alcance das publicações, conseguindo assim manter constante o crescimento da minha Fan Page.

Se você quer saber como melhorar o relacionamento com os seus fãs, clique aqui e garanta já a sua vaga. Conto com você por lá!

Agora chegou a vossa vez:

  • Como têm lidado com o menor alcance?
  • Que estratégias têm utilizado?

Abraço,

Luciano Larrossa

 

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.


BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a criar imagens poderosas para anúncios pagos nas redes sociais!

close-link