Produtividade 12/12/2011

Estratégias para ser produtivo e criativo ao mesmo tempo

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Um dos grandes problemas de quem trabalha como freelancer é conseguir realizar um maior número de tarefas em menos tempo. Essa conclusão mais rápida permite que tenha mais tempo para fazer um maior número de projetos e, desse modo, conseguir aumentar a sua rentabilidade ao fim do mês. A Técnica de Pomodoro ou a Lei de Pareto são apenas formas de ajudar a melhorar a sua produtividade. Com algum tempo, poderá adaptá-las ao seu dia-a-dia e conseguir resultados interessantes. Ao início, quando tenta melhorar a sua produtividade, tudo parece acontecer do modo como você planeou. Cumpriu tudo o que escreveu na agenda, conseguiu desligar-se de tudo o que o distrai e apontou tudo o que queria no Evernote.

Tudo parece acontecer na perfeição, mas a verdade é que com o passar do tempo um problema começa a surgir na sua rotina: a falta de criatividade. O fato de estar sempre a seguir o que é pré-definido, acaba por “eliminar” a sua capacidade imaginativa ou afetar a sua criatividade, tornando o seu trabalho em algo mecânico. Por mais que pretenda fugir do habitual, o fato de estar sempre seguindo uma agenda pode prejudicar claramente a sua inspiração.

É possível trabalhar sem inspiração?

Obviamente que não. Todos precisamos de nos destacar de alguma forma nos nossos trabalhos e essa diferenciação deverá acontecer sempre através de pormenores. Se eu vendo produtos porta-a-porta, por exemplo, não posso tratar todas as pessoas de igual forma. Preciso de me adaptar, conforme a pessoa que estiver à minha frente, tendo em conta a idade, o sexo ou a classe social. E aí, entra em ação toda a minha capacidade de adaptação àquela situação. Portanto, a criatividade é algo que nunca nos poderá faltar. E isso leva-nos a uma questão bastante interessante: se ser mais produtivo leva-me a perder alguma inspiração, terei assim tantas vantagens em fazer mais tarefas em menos tempo? Ou seja, posso até fazer mais trabalhos, mas se estes têm menos qualidade, não terei grandes vantagens nisso.

O ideal, será mesmo conseguir equilibrar os fatores produtivos com os de inspiração, de modo a conseguir tirar o melhor partido destas duas vertentes. Como lhe expliquei anteriormente, não poderemos trabalhar sem criatividade, mas também é verdade que não podemos estar constantemente esperando por inspiração, pois como freelancer é importante manter os ganhos e o prazo de entrega com os clientes. Por isso, o importante será mesmo procurar técnicas que o ajudem a “forçar” essa inspiração à aparecer, de modo a ser produtivo e criativo ao mesmo tempo.

criatividade

Técnicas para se manter criativo

O modo como se mantém criativo será sempre algo muito pessoal. As técnicas que utilizo servem para a minha rotina, mas podem não servir para a sua. As dicas que lhe vou deixar abaixo, algumas são utilizadas por mim, enquanto outras são usadas pelas pessoas de um modo geral, naquilo que se pode chamar de “senso comum”.

Leia sites e revistas de outras áreas

Depois que passei a trabalhar apenas através da internet nas últimas semanas, acabei por perder algum contato com o mundo do jornalismo. Contudo, algumas ideias para artigos no site surgiam de outros jornais, servindo como uma fonte de inspiração constante. Para compensar essa perda, decidi que todos os dias teria que dar uma olhada em revistas ou jornais, de modo a conseguir manter essa fonte de inspiração. E as revistas não precisam ser do mesmo ramo de negócios.

Imagine que estou lendo um blog sobre dietas que me fala sobre como ter uma alimentação saudável. Ora, eu posso pegar nesse texto e fazer um aqui para o blog explicando a importância da alimentação saudável na dia-a-dia de um freelancer, por exemplo. São estes tipos de ideias, completamente inesperadas, que conseguimos ao verificar revistas de outras áreas, fugindo um pouco ao tradicional.

Relaxe

Em stress, dificilmente conseguimos ter ideias de valor. Se estamos com pressa para escrever um guest-post, dificilmente teremos uma ideia diferenciada, pois a pressão “diz” ao nosso cérebro para escrever, não dando grande importância à qualidade do nosso texto. Mesmo o próprio Steve Jobs, admitiu que o período que passou na Índia, isolado, foi de grande valia e permitiu-lhe ver o mundo com outros olhos.

Recentemente, passei a praticar yoga e os resultados até ao momento têm sido bastante satisfatórios. Aqueles pequenos momentos, em que o nosso cérebro deixa de estar sobre pressão e relaxa, podem gerar grandes momentos criativos. Mas quem diz yoga fala também numa pequena caminhada à beira-mar, a um passeio na montanha ou ouvir músicas para relaxar. Cada um deve adaptar os seus gostos pessoas às suas fontes de inspiração.

Seja menos rígido

A rigidez pode ser algo bom para quando você é pouco disciplinado e quer melhorar a sua produtividade. Não permitir que certas preguiças e maus hábitos entrem no seu dia-a-dia é uma forma de ir de encontro aos seus objetivos. Mas quando esses hábitos já tiverem sido adquiridos, é importante que de vez em quando se permita ir ao encontro de alguma abertura em outras coisas. Se hoje não planeou o seu dia porque foi ao cinema com a sua namorada, não se preocupe. Com certeza que esse momento com a sua cara metade trouxe-lhe maiores benefícios nesse momento. É claro que não deve fazer isso sempre, mas de vez em quando não haverá qualquer problema.

Anote

Tenho insistido bastante neste ponto aqui no blog, chegando até a referência-lo no MestreCast como uma das formas de melhorar a produtividade. Considero o fato de apontar tudo o que vê como algo essencial. Este artigo que você está lendo, a ideia de o escrever foi gravada no Evernote depois de um conversa com um amigo. Já o artigo sobre estratégias para concluir os objetivos até final do ano também surgiu da mesma forma. São pequenos pormenores, mas que ao final deste ano com certeza já me geraram cerca de 25% das ideias para artigos e que me pouparam dezenas de horas.

Sozinho ou acompanhado

Não lhe vou dizer diretamente que você será mais criativo se trabalhar sozinho ou com outras pessoas. Eu prefiro escrever sozinho, mas para ter ideias de negócios já não o consigo fazer sozinho, tendo sempre necessidade de partilhar isso com outras pessoas. Tente encontrar o seu ponto de equilíbrio e saber como fica mais inspirado. Sozinho ou acompanhado? Com música ou sem música? Pela manhã ou à noite? Cada um tem a sua forma de trabalhar e o método em que é mais eficaz.

Fuja da sua zona de conforto

Antes de tentar fugir da sua zona de conforto, é importante que consiga perceber o que ela é. Zona de conforto é tudo aquilo a que nós normalmente estamos habituados. Imagine que você é uma pessoa tímida e que passa o dia inteiro na frente do computador. A zona de conforto será aí: sentado, com o laptop na frente e falando com os seus amigos através do Facebook. Ora, atividades como falar em público ou marcar um encontro com uma mulher certamente serão situações em que sente pouco à vontade.

Se ficar eternamente na sua zona de conforto, fará sempre as mesmas coisas e irá perder criatividade. Por isso, aconselho que faça outras coisas de modo a aumentar a sua inspiração. Tente analisar quais são os seus medos e enfrente-os. Mas para fazê-lo da maneira correta, aconselho que dê uma leitura no artigo da Escola Psicologia sobre as 6 razões para expandir a sua zona de conforto.

Não pule as refeições

Quando comecei a viver sozinho, comecei por dar-me ao luxo de almoçar ou jantar às horas que queria. Isto porque não tinha outras pessoas que dependessem de mim, sentindo-me completamente livre para comer à hora que bem quisesse. Isso parecia tudo maravilhoso, até que comecei a perceber que isso estava prejudicando a minha criatividade e capacidade de trabalho. Depois, fiquei sabendo que 20 a 30% da nossa ingestão calórica vai para o cérebro, o que explicava em grande parte essa minha perda de inspiração.

Mesmo que não consiga ter uma refeição à hora que pretende, tenha sempre à mão algum snack como biscoitos ou balas. É claro que terá de compensar isso mais tarde com algum exercício físico. Mas considere isso um “dois em um”, pois o aumento da atividade física também ajuda no desenvolvimento da criatividade.

Durma!

Quem ler livros sobre negócios, com certeza irá verificar que alguns dos grandes empresários aconselham a que durma cerca de seis horas por dia. Além de isso ser péssimo para a sua saúde, tem graves prejuízos para a sua produtividade. Você tem noção que o melhor tenista de todos os tempos, o suíço Roger Federer, dorme de 10 a 11 horas por dia? E não foi por dormir menos que alguma vez ficou para trás em toda a sua carreira. Bem pelo contrário, está a conseguir um desempenho a longo prazo impressionante, mantendo-se no topo do ranking com 30 anos.

Como freela, você não deve pensar apenas a curto prazo. É certo que se você dormir menos durante um ou dois anos, conseguirá trabalhar muito mais do que as outras pessoas. Mas o que irá acontecer à sua saúde? E à sua criatividade? Não podemos pensar apenas nos dias de hoje, tendo que ter sempre em mente que uma carreira é a longo prazo.

Ainda existem outras dicas, mas que são um pouco mais habituais, acabei por não as desenvolver. Mas ficam aqui algumas:

  • Saia de casa
  • Veja filmes
  • Leia livros. Tente fugir um pouco ao habitual de ler publicações sobre negócios. Leia algo relacionado com poesia ou um romance
  • Saia do computador durante algumas horas
  • Procure trabalhos antigos que possam ser adaptados a um tema atual
  • Escute os outros

Consegue ser criativo e produtivo ao mesmo tempo?

A criatividade e a produtividade podem andar lado a lado, desde que você faça por isso. Não se concentre apenas em ser produtivo ou em ter inspiração. As duas são dependentes uma da outra, por isso tente integrá-las no seu fluxo de trabalho. Hoje, dei-lhe algumas técnicas, mas com certeza existem outras bem interessantes.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link