Marketing Digital 01/08/2013

9 estratégias para levar o seu negócio de freelancer à falência!

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Todos sabemos que existem princípios que necessitam de ser seguidos caso o freelancer pretenda atingir o sucesso no seu negócio. Muitos deles explicamos no nosso ebook Ser Freelancer enquanto outros vamos explorando ao longo de outros artigos, aos quais o leitor pode ter acesso de forma completamente gratuita. Apesar de existirem estratégias que aumentam as chances de ser bem sucedido, a verdade é que também existem outras estratégias que aumentam as chances de…fracassar no seu negócio. Todas elas parecem de fácil identificação, mas a verdade é que muitos freelas continuam cometendo os mesmos erros de forma sucessiva.

REGRA NÚMERO 1: NÃO CUMPRA PRAZOS

Se você quiser que o seu negócio termine de forma muito (mas muito) rápida, aconselho que não cumpra os prazos com o cliente. Esta é uma excelente estratégia para deixar ele bastante decepcionado com você. Mas não se atrase apenas um dia: atrase pelo menos uma semana. Dessa forma garante que o cliente fica furioso e também garante que ele vai ligar para você várias vezes durante o dia. E como certamente você é uma pessoa que gosta de ficar no Facebook o tempo todo, uma chamada de vez em quando para quebrar a rotina até pode ser algo interessante.

REGRA NÚMERO 2: ESTEJA INDISPONÍVEL

Se você é um profissional muito exigente e gosta de deixar o seu cliente num estado insuportável, então o melhor é ficar indisponível o tempo todo. Se o email chegar, não responda. Se o celular tocar, desligue a chamada ou então mantenha ele desligado o dia inteiro. Mas não faça questão de esconder isso. Acesse a sua conta do Facebook e escreva um texto contando para todo mundo que você está na praia, curtindo um bom sol. Se o seu cliente for seu amigo no Facebook, garanto que ele vai adorar! Responda uma semana depois e invente uma desculpa qualquer. Diga que esteve doente, que o seu computador estragou ou que não teve acesso à internet durante a semana inteira. E se ele perguntar pela sua atualização de status no Facebook, seja direto: diga que não sabe do que ele está falando. Estas desculpas costumam funcionar na perfeição.

REGRA NÚMERO 3: NÃO PROCURE POR CLIENTES

Um freelancer que tenha qualidade não necessita de procurar por clientes. Cumpra aquela regra básica: se você for um bom profissional o cliente é que vai procurar por você. Especialmente se você estiver no início de carreira. A qualidade do seu trabalho é tão grande que você nem sequer necessita de procurar por novos projetos. Eles por mera coincidência saberão que você existe.

REGRA NÚMERO 4: OFEREÇA SEUS SERVIÇOS NOS GRUPOS DO FACEBOOK

O Facebook está matando os sites de emprego. Essa é uma realidade que não podemos fugir. Hoje em dia 90% dos negócios de freelancer acontecem porque os freelas ficam o tempo todo postando os seus serviços em grupos do Facebook. Os administradores dos grupos até têm as suas próprias regras e não permitem a divulgação de serviços, mas eles normalmente nem sequer se preocupam muito com isso pois cada grupo movimenta milhares de reais todos os dias. Mas se quiser ser eficiente, coloque um preço bem barato que os clientes vão surgir a todo o momento. Seja coerente e escreva uma proposta deste gênero:

“Olá, o meu nome é João. Sou um especialista em artigos de tecnologia. Escrevo um portugueis PREFEITO sou super PROFICIONAL e cumpro sempre com os PRASOS. Cobro 2 reais por artigo”

Viu como fazer uma proposta irresistível num grupo do Facebook? É bem fácil!

REGRA NÚMERO 5: GASTE TUDO O QUE RECEBER

Gestão financeira é coisa do passado. O Brasil está num crescimento constante e o que não falta são clientes para o seu negócio. Você sabe que o negócio de freelancer é algo muito incerto mas você é a exceção. Por isso, gestão financeira não é algo que você tenha de estudar. Tudo o que ganhar, gaste, pois afinal de contas sempre existirão interessados no seu trabalho.

REGRA NÚMERO 6: DURMA ATÉ QUANDO QUISER

Você é dono do seu próprio negócio não é? Então você deve ter liberdade de horário. Isso é um direito seu! Se fosse para trabalhar muitas horas certamente você estaria trabalhando numa caixa de supermercado. Não interessa a que horas você deita ou acorda. Afinal de contas, os prazos não são para cumprir e se o cliente esperar mais alguns dias certamente não haverá qualquer problema.

REGRA NÚMERO 7: NÃO ESTUDE

Existe uma coisa no mundo que faz muita confusão para você: qual é a necessidade das pessoas estudarem de forma constante? Você já sabe criar um site e trabalha muito bem com o Photoshop. Não existe mais nada que você deva saber! Além disso, comprar ebooks, livros ou cursos é algo muito caro. Você agora é freelancer e está na hora de curtir a vida, aproveitando todas as tardes para ir beber uma cerveja com os amigos.

REGRA NÚMERO 8: NÃO ESCUTE O CLIENTE

O cliente é um ser muito chato. Está sempre pedindo alterações, sempre tentando dar a sua opinião. E além disso, você não ganha mais pelas suas alterações! Então, o melhor mesmo é deixar de escutar o cliente. Se ele pediu algo, simplesmente não faça o que ele quer. Quem é o profissional aqui? Se ele quisesse algo diferente, que tivesse falado no início do projeto. Agora já é tarde demais!

REGRA NÚMERO 9: RECEBA TUDO NO FINAL

Você e o seu cliente são grandes amigos e por isso a confiança um no outro é total. Ele acredita que você entregará um bom trabalho e você, ingenuamente, acredita que ele vai pagar tudo no final do projeto. Essa história de cobrar 50% antes só vai estragar o seu negócio! E isso é coisa de gente séria demais, que nem sequer tem confiança na pessoa com quem está trabalhando. Tem gente que fala  até  em ter contrato com o cliente. Que coisa absurda! Além disso, os seus clientes nunca deixaram você na mão. Porque razão isso haveria de acontecer pela primeira vez?

CONCLUSÃO

Como teve oportunidade de verificar, este texto foi escrito de uma forma irônica, com o intuito de alertar sobre os erros mais comuns que os freelancers cometem ao longo da sua carreira. São erros simples e alguns até básicos, mas que acabam por complicar toda a carreira do freela. Agora chegou a sua vez de contar um pouco da sua história. Deixe um comentário falando um pouco da sua experiência e já agora, do que achou deste tipo de texto um pouco mais humorístico. Conto com você!

  • Que erros cometeu no início da sua carreira?
  • Qual destes erros trouxe mais problemas para você?

Abraço,

Luciano Larrossa

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.


BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a criar imagens poderosas para anúncios pagos nas redes sociais!

close-link