Marketing Digital 10/02/2011

Estratégias para um Freelancer sair de uma situação de dívida

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Actualmente a crise está ao virar da esquina, principalmente no caso de Portugal. Ninguém fica indiferente a esta situação que afecta tudo e todos, pois vivemos numa sociedade na qual dependemos uns dos outros. Se o seu vizinho não está bem, o mais provável é que você também fique em maus lençóis dentro de algum tempo. Torna-se um ciclo vicioso. Infelizmente o seu negócio como freelancer não deverá ser excepção. Quando toda uma sociedade está com problemas financeiros, as pessoas começam a pensar mais do que duas vezes antes de pagar por um produto ou serviço. E aí é normal que você sinta mais dificuldades em receber. Não em vender, mas sim em receber por essas vendas.

Com todo este cenário caótico, é muito habitual os freelancers começarem a acumular dívidas. Até porque se você não vende não recebe. Não é como uma empresa. Se ela não vai bem durante alguns meses o seu salário (normalmente) cairá certinho na sua conta ao final do mês. Para os freelancers torna-se um bola de neve difícil de controlar. Menos dinheiro significa menos investimento. Menos investimento significa menos qualidade. Menos qualidade significa menos clientes. E nessa situação, que decisão deve você tomar? Defender-se e deixar de investir? Ou continuar a investir e esperar que o retorno venha?

A resposta a estas perguntas é estritamente pessoal e irá sempre depender de caso para caso, principalmente com o seu perfil de investidor. Indecisões à parte, acumular dívidas será sempre uma das causas naturais destas épocas de crise. No entanto, existem algumas regras que poderá cumprir para que saia dessa situação o mais depressa possível. Ficar a dever pode acontecer a todos, mas com certeza irá afectar mais uns do que outros.

Os motivos pelos quais ficou endividado

Ninguém gosta de ficar a dever dinheiro a ninguém. Mas quando essa situação acontece é importante que reconheça onde falhou para começar a sair desta fase. “Se der consigo num buraco, pare de escavar”. Nada mais correto nesta altura. Portanto, trate já de estancar o seu sangue para depois poder curar a sua ferida. Os motivos para estar em dívida podem ser vários, entre os quais:

  • Gasta mais do que ganha. O típico problema de quem não sabe controlar as finanças pessoais.
  • Investiu num negócio e ele começou a não dar certo
  • Não define prioridades e investe em tudo o que lhe dizem que é novo
  • Não organiza bem o seu orçamento e confunde contas pessoas com contas do seu negócio
  • Tem o dinheiro trancado nalgum investimento que realizou e agora não consegue retirar o dinheiro
  • Começa a pedir um empréstimo para pagar outro. Depois pede mais outro para pagar o anterior e assim sucessivamente
  • Adquiriu produtos em stock sem realizar estudos de mercado
  • Fazia investimentos apenas porque os seus concorrentes também faziam

Como pode ver, os motivos para estar nessa situação complicada podem ser vários. É importante que se questione e identifique qual se adequa mais a si. Uns poderão reverter a situação, outros nem tanto. Se você trabalha como freelancer, significa que por si só tem uma visão ambiciosa e deseja o melhor para si, não gostando de depender de ninguém. Essa característica poderá ajudá-lo neste momento. Pois acredito que se está no ramo é porque tem uma visão otimista. Portanto, sugiro que leia nas minhas dicas que se seguem e acredite que pode sair desta situação. Eu acredito em si e você, realmente acredita que vai sair desta situação? Independentemente da sua resposta, veja se é capaz de seguir os pontos seguintes:

Não se concentre no que está a dever

Se você tiver doente e se concentrar na sua doença, o que será mais provável você continuar? Doente como é óbvio! O mesmo acontece se você prestar demasiada atenção às suas dívidas. Um dos segredos para sair do buraco passa por focar-se no que deve fazer para eliminar as suas contas. Quando se encontrar nesta situação, reaja. Tente conseguir mais rendimentos com o seu negócio. Esta é uma boa forma de ter mais algum dinheiro ao final do mês e eliminar as suas contas mais rapidamente. Seja ignorante com as suas dívidas.

Gaste menos

Além de aumentar os rendimentos, outra das formas de ultrapassar esta situação é conseguir poupar ao final do mês. Faça a análise com a Lei de Pareto e veja onde anda a gastar grande parte do seu capital. Por vezes surpreendemo-nos com os resultados. Retire tudo o que seja fútil no seu mês e utilize esse valor para abater no que deve. Bebe sempre Coca-cola? Talvez passar a beber água não seja o fim do mundo. Não anda de transportes públicos? Esta é uma boa altura para começar a fazê-lo. Estes pequenos pormenores ao fim de um ano acabam por fazer muita diferença no seu orçamento.

Não seja defensivo

É normal que o medo se apodere de si quando estiver numa situação destas. Passa a ter receio de investir no seu negócio e prefere continuar a fazer o pouco que faz, sem acrescentar nada de novo ao seu serviço. Essa é uma opção errada e correcta ao mesmo tempo. Vamos por partes. Em primeiro lugar, não deve deixar de investir, até porque se não der nada de novo aos seus clientes, eles acabam por optar pelos seus concorrentes. Mas quando o fizer, faça com precaução. A sua situação é precária e qualquer passo em falso pode aniquilar com o resto do seu negócio. Resumindo: continue a investir mas com mais precaução.

Peça ajuda

O que não falta hoje em dia no mercado são empresas especializadas em resolver situações financeiras complicadas. Se você está com várias dívidas e não consegue sair delas, talvez o melhor seja procurar por uma firma deste gênero. Não se mostre envergonhado na hora de o fazer. Se isso for o melhor para recuperar a sua saúde financeira enquanto freelancer, faça-o. Poderá ter que gastar algum dinheiro a pagar pelo serviço desta empresa, mas com certeza a longo prazo irá valer a pena.

Se conseguiu melhorar, comece já a preparar seu futuro

Se seguir alguns destes conselhos, com certeza terá maiores chances de sair do seu buraco financeiro. Quando o conseguir fazer, o melhor será começar a preparar o seu futuro para que esta situação não se repita. Até porque em termos motivacionais, duvido que aguente duas situações do género. Nem os seus clientes. Portanto trate de se precaver. Veja estas quatro dicas do que pode fazer para não voltar a ficar endividado:

Tenha uma conta poupança

Parece um conselho vulgar mas a verdade é que muitos freelancers não o cumprem! Para mim é um erro incompreensível. Como referi no meu artigo sobre as 12 dicas para melhorar as suas finanças pessoais, é determinante que coloque algum dinheiro de parte todos os meses. E isso também deve acontecer com o seu negócio. 10% do valor mensal são suficientes.

Faça investimentos

Além de colocar algum capital de parte, é importante que faça alguns investimentos com o seu dinheiro. Áreas como os mercados bolsistas ou o Forex podem ser bastante atrativos, podendo até gerar algum capital extra. Ter um investimento é importante porque por um lado, pode obriga-lo a manter algum dinheiro a render, mas por outro poderá aprender outra área que no futuro pode ajudá-lo a trazer outro género de retornos. Se reparar no percurso de vida de muitos milionários, primeiro começaram com o seu próprio negócio e aos poucos foram utilizando esse capital para investir em aplicações que lhe rendessem juros.

Pense bem antes de investir

Não invista por investir ou só porque essa nova aquisição lhe parece bastante interessante. Antes de tomar esse género de decisões, veja se isso é realmente prioritário para o seu negócio e que retornos lhe poderá trazer no futuro. Mas acima de tudo se esse é o momento certo para investir! Esse género de passos devem estar planeados nos objetivos para o seu negócio. Estipule um certo valor para investir e em que área deve fazê-lo. Se fugir disso, terá que ser muito bem analisado.

Leia blogs e livros sobre finanças

Além da sua área como freelancer, também deve reservar sempre algum tempo do seu dia para estudar melhor sobre as finanças pessoais e como investir. Até porque conseguir um bom equilíbrio financeiro é uma das funções de um bom freelancer, pois ele é o seu próprio gestor financeiro. Eu leio constantemente livros e blogs sobre essa área. Alguns dos quais vou deixar aqui para você poder ler um pouco:

Já esteve numa situação dessas?

Ficar com dívidas é uma situação que ninguém quer passar. Mas por vezes ela acaba por acontecer, mesmo que você não tenha culpa. O mais importante será sempre identificar os erros e começar desde já a solucionar o problema. Quando conseguir passar por essa fase, que é muitas vezes demorada, está na hora de evitar que esse gênero de situações se volte a repetir.

Agora, partilhe-nos a sua experiência. Conte-nos se já esteve com dívidas enquanto freelancer e o que fez para melhorar essa situação. Ou então, o que faz para não cair neste erro.

Abraço!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link