Marketing Digital 16/08/2012

Dicas práticas para iniciar a sua carreira de escritor freelancer

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Já li aqui na Escola Freelancer o Luciano falar bastante acerca de como ser um melhor jornalista freelancer. Ele também já deu diversas dicas sobre este assunto, mas hoje venho mostrar-lhes como você pode ser um escritor freelancer, no qual você é contratado para redigir artigos de modo a serem publicados em blogs ou qualquer outro meio de comunicação escolhido por seu cliente. Esta é na verdade, uma ótima maneira de viver como freelancer, visto que basta basicamente que você saiba escrever e també que goste da tarefa. Logicamente existe várias questões por trás desse trabalho, as quais pretendo falar neste artigo, que espero ser uma mais-valia para que você alcance o sucesso profissional.

ESCRITOR FREELANCER X JORNALISTA FREELANCER

Antes de mais nada, vou esclarecer aqui qual a real diferença entre “escritor freelacer” e “jornalista freelancer”. Segundo um artigo escrito pelo próprio Luciano Larrossa, jornalista freelancer pode ser definido por:

  • “…O jornalista freelancer decide o que quer escrever. Procura por uma matéria que ache interessante e propõe aos orgãos de comunicação social. Depois elas são aceites ou não…”

Já um escritor freelancer é totalmente o inverso, visto que a sua função é ser contratado para escrever artigos sobre um determinado nicho e ele cobra um valor “X” por artigo. Sendo assim existe muita diferença, tanto entre jornalista freelancer e redator, quanto de ambos para escritor freelancer.

A primeira pergunta a fazer a sí próprio é se você realmente gosta de escrever. Lendo este artigo ja deve ter pensado “Nossa que fácil! Basta escrever alguns artigos e já estou a ganhar alguns euros na minha conta paypal!”, mas lhe digo que infelizmente não é assim. Escrever sobre nichos que muitas vezes você não conhece lhe toma muito tempo de pesquisa, por vezes existem termos diferentes que devem ser inclusos no artigo para melhor indexação do mesmo, e nem sempre o pedido se pretende a um ou dois textos de 500 palavras. É de extrema importância que você goste de escrever e, mais do que isso, tenha aptidão para redigir textos de qualidade.

escritor freelancer

Imagine só você se propondo a um blogueiro ou empresa para escrever alguns artigos, de modo que você possa começar a receber algum dinheiro. Até este ponto está tudo certo, mas nesse momento a empresa entra em contato contigo dizendo que adorou seu currículo ou portfólio e gostaria de contratar seus serviços. Ela pede para redigir 50 artigos em 15 dias, pois se conseguir bater essa meta ela te pagará até 50% mais do que o pedido. É uma oferta arrasadora, isso significa que em 15 dias você poderá tirar uma grana realmente bem interessante. Mas aqui é que vai entrar as perguntas feitas acima.

  •  Se você não gostar de escrever poderá esquecer a profissão de escritor freelancer, isso porque como uma pessoa será capaz de redigir 50 artigos, sendo que nem menos gosta de escrever? Não tem nexo, nem possibilidades para isso acontecer.
  • Você poderá até gostar de escrever, mas se não treinar, não tiver aptidão para o mesmo, jamais vai conseguir produzir todo esse conteúdo em míseros 15 dias, independente de quanto a empresa ofereça. Logicamente tem meios de aprender a escrever mais rapido, não apenas na digitação, mas também na organização das ideias, mas isso você vai adquirir com o tempo, e vai precisar de muito para conseguir fazê-lo.

Se já analisou se gosta e tem aptidão para escrever, então provavelmente já decidiu se vai tentar seguir carreira ou não. Aqui falo aos que decidiram por começar a trabalhar como escritor freelancer, sendo assim vamos continuar as etapas para realizar este objetivo. Você decidiu por seguir por este trilho, mas e agora? Vou listar tudo que eu penso ser necessário para que um profissional possa ser um escritor freelancer de qualidade. Existem milhares de pessoas com essa mesma profissão, mas o porque umas diferem da outra é justamente pela qualidade do conteúdo produzido, e isso depende de vários fatores, os quais vou mostrar abaixo.

CONHECIMENTOS DA LÍNGUA PORTUGUESA

O público da Escola Freelancer  é você, que fala português, sendo assim, antes de tudo, você necessita saber muito bem as regras que sua língua impõe, de modo que não cometa erros grotescos ao redigir um artigo para um cliente, este erro pode ser fatal. Ja que provavelmente não vai querer perder este cliente, eu aconselho que se não é assim tão conhecedor da sua língua, existe algumas opções de cursos online que você pode falar para melhorar neste quesito.

ORGANIZAÇÃO

Você se recorda do exemplo que dei acima sobre uma empresa que lhe pediu para redigir 50 artigos em 15 dias? Então me responda a seguinte questão: Acha mesmo que sendo um escritor completamente desorganizado com suas tarefas no dia a dia você vai conseguir escrever tudo aquilo que planejou? Eu duvido muito. Ser organizado é o próximo passo para ser realmente um escritor freelancer de sucesso, já que sendo um escritor desorganizado jamais vai conseguir produzir um ou outro texto por dia. Para você conseguir produzir muito conteúdo todos os dias, é imprescindível que seja organizado, caso contrário pode esquecer este caminho. Digo isto por experiência própria.

FERRAMENTAS DE SEO

É claro que uma empresa ou uma pessoa física vai contratar seus serviços de modo que os textos ja venham otimizados para os motores de busca, sendo assim, você precisará conhecer essas técnicas, alem de ferramentas que possam ajudar a acelerar esse trabalho. É imprescindível que um escritor freelancer seja assinante de algumas ferramentas de SEO que podem ajudar a ser muito mais produtivo e fazer um trabalho com muito mais qualidade. Imagine só um artigo que você escreveu se tornando uma dos melhores daquele projeto em questão, tanto em posicionamento, quanto em número de visitas e comentários? Com toda certeza será contratado no futuro novamente. Se pesquisar pelo termo “história de Warren Buffett” vai ver entre os primeiros artigos o meu guest post publicado aqui mesmo na Escola Freelancer, ou seja, significa que fiz um bom trabalho e por isso estou tentando mais esta oportunidade de publicar um guest post meu por aqui.
Eu mesmo utilizo vários ferramentas de SEO para verificar quais as palavras chaves devo utilizar em meus artigos, qual a descrição que aquele artigo deve ter de modo a ficar melhor otimizado, entre outras várias funções. Para tal tarefa eu faço uso das seguintes ferramentas:

SEM Rush: Este é um serviço fantástico que assino todo mês. O melhor de tudo é que esta ferramenta é em português, o que facilita ainda mais o seu trabalho, caso não seja bilíngue como eu. A função dela é que fazer várias analises através da busca por uma palavra chave, assim pode saber quais as que melhores se encaixam dentro do contexto daquele artigo. Uma das melhores funcionalidades deste software é saber quais palavras chaves os maiores concorrentes por aquelas palavras-chaves recebem visitas sem muito esforço e lhe proporcionar produzir conteúdo de modo a ultrapassar os seus concorrentes nas buscas em poucos dias.

Google Adwords: Eu também utilizo bastante a ferramenta de analise do adwords, ja que ela nos oferece estatísticas bem interessantes acerca de palavras-chaves como quantidade de buscas locais e ainda o CPC médio para aquelas palavras chaves.

Plugin WordPress SEO by Yost: Também utilizo bastante este plugin, ja que ele me oferece algumas estatísticas interessantes quando eu vou fazer o titulo, a descrição e também definir as meta tags. Já que ao redigir um texto para um cliente eu também envio a essas informações de modo que o cliente não tenha o trabalho de otimizar essas funções, a não ser que seja de seu interesse.

Não existe meios mais válidos de otimizar um artigo, senão conhecer técnicas e estratégias de SEO, de modo a fazer a maioria do serviço no momento em que estiver escrevendo o artigo. É de extrema importância um escritor freelancer conhecer sobre este assunto que na realidade sempre tem coisas novas e você deve sempre estar atento a essas novidades.

PORTFÓLIO

É muito inteligente de sua parte se tiver alguns textos espalhados pela internet. Se este for o seu primeiro cliente, é provavel que não tenha textos em lugar algum, ao menos não posts vendidos como profissional freelancer. O que eu sugiro fortemente é que faça o que estou fazendo neste exato momento: Analise alguns assuntos que acha interessante, busque por blog de renome no nicho, escreva um artigo e publique como guest post. Tenho certeza de que se um cliente ver estes artigos ele ja poderá medir a qualidade do seu trabalho, ainda mais se o artigo fizer sucesso.

Outro meio bastante utilizado para ser utilizado como portfólio o este escritor freelancer manter um blog atualizado frequentemente sobre um nicho específico ou mesmo um blog puramente pessoal, onde você pode publicar sobre notícias que achou interessantes, ou sobre acontecimentos interessantes em sua vida. Lembre-se de colocar a máximo qualidade nesses textos, mesmo que puramente pessoais, eles serão sua porta de entrada para o primeiro trabalho. O meu conselho é que sempre guarde os melhores artigos para serem publicados no blog que servirá de portfolio, ja que os outros menos importantes não dará tanto peso na escolha do potencial cliente.

escritor

FORMAS DE PAGAMENTO

O mundo online esta crescendo e hoje em dia existem diversas formas de você receber pagamentos. Abaixo, vou listar as maneiras de receber pagamentos que você deve utilizar sem falta, caso tenha outras opções fica a sua escolha, porém essas duas é realmente inevitável de se utilizar.

  • Paypal: O Paypal hoje funciona como um banco mundial, ou seja, é utilzado por quase todos (senão todos) os profissionais que mexam com a internet. No caso de um escritor freelancer isso não é diferente, se você não tem uma conta no Paypal, leia este artigo e saiba como criar e gerenciar sua conta paypal. Este banco online servirá para todo o tipo de transacção, mas em especial para transações com cliente fora do Brasil.
  • Pagseguro: A nivel nacional (Brasil), o Pagseguro é um dos meios mais seguros de fazer transações pela internet, tendo por trás a gigante UOL. É imprecindivel possuir uma conta neste banco online, ja que assim poderá fazer suas transações nacionais de modo seguro e sem complicações. Se você for um português, terá que arrumar um cpf do Brasil, de modo a poder criar uma conta.

ONDE ENCONTRAR TRABALHO?

Ok, você ja decidiu que quer realmente ser um escritor freelancer e esta com tudo nas mãos (ferramentas de SEO, ja estudou bastante sobre sua lingua, gosta de escrever), ja pode receber o primeiro cliente, mas onde está ele? É sempre mais dificil conseguir o primeiro cliente do que os restantes. Existem diversos meios de se conseguir trabalho como freelancer, entre eles destaco as plataformas voltadas aos freelas em geral e também outros meios que eu mesmo utilizo e tem me gerado alguns bons clientes, veja só:

  • Diretório de freelancers da Escola Freelancer: Este foi um fantástico diretório lançado aqui mesmo na Escola Freelancer que permite a todos se cadastrarem para oferecer seus serviços como freelas ou até mesmo para buscar freelancers para algum trabalho. Se você quer mesmo ser um escritor freelancer aconselho que se cadastre de imediato na plataforma.
  • Escreva para outros blogueiros: Eu já utilizei esta técnica, já fiz propostas a outros blogueiros, e hoje ja ganho uma boa quantia para manter alguns blogs atualizados. Muitos blogueiro tem ou querem ter mais de um projeto, porém o fator tempo e produtividade não são la essas coisas, sendo assim certamente vão se interessar por seus serviços.
  • Seja ativo nas redes sociais: É comum você criar amizade no Facebook ou qualquer outra rede social com pessoas que você nem mesmo conhece, porém não sabe se há algum interessado em comprar serviços igual ao seu que você não sabe. Sempre publique por lá sobre seus serviços e tudo que pode fazer por algum potencial cliente. Costuma dar certo.
  • Tenha um cartão de visitas: Faça um cartão de visitas. Muitos trabalhos surgem nos momentos mais importunos, é importante ter um em mãos.

QUANTO COBRAR PELOS ARTIGOS?

Essa é realmente a dúvida mais complicada de ser respondida, e com toda certeza a que variar de freelancer para freelancer. Depois de tudo isso, aqui é a parte mais difícil. Vou aqui fazer uma simulação, que na verdade é o valor que eu cobro pelos trabalhos como escritor freelancer que faço:

O primeiro ponto a ser analisado é qual o tamanho dos artigos que aquele cliente precisa que você escreva para ele. Eu tenho os seguintes valores:

  • Para artigos com até 600 palavras de puro conteúdo qualificado eu cobro 20 reais
  • Para artigos de 601 até 1000 palavras eu cobro 35 reais
  • Para artigos de 1500 até 2300 palavras eu escrevo por 60,00 reais
  • Acima disso entre em contato com arlindoarmando@gmail.com

Essa é a minha tabela de valores, lembrando que antes de tudo, eu utilizo as ferramentas que referi lá em cima para encontrar as melhores keywords de modo que os artigos fiquem otimizados e também entrego a meta description e meta tag já pronta e otimizada para os buscadores. Esse é um diferencial, pois acredito que a grande maioria dos escritores freelancers não fazem este tipo de coisa.

NICHO DO ARTIGO

Aqui entra mais uma variável, pois não é tão comum, mas acontece de algum cliente te pedir para escrever sobre um nicho de mercado muito específico, no qual você necessitará de muito tempo fazendo pesquisas e até mesmo aprendendo sobre a área de modo a conseguir redigir um artigo. Para esse tipo de serviço e costumo cobrar por hora que gastei fazendo toda a pesquisa e de fato, perdendo tempo que poderia ser gasto redigindo outros artigos. Como em 1 hora demoro a escrever um artigo de 1000 palavras, o preço da minha hora custa 35,00 reais. Lembre-se que quem faz os valores é você, estou apenas dando a base.

QUANTIDADE DOS ARTIGOS

Também não é tão comum, mas acostuma aparecer de vez em quando clientes querendo adquirir pacotes grandes de artigos, assim como dei no exemplo da empresa pedindo por 50 artigos em 15 dias. Lógico que não tem como largar tudo que tem para fazer para se dedicar somente aquele cliente, mas se te pedirem uma boa quantia de artigos é comum que faça um desconto no valor final. Caso aconteça da empresa dar um prazo como o exemplo que dei, nesse caso você vai precisar aumentar o valor, ja que vai deixar todo o resto de lado para se dedicar somente àquela empresa.

O artigo de hoje foi um guest-post de Arlindo Armando, blogueiro a part-time, que escreve no site Como Empreender, no qual ensina vários pessoas a iniciarem o seu próprio negócio.

Abraços!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.