Marketing Digital 21/11/2011

10 dicas para escrever um texto criativo para o seu site

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Ontem à noite, antes de escrever este artigo, estava com alguma falta de ideias para escolher o tema para hoje. Pesquisei por todos os meus ficheiros que guardo no Evernote, dei uma volta pela meu Twitter e fui ler outros blogs, mas nada parecia surgir na minha cabeça. Isto também aconteceu porque a minha exigência sempre que escrevo um post é o de fazer com que os leitores se sintam interessados, gostem do que leem e depois sintam vontade de partilhar. “Escrever por escrever” é algo que está completamente fora de questão. Quando isso acontece, prefiro mesmo não postar nada e esperar por mais alguma inspiração.

Acredito que isso também aconteça no seu blog, especialmente quando ultrapassamos aquela barreira dos 100/150 artigos. Há pouco tempo, escrevi um texto onde lhe dei 10 conselhos para conseguir ideias para artigos. Todos eles são bastante interessantes e podem lhe dar ideias constantes sobre o que escrever. Mas aquele post peca por explicar apenas o modo como essas ideias podem surgir e não o gênero de ideias que pode ter. Para perceber mais facilmente, vou lhe dar um exemplo.

Enquanto jornalista, você tem vários gêneros jornalísticos: reportagens, entrevista, notícia, entre outros. Ora, quando um editor num jornal pensa em planear uma edição, ele não pensa apenas que tem de escrever, mas sim a forma como vai transmitir essa informação. O mesmo tem de acontecer com o seu blog. Quando estiver para escrever um post, não se fique apenas pelo básico como ensinar ou explicar sobre como funciona um software. Tente algo mais, como os dez exemplos que lhe vou dar de seguida:

escrever com criatividade

1. Escreva sobre acontecimentos atuais

Também conhecidos como “hype”, os assuntos do momento têm uma vantagem dupla: despertam maior curiosidade aos leitores e se bem posicionados no Google, podem gerar milhares de visitas em poucos dias. Pesquise por assuntos que estejam nos jornais ou revistas e adapte-os ao seu blog. Recentemente o Paulo Faustino, escreveu um artigo sobre as 10 lições mais importante de Steve Jobs sobre empreendedorismo, com uma quantidade enorme de partilhas nas redes sociais.

A princípio, a morte do fundador da Apple pouco teria a ver com blogueiros ou como ganhar dinheiro na internet, mas o Paulo soube adaptar esta estratégia ao seu ramo de negócio. Se verificar, quer seja em sites nacionais ou estrangeiros, irá encontrar sempre temas que se adaptem ao seu site.

2. Conte histórias interessantes

Uma das coisas que me ensinaram no jornalismo é que deveria sempre contar uma história, ou pelo menos tentar aproximar-me ao máximo disso. As pessoas adoram histórias. Não é ao acaso que programas como o Big Brother têm tanto sucesso. O fato de aqueles concorrentes estarem a contar uma história agarra as pessoas à televisão, fazendo com que queiram saber sempre o que vai acontecer no próximo episódio.

Quando escrever um bom texto para o seu blog, lembre-se de algo que lhe contaram e que você nunca mais esqueceu. É que além de serem mais interessantes, as histórias ficam facilmente gravadas na nossa memória. Outro bom exemplo são os acontecimentos que ocorreram quando você era pequeno. Certamente terá muitas histórias dessas na sua cabeça e que já as contas dezenas de vezes aos seus familiares e amigos. Porquê o faz? Porque as histórias têm emoção, falam de alguém e têm uma sequência lógica. Exemplos disso são estes post sobre Grant Achatz ou do Valdir.

3. Faça listas com casos de sucesso ou insucesso

Nós adoramos listas. Isso torna o nosso raciocínio mais fácil de ser lido, dá-nos vários exemplos e concentra muita informação para um único tema. Mas agora fica uma questão: essas listas devem ser de casos de sucesso ou insucesso? Se é verdade que a segunda opção garante sempre mais visitas, pois as pessoas adoram desgraças, isso irá sempre depender do seu blog, do nicho e do público-alvo. Aqui, terei sempre tendência para mostrar casos positivos e tudo o que eles fizeram de bom, com o intuito de ajudar os leitores a encontrarem o caminho para começarem o seu trabalho de freelancer.

Contudo e muito de vez em quando, também posso enumerar listas negativas, tendo sempre o cuidado de demonstrar os erros que os empresários cometeram e a forma como os leitores os podem evitar.

4. Realize entrevistas

O que nos leva a ler uma entrevista é o objetivo de saber o que essa pessoa pensa. Especialmente se for bem sucedida, queremos descobrir algum “segredo” do seu êxito ou atitudes semelhantes às nossas, para verificar se se estamos no caminho certo ou não. As entrevistas são outra boa opção para você variar um pouco os textos no seu site. Procure por pessoas que os seus leitores admirem e organize-se para fazer, pelo menos, uma por mês. Até em termos de produtividade é algo muito bom para si, pois apenas necessita de enviar as perguntas e esperar que outra pessoa responda, fazendo com que nesse dia pouco tenha de escrever.

5. Tente prever o futuro

Quando era pequeno, adorava tentar perceber o que ia acontecer no mundo. Isso dava-me a sensação de estar um passo à frente relativamente aos meus amigos e no fundo, gostava de conseguir prever o que ia acontecer. Esta sensação de um passo à frente no tempo é adorava pela maioria das pessoas e pode usar isso a seu favor no seu blog. Tente criar o futuro imaginando o que vai acontecer. Quando escrevi o artigo sobre as 17 startups brasileiras que vale a pena conferir, analisei aquelas que penso terem condições de triunfarem num futuro próximo. Ninguém me dá certezas que isso vai acontecer, mas estou apenas a fazer uma previsão e os leitores gostam disso.

escrita criativa

6. Faça concursos

Todos gostamos de receber algo gratuitamente. O fato de não existirem custos entusiasma-nos e leva-nos a fazer um pequeno comentário ou a partilhar no Facebook, apenas para que possamos ter em casa aquele livro que temos curiosidade em ler. Podemos até nunca pegar nele, mas não gostamos de desperdiçar essa oportunidade. Isso normalmente é aceite pelos sites, visto que os ebooks não acrescentam nenhum custo e o concurso até pode gerar mais vendas no futuro.

7. Dedique-se a uma rede social

Quando publicamos algo dedicado apenas uma rede social, verificamos que a tendência para que esse texto se espalhe mais facilmente por essa rede é enorme. No artigo sobre a nova timeline do Facebook, verificamos que o aumento do número de “curtir” na página foi sempre superior aos retweets que recebemos. Mas apesar de aumentar o número de chances de ser viral na rede social que você explorar, existem pequenas excepções.

Por exemplo, no nosso texto sobre os 104 perfis que qualquer freelancer deve seguir, esperávamos uma aderência muito maior no Twitter do que no Facebook, o que acabou por não acontecer. Por isso, a conclusão que podemos retirar é que você irá aumentar as suas possibilidades nessa rede social, mas vão existir casos em que essa regra irá ser quebrada. Mas de qualquer forma o seu objetivo será cumprido: uma rede social irá gostar do seu artigo e espalhá-lo.

8. Fale sobre o que faz e como faz

Uma coisa que sempre me ensinaram é que não devemos guardar o modo como fazemos apenas só para nós. Devemos partilhá-lo com outras pessoas, pois poderemos sempre receber feedbacks que nos ajudem a evoluir, ainda mais, a nossa maneira de trabalhar. Se tem aquela mentalidade que ninguém deve saber o modo como você trabalha, lamento, mas o seu sucesso nunca será a longo prazo. Muitas vezes aqui partilhei a forma como trabalho e o modo como organizo a minha forma de escrever.

Não quero, com isso, dizer que a minha forma de produzir é a melhor. Serve melhor para mim, o que não significa que sirva para você. Mas isso é uma forma de outros leitores consigam tirar alguns hábitos e adaptá-los à forma de eles trabalharem. Com certeza os seus leitores também vão adorar isso, especialmente se for uma pessoa bem sucedida.

9. Seja polêmico

Nem sempre podemos ter pensamento positivo e elogiar tudo e todos no nosso blog. Por vezes temos de ser mesmo contraditórios, dar a nossa opinião e mostrar às pessoas o que elas não devem fazer. São situações raras aqui no site, mas há alguns meses critiquei as empresas de marketing de rede e é um tema que ainda hoje continua a receber bastante comentários. Por mais que as pessoas não gostem, essa foi a minha opinião e fundamentei-a. Hoje não mudaria uma linha ao que escrevi, pois essa é a minha visão pessoal. Por vezes é bom fugirmos àquela tendência do “mundo perfeito na internet”. Mas claro, faça-o fundamentando a sua opinião, pois caso contrário isso pode não ser muito positivo para o seu negócio.

10. Junte-se a uma causa social

Todos nós começamos o próprio negócio para conseguirmos ganhar dinheiro. Mesmo que amemos muito o que estamos a fazer e isso não estiver a ser rentável, não há amor que resista. Contudo, isso não implica que você tenha sempre que lucrar. Por vezes pode usar a sua rentabilidade para ajudar os outros. Torna-o uma pessoa melhor e dá-lhe maior credibilidade perante os seus leitores. O melhor exemplo que podemos encontrar disso mesmo foi a campanha realizada há alguns meses pelo Paulo Faustino, que angariou algumas dezenas de reais para as vítimas das cheias no Brasil, dando 50 centavos por cada comentário.

Como varia os posts do seu blog?

A nossa criatividade tem limites. Para isso, precisamos de pensar um pouco “out of the box”, pois caso contrário as nossas matérias acabam por se tornar demasiados repetitivas e com pouco interesse, ficando apenas com os leitores provenientes dos motores de busca e perdendo os visitantes constantes. Com esse artigo, ficam aqui dez ideias para gerar novos conteúdos para o seu site sem que perca demasiado tempo a pesquisar.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "CHECKLIST PARA FACEBOOK"
Os primeiros passos com sua página no Facebook.

Checklist para facebook
close-link