Marketing Digital 02/05/2012

Dicas para conseguir o primeiro cliente enquanto Freelancer

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Depois de perguntar aos fãs da Escola Freelancer no Facebook que gênero de artigo eles gostariam de ver no blog, muitos deles referiram que saber como conseguir o primeiro cliente seria o tema mais interessante para um post. Para atender a esses pedidos, decidi hoje explicar o que, a meu ver, é o melhor método para você conseguir os seus primeiros projetos enquanto freela.

Sem dúvida que esse é obstáculo inicial para o seu negócio próprio. Querer começar a trabalhar como freelancer mas não saber efetivamente a primeira forma de rentabilizar essa ideia é um obstáculo difícil de ultrapassar. Para conseguir superá-lo, você precisa de imaginação e capacidade de luta. Dizer que você é freela não vai fazer os seus clientes aparecerem à sua porta. Tomar a decisão de começar uma carreira deste gênero é apenas um pequeno passo, que deverá ser seguido de muitos outros, tão ou mais importantes. O profissional que inicia o seu próprio negócio e fica esperando clientes, estará cometendo o mesmo erro do que aqueles estudantes universitários que terminam a faculdade e depois ficam esperando que as empresas batam na sua porta. É necessário que lute e torne o seu trabalho vistoso. Vejamos algumas formas de o fazer:

PREPARE TUDO PRIMEIRO

Você pode procurar pelas dicas que quiser, mas se você não estiver bem preparado para receber um clientes nenhuma delas vai servir. Organize-se e tenha os seguintes itens primeiro:

  • Um portfólio (para quem jamais fez um trabalho, nas próximas linhas ensinamos como pode criar um)
  • Páginas nas redes sociais devidamente atualizadas
  • Um cartão de visita, pois o seu primeiro cliente pode surgir de uma conversa pessoal
  • Uma forma de passar um recibo ou fatura caso o cliente pretenda um
  • Tenha um local pré-definido para o encontrar. Se ainda não possuir um escritório (o que é mais normal), tenha já em mente um café tranquilo onde possam marcar a reunião
  • Uma tabela de preços. Mostre-se profissional e quando ele perguntar o valor, seja coerente. Jamais dê preços pensados na hora
  • Tenha o seu site pessoal bem estruturado e atualizado

Todos estes pontos que expliquei nas linhas anteriores não fazem com que consiga um cliente. Mas por outro lado, você deve tê-los todos preparados para quando esse primeiro interessado aparecer. Isto porque quando o cliente aparecer ele necessita de sentir confiança da sua parte. Mesmo sendo o seu primeiro trabalho, você necessita de passar a confiança que ainda não tem. Uma das formas de disfarçar essa sua falta de experiência é demonstrando organização.

Se o seu cliente pergunta se você tem um portfólio, um cartão de visita ou o seu site pessoal e você disser que não tem nenhum dos três, ele já ficará reticente quanto à sua contratação. Se mais tarde ele conseguir perceber que você é inexperiente, pior ainda. Mas pelo contrário, se ele sentir que você é uma pessoa organizada – mesmo não sendo experiente – o cliente mais rapidamente confiará em si.

clientes

ESCOLHA UM NICHO DO MERCADO

Depois de fazer toda a preparação necessária, está na hora de você escolher “onde vai atacar”. Não digo que agora é o momento de você decidir ser jornalista ou web designer. Essa fase é a primeira de todas. Neste momento, quero que o leitor saiba qual vai ser a parte do mercado que pretende investir. Imaginemos que você é jornalista freelancer. Você pode especializar-se em:

  • Esporte
  • Economia
  • Política
  • Sociedade
  • Entretenimento
  • Educação

Essa é a forma mais fácil de você conseguir os seus primeiros clientes: escolha uma vertente do mercado, estude o máximo sobre ela e consiga estar por dentro “do meio”. Concorrer para um mercado generalizado, só aumenta as suas chances de encontrar pessoas com mais experiência do que você.

APRENDA MAIS E MAIS

Infelizmente, ganhar experiência em muitos casos é sinônimo de você trabalhar de graça. Sei o quanto pode parecer ingrato investir horas do seu tempo para um projeto, que afinal jamais será seu. Contudo, nem sempre tudo está perdido quando você faz trabalho gratuito. Irá ganhar, no mínimo, duas coisas: experiência na área e trabalhos para o seu portfólio. Sei que isso não paga as suas contas no final do mês, mas sem dúvida que é a melhor forma de você ir ocupando o seu tempo enquanto não consegue o primeiro interessado. Coincidência ou não, os meus primeiros trabalhos enquanto jornalista freelancer apareceram depois de eu começar a escrever de forma gratuita para o jornal da faculdade. Por isso, inscreva-se em concursos ou então trabalhe de forma gratuita numa empresa da sua área.

Há pouco tempo falava com um colega que é arquiteto freelancer e ele disse-me que não teve dificuldades em conseguir trabalho quando abriu o seu próprio negócio porque já tinha clientes que o conheciam da empresa onde ele trabalhava anteriormente. No caso dele, estamos a falar de alguém com vários anos de experiência no mercado. Mas se você é um iniciante, tenha o mesmo hábito: peça para passar quatro ou cinco horas num escritório onde veja pessoas mais experientes e possa conhecer o seu método de trabalho.

COMECE LOCALMENTE

Com todo o seu negócio “montado” e algum experiência adquirida, torna-se mais fácil conseguir o seu primeiro cliente. Mas até à data, você apenas tem melhorado a sua apresentação e conhecimento, faltando o terceiro passo: partir à busca de clientes. É nesta mudança que muitos freelas erram e acabam desistindo do seu trabalho. Falta de hábito em procurar por pessoas, pouca capacidade de vender o seu serviço ou apenas por preguiça são algumas das razões. Essas pessoas são bons estudantes mas maus trabalhadores. O conhecimento de pouco irá valer no mercado de trabalho se não for aplicado de uma forma prática.

Por isso, o meu conselho é que comece procurando localmente: na sua cidade, no seu círculo de amigos ou nos seus contatos por email. O fato de você ter já algo em comum aumenta em muito as suas probabilidades de ser bem sucedido, especialmente nesta fase em que a sua experiência sobre vendas não é muita.

VÁ ATRÁS DE EMPRESAS

Quem tem mais dinheiro para novos projetos? Sem dúvida alguma são as empresas. Por isso, junte o ponto anterior a este: comece localmente e às suas empresas mais próximas. A forma como o deve fazer já expliquei no nosso artigo “Já pensou porque não consegue trabalho como freelancer“, mas volto a referir: detete um problema que você possa resolver nessa empresa, encontre uma solução e envie um email a explicar a mesma. Nesta altura, é você quem deve procurar por serviços e está fora de hipótese ficar esperando que as pessoas procurem por si.

DIVULGUE O SEU TRABALHO!

Eu aqui posso apresentar-lhe várias soluções, mas a melhor de todas é mesmo você divulgar o seu trabalho. Faça publicidade nas rádios, distribua panfletos ou vá dar palestras gratuitas. Ainda no outro dia, assisti a uma palestra on-line dada pelo Leo Babauta, na qual ele respondia às dúvidas dos internautas sobre um tema: combater os maus hábitos. Durante essa mesma conferência, ele falava sobre o seu novo curso que tinha como tema…combater os maus hábitos. Portanto, ele utilizou duas horas da sua vida para falar sobre um curso que tinha um custo de 500 dólares. Mesmo que apenas uma pessoa que assistiu à conferência se inscrevesse no curso, Leo Babauta já estaria a ganhar 250 dólares por hora. Não sei se essa mesma conferência teve o sucesso esperado, mas a verdade é que o curso atingiu o número máximo de inscritos.

PROCURE TRABALHO EM SITES

Existem inúmeros sites para encontrar trabalho freelancer. Contudo, a minha experiência diz-me que conseguir os seus primeiros trabalhos desta forma não é algo assim tão simples. Isto acontece porque quem procura um freela, o primeiro fator que vai ter em consideração é sua experiência: se já tem outros trabalhos realizados ou se o feedback dado por outras pessoas é positivo. Ora, se você está nos seus primeiros dias de trabalho, estes dois fatores não existem, daí ser tão difícil você ser contratado em sites do gênero.

Mas para conseguir ser mais eficaz nesta situações, aconselho que ganhe um hábito. Quando você realizar a inscrição em algum site, preencha o seu perfil de forma completa. Isso inclui fotografia, todas as redes sociais e uma pequena descrição da sua pessoa. Digo isto porque todos os dias recebe inscrições de freelas no diretório de freelancers do blog e cerca de 90% deles não trazem fotografia nem descrição. Será que é assim tão trabalhoso realizar estes dois passos? Demoram cinco minutos e podem fazer a diferença entre um cliente escolher você ou o seu concorrente.

PROCURE POR PESSOAS DA SUA ÁREA

Por último mas não menos importante, aconselho que tente acompanhar o que fazem as pessoas dentro da sua área. Desta forma, verá como eles trabalham e terá algumas pistas do que eles fazem para conseguir clientes. Veja se eles interagem muito nas redes sociais, se têm um blog ou se têm o seu site bem posicionado nos motores de busca. Ao acompanha-los, terá algumas noções do que fazem eles para terem tanto sucesso na sua área. Depois disso, tente manter algum contato com eles. Elogie o seu trabalho e crie uma relação de amizade. Esse relacionamento poderá ser importante para futuros trabalhos.

E VOCÊ, JÁ SE SENTE PREPARADO PARA CONSEGUIR O PRIMEIRO CLIENTE?

No artigo de hoje, passei um pouco da minha experiência pessoal e do que considero ser mais fundamental para um freela conseguir o seu primeiro cliente. A estes pontos, apenas acrescentaria mais um: a paciência. Se reparar, eu jamais falei no fator tempo. Isto porque ele muitas vezes está associado à sorte. Você tanto pode conseguir o seu primeiro cliente logo no dia de estreia como só poderá conseguir um mês depois. No entanto, se seguir estes passos, certamente irá aumentar as suas chances de ser bem sucedido. Depois, cabe a si conseguir manter o fluxo de trabalho de forma constante.

E você, lembra-se quem foi o seu primeiro cliente? Partilhe a sua história com os outros leitores e conte-nos as suas dificuldades e o que aprendeu dessa experiência!

Abraço e até já!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "CHECKLIST PARA FACEBOOK"
Os primeiros passos com sua página no Facebook.

Checklist para facebook
close-link