Marketing Digital 31/10/2011

14 dicas de como se preparar para a carreira de freelancer quando perde o emprego

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Saber que a sua empresa vai fechar ou que vai perder o seu emprego talvez sejam das coisas mais horríveis que se possam ouvir. É a quebra de uma rotina, irá deixar de ver vários colegas e aquele salário ao final do mês deixa de cair na sua conta tão facilmente. É uma realidade diferente, mas não deve encará-la como o fim do mundo ou algo semelhante. Especialmente se sempre teve o sonho de iniciar o seu próprio negócio ou começar a carreira de freelancer. Por vezes, com medo de perder toda esta estabilidade, acabamos por não arriscar a deixar o emprego e começar um negócio mesmo nosso. Mas em algumas ocasiões a vida trata de colocar essa hipótese à nossa frente, mesmo que você não queira.

A melhor coisa que ainda lhe pode acontecer é saber que vai perder o seu emprego mas ainda tem mais alguns meses de trabalho, dando-lhe tempo para começar a preparar o seu novo dia-a-dia de uma forma mais segura e com planos a longo prazo. O nosso artigo de hoje irá lhe explicar como devem ser feitos os seus planos para começar a sua carreira de freelancer de uma forma mais estruturada e com um seguimento lógico. Sim, porque agora você está por sua conta e risco, por isso todos os passos que der devem ser bem calculados para que não cometa erros.

estudar escola freelancer

1. Comece por pensar nos pontos positivos

A primeira ideia que vem à nossa cabeça quando sabemos que a nossa empresa vai terminar é que o mundo irá acabar. Apesar de parecer ser assim nos primeiros dias, a verdade é que com o tempo as nossas ideias começam a ganhar forma e começamos a imaginar os nossos projetos. As primeiras horas são horríveis acredite, mas depois passa. E passa até ao ponto de você ficar até entusiasmado com a forma como os próximos dias possam estar a vir. Psicologicamente, deve começar a pensar nos pontos positivos de, agora, ter o seu futuro completamente no seu controle e que poderá iniciar os seus próprios projetos. Pense nisto:

  • Irá acordar com mais vontade de trabalhar pois tem um projeto seu
  • Não terá uma hora fixa para trabalhar, podendo regular o horário conforme as suas necessidades
  • Os seus rendimentos podem aumentar conforme o tempo for passando
  • Irá trabalhar no máximo das suas capacidades, pois o fato de o dinheiro ser inseguro faz com que dê sempre o máximo de si
  • Não terá um patrão constantemente a dizer-lhe o que deve ou não fazer
  • A sua casa será o seu local de trabalho, fazendo com que poupe dinheiro em restaurantes ou deslocações

Estas são apenas alguns dos pontos positivos que tem quando começa o seu próprio negócio. É importante que no início tente pensar nas coisas que terá e evite aqueles pensamentos negativos que bloqueiam as suas ideias e matam a sua criatividade.

2. Pense em seus projetos futuros

Depois de eliminar os pensamentos negativos da sua mente, está na hora de começar em criar valor para o seu trabalho. No fundo, pensar no que vai fazer a partir de agora com o seu tempo livre e como pensa crescer para conseguir ganhar dinheiro. Agarre numa folha de papel e pense em todos os negócios que pode explorar e que façam sentir motivado para trabalhar. Quando fizer esta análise, tenha cuidado para fazer algumas questões a cada projeto que tiver em mente:

  • Como o vou rentabilizar (sim agora o seu negócio tem obrigatoriamente de gerar dinheiro!)
  • Quanto tempo espero dedicar por dia
  • Se existe concorrência no mercado
  • O que necessita inicialmente para investir
  • Quem vai ser o seu público-alvo
  • Quanto clientes necessita para criar lucro

3. Escolha projetos a longo prazo

Sei que o dinheiro passa a ser uma necessidade a curto prazo e que as contas estão aí todos os meses para você pagar, mas não se precipite nos seus projetos. Mais vale criar um menor número de negócios e fazê-los crescer de forma sustentada do que andar por aí como um desesperado sem saber que rumo tomar. Vejo por aí muitas pessoas na internet a pensar que vão ganhar dinheiro visitando sites ou fazendo uploads para ganhar alguns reais por dia. Esqueça isso. Agora você precisa de dinheiro a sério e de gerir melhor o seu tempo para que possa tirar rendimento dele.

Como freelancer, você não pode apenas pensar nos próximos dias. Necessita sempre de imaginar que irá ter uma família, querer ter filhos ou provavelmente construir uma casa. E isso são coisas que demoram anos a ser feitas! Certamente não será com sites que pagam alguns reais por dia que irá fazer isso, mas sim com projetos que façam realmente a diferença na vida das pessoas e que acrescentem valor ao mercado.

4. Crie algo seu

Qualquer empreendedor precisa de criar um negócio com uma base sólida, que o torne dono e senhor de toda a situação. Ou seja, você poderá fazer muito dinheiro com programas de afiliados ou trabalhar como jornalista freelancer para fazer reportagens para publicações. Mas agora fica uma questão: e se essa empresa ou mercado começarem a perder fulgor? É certo que tendo uma startup por exemplo, o seu nicho de mercado também pode começar a desaparecer, mas nesse caso você tem total controle sobre a situação.

Agora, se você é depende de outros como acontece em empresas de marketing de rede, estará sempre dependente do que essa empresa quiser fazer. A minha dica é que faça algo completamente seu, seja um blog ou um ebook. Neste projeto, ninguém poderá influenciar, ficando tudo dependente da sua capacidade de inovação e de crescer com o projeto.

5. Veja quanto necessita de ganhar por dia

Sem um salário fixo, está na hora de pensar quanto dinheiro deve conseguir ganhar por dia para conseguir, no mínimo, sobreviver. A longo prazo poderá pensar em aumentar os seus rendimentos, mas vamos por partes: o mais importante é mesmo conseguir pagar as suas contas e colocar comida na mesa. O que aconselho a fazer é organizar uma tabela em Excel ou escrever numa folha de papel todos os seus gastos e quanto pretende ter de lucro ao final do mês. A partir daí, faça uma média de quanto precisa de ganhar todos os dias para chegar a esses valores. Pense em projetos, tente ver quanto consegue retirar de cada e parta para luta.

Não aconselho que deixe os seus rendimentos surgirem por acaso. Tente ser você mesmo a criar essas oportunidades. Isto acaba por criar uma obrigação no nosso cérebro, acabando por obrigá-lo a dar o melhor de si todos os dias para conseguir atingir esse objetivo.

6. Elimine todas as despesas

Quando começa o seu próprio negócio, o dinheiro é algo bastante escasso. Além de organizar as suas finanças pessoais como vimos no ponto acima, é importante que tente eliminar todas aquelas despesas desnecessárias. Não digo que a partir de agora viva como um monge e que coma apenas pão e água, nada disso. Mas como sabe, durante os primeiros meses com todos os seus projetos no início, o dinheiro será algo bastante instável. Por isso, tente poupar o máximo que puder para se ir “aguentando”. Quem sabe, no futuro, até não poderá ter mais luxos do que quando tinha um emprego. Mas por agora, a palavra de ordem é poupar.

Nota: Poupe apenas em coisas desnecessárias e nunca em investimentos que possam ajudar o seu negócio a crescer. São coisas completamente diferentes.

7. Procure ajuda

Podemos ter muita vontade de triunfar no mundo dos negócios, mas sem ajuda dificilmente conseguiremos lá chegar. Imagine que vai criar um blog e pretende que ele tenha bons textos para que consiga ter muitas visitas. O ideal, será por começar a pesquisar por blogs que lhe expliquem por escrever um bom artigo. Vá à procura de empreendedores que estejam há muitos anos na internet e que saibam realmente como conseguir levar os leitores a ficarem interessados nos seus sites. Aprenda com os melhores e retire tudo o que eles lhe possam ensinar.

Não existem segredos, mas com certeza os melhores deixam-lhe dicas bastante valiosas que depois devem ser experimentadas por si. E esqueça aquelas atitudes que me irritam solenemente como deixar um comentário num blog ou enviar um email a perguntar “como posso fazer para ganhar dinheiro na internet?”. Isso não leva a lado nenhum. Ou acha que existem “segredos” magníficos escondidos que levaram aquela pessoa ao sucesso? Existem sim, alguns pontos essenciais, mas o resto só irá depende de si e a forma como joga com esses pontos.

Financeiramente também deve procurar alguma ajuda. Fale com um contabilista e tente ver os seus benefícios perante o Estado ou que valores terá de pagar de impostos. Isso é importante para que não caia no erro de pagar taxas desnecessárias, quando uma pequena visita ao contabilista poderia resolver tudo isso, ajudando-o a saber quais os procedimentos legais para trabalhar enquanto freelancer. Se pretende criar a sua própria empresa, aconselho que visitem o Sebrae para se informarem um pouco mais.

motivação

8. Estipule um horário

O tempo passou a significar dinheiro para si. Acabaram-se aquelas horas perdendo tempo no Facebook apenas para que o seu horário de saída chega-se. Agora se não trabalhar não recebe, ponto final. Por isso, seja proativo e defina bem o que vai fazer para aproveitar todos os minutos que passam. O que tenho feito desde o início e que resulta de um modo bastante eficaz é agarrar na minha agenda e colocar as tarefas que tenho para fazer. Depois conforme forem sendo realizadas, vão sendo riscadas e esquecidas da minha cabeça. Se quiser saber um pouco mais, aconselho a leitura do nosso artigo sobre as 7 dicas para organizar o seu dia de forma eficiente.

9. Faça as tarefas repetitivas de um modo mais rápido

Existem tarefas no seu dia-a-dia que terão de ser repetitivas. Ainda durante o fim-de-semana, estive a inserir vários artigos e frases no Timely e no PostCron. Foi uma tarefa que me demorou cerca de uma hora e meia a fazer, mas sei que para o futuro terão grandes benefícios. Mas de qualquer das formas, era uma tarefa que não me criava rendimentos diretamente. Por isso, concentrei-me ao máximo nela para realizá-la da forma mais rápida possível. Fechei Facebook, esqueci a caixa de email e desliguei o celular.

Este é apenas o exemplo de uma tarefa que necessitou de ser feita “o mais rápido possível”, para que não atrapalhasse outras tarefas que realmente o façam ganhar dinheiro. Não que as outras não precisem de ser tratadas com cuidado, mas a verdade é que como estas não exigem grande qualidade (basta apenas “fazer”), poderá conseguir fazê-las mais rapidamente que as outras.

10. Realize parcerias

Conseguir crescer não é uma tarefa fácil. Existem empresários que já trabalham há muitos anos no ramo que você quer iniciar o seu negócio e por isso você terá uma desvantagem enorme para superar, fazendo com que demore meses até ganhar visibilidade. A melhor forma de conseguir subir de um modo mais rápido é realizar parcerias. Ou seja, escreva artigos para outros blogs ou faça tweets de outros blogs para ir fazendo amizades e ganhar ligações. Isso tudo ajuda a que consiga alavancar os seus projetos de um modo mais rápido e com menos custos.

11. Invista

Já lhe falei tanto em poupar dinheiro que agora vou dizer completamente o contrário: gaste dinheiro! Sim, mas gaste dinheiro em algo que lhe possam gerar ainda mais rendimentos no futuro. Investir dinheiro em publicidade como no Adwords por exemplo, ajudam a que os seus projetos comecem a ganhar maior relevância de um modo mais rápido. Recentemente o Miguel Lucas, da Escola Psicologia, realizou uma campanha para ganhar mais fãs no Facebook e os resultados foram imediatos. Ele investiu, mas sabe que mais tarde irá colher os frutos com esse investimento.

Quando era mais novo li um livro que me fazia a seguinte questão: “Quais são as três únicas coisas que podes fazer com o dinheiro?”. Gastar, poupar ou investir. Mas de todas, a única que poderia nos trazer mais rendimentos no futuro era mesmo a última. Por isso, invista no seu negócio se quiser ter prosperidade financeira a longo prazo.

12. Reserve um período do dia para o estudo

Quando trabalha numa empresa, não sente tanto aquela obrigação de estudar ou de ler um bom livro. Afinal de contas, você recebe o salário ao final do mês e se a empresa quiser que você saiba um pouco mais, o melhor é mesmo pagar-lhe uma formação. Parece fácil, mas isso não ajuda muito o seu desenvolvimento pessoal. Todos os freelancers devem reservar alguns minutos ou horas do seu dia para o estudo. Com o próprio negócio, você necessita de saber sempre um pouco mais sobre o mundo que o rodeia.

13. Defina o seu ambiente de trabalho

Outra das coisas que deve pensar imediatamente é: onde vou trabalhar. Em casa ou num cowork? Ou será melhor num café? É importante que saiba qual é realmente o local onde vai produzir, para que a sua produtividade não seja afetada e para que o seu cérebro consiga ficar “em modo de trabalho” quando você chega a esse local. Além de o definir, é importante que mantenha o ambiente de trabalho organizado, para que não perca tempo com arrumações desnecessárias e consiga tirar partido de todas as suas capacidades.

14. Mantenha-se motivado sempre!

Ao perder o emprego, a sua motivação acaba completamente, mas ao fim de alguns dias novos projetos já começam a surgir na sua cabeça. E quando essa fase de êxtase passar? Ou seja, quando você começar a ver que algumas das suas ideias não têm o sucesso que você esperaria delas? Devido a isso, é importante que você tenhas algumas “técnicas” de motivação para conseguir encarar o dia-a-dia com a melhor vontade possível. Ficam aqui algumas frases de esportistas que o podem ajudar:

  • Defina as suas metas com objetivos elevados e não pare até chegar lá (Bo Jackson)
  • Aquilo que permanentemente digo a mim mesmo, em cada ano, é que quero no final do ano ser melhor jogador do que era no início. Se posso fazer isso, ano após ano, para o resto da minha carreira, terei uma bela carreira (Tiger Woods)
  • O Tempo é limitado, pelo que o melhor é acordar fresco em cada manhã, sabendo que tenho apenas uma hipótese de viver este dia e orientar todos os meus dias para uma vida de acção e propósito (Lance Amstrong)
  • A distância entre o sonho e a realidade chama-se disciplina (Bernardinho)

O que fez quando perdeu o emprego?

Perder o emprego é algo que ninguém deseja. Mas devemos ver isso como algo positivo, para que essa situação não altere o nosso estado de espírito e não nos torne depressivos. O caminho mais fácil é mesmo ver isso como uma nova oportunidade na sua vida e pensar que deste contratempo, pode estar a surgir uma oportunidade. Nada acontece por acaso e talvez este seja mesmo uma situação dessas.

Mas acima de tudo, é importante que esteja preparado e que tome algumas atitudes corretas, como demonstrei com os pontos acima. Planejamento é algo essencial na carreira de qualquer freelancer ou empreendedor.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.