Produtividade 17/01/2012

Como trabalhar em casa de um modo mais produtivo

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Um freelancer pode trabalhar em vários locais. Um café, uma biblioteca ou mesmo um cowork fazem parte das opções deste gênero de profissionais, que tem neste aspecto uma das grandes vantagens da sua profissão. Eu alguns textos aqui no site, sempre aconselhei os freelancers a saírem de sua casa para irem trabalhar. Os benefícios são vários, mas principalmente porque impede aquela solidão habitual desse tipo de trabalho, o que pode ser algo bastante negativo a nível psicológico ao fim de alguns anos. Entre trabalhar em casa ou ir para uma biblioteca, geralmente escolho a segunda opção.

Contudo, também compreendo que os primeiros meses como freela sejam mais complicados a nível financeiro. Sair de casa, implica que muitas vezes tenha de gastar gasolina para se deslocar ou que faça uma refeição num restaurante. E isso a nível financeiro para quem está a começar esta profissão, pode ser uma despesa com algum peso no seu orçamento. Por isso, é normal que você opte, numa fase inicial, por trabalhar em casa.

Mas esta escolha, na maioria dos casos, leva a um problema: a queda de produtividade. Enquanto que numa biblioteca é apenas você e o seu computador, em casa você pode ter várias distrações, como a televisão ou filhos. Quantos mais fatores externos estiverem presentes, maior é a probabilidade de você perder o seu foco de atenção. Por isso, é necessário saber evitar tudo o que possa ser negativo e aproveitar os pontos positivos de trabalhar em casa.

Quais os pontos positivos de trabalhar em casa?

Como referi anteriormente, prefiro maioritariamente trabalhar fora de casa. Mas quem preferir este local para produzir, também pode retirar vários pontos positivos desta opção. Vejamos alguns deles:

  • Menos gastos: Trabalhar em casa pressupõe que você não tenha de se deslocar e que as refeições sejam feitas por si. Quem tem por hábito comer fora de casa, sabe o quanto pode estar poupando com esta atitude
  • Ganha tempo: Ter que ir a algum local, por mais perto que seja, exige tempo de deslocação. Em casa você já tem tudo à mão
  • Pode controlar o ambiente externo: É uma das dificuldades desta opção, mas se bem gerida, pode tornar-se numa vantagem enorme. Num café ou num cowork, alguém que fale muito alto pode se sentar ao seu lado, e com isso estragar a sua tarde de trabalho.
  • Maior disponibilidade para a família: Se bem gerida, esta também pode também ser outra vantagem. No Estados Unidos, tem ganho cada vez mais adesão o ensino doméstico, no qual pais ensinam os filhos em casa, substituindo o papel do professor. Um freelancer que se consiga organizar de forma correta, pode ter o ensino doméstico como opção
  • Mais tempo livre: Se gerir bem a sua rotina, em casa acaba por ficar com muito mais tempo livre para si e para outras tarefas
  • Maior foco: Sem ver pessoas a passar ou barulhos à sua volta, o foco no seu trabalho aumenta consideravelmente. É so você e o computador

Como pode ver, trabalhar em casa, também tem vários pontos positivos. Contudo, é necessário saber manter a produtividade no seu lar para que consiga aproveitar todas estas vantagens. E é aí que residem alguns dos erros dos freelancers. Isso acontece porque trabalhar em casa não é algo fácil. As tentações são muitas e isso torna-se complicado de gerir para pessoas que tenham pouca disciplina pessoal. Para ajudá-lo, vou lhe deixar algumas dicas do que deve fazer.

trabalhar em casa

1. Tente adquirir uma rotina

Sei que o trabalho de freelancer não é algo certo. Uns dias os clientes aparecem de um modo repentino, enquanto no outro parece que se esqueceram de si. Por isso, ter uma rotina é algo bastante complicado. Mas você deve sempre tentar criar hábitos que o façam sentir mais seguro e motivado para o seu trabalho. Acorde a horas semelhantes, faça refeições em “horários normais” ou tome banho sempre quando acorda.

Será que isto fará tanta diferença no seu dia? Em termos práticos não, mas fica mais fácil para você criar uma organização a nível mental. Quando você acorda, já tem mais ou menos a noção de como vai ser o seu dia? Ou é daqueles que não sabe o que fazer nas próximas horas? Ter este “mapa mental” é determinante para você conseguir criar rotinas de trabalho. Se tiver com dificuldades neste aspeto, aconselho-o a ler o nosso artigo sobre as 7 dicas para organizar o seu dia de forma eficiente.

2. Mantenha a organização

Sabe aquelas casas de universitários que estão vivendo os primeiros meses sozinhos e que deixam tudo o que usam em qualquer lugar? Pois é, a verdade é que se não tiver cuidado, em poucos dias a sua casa ficará assim. Ter o mesmo local onde se vive como escritório facilita que gere muita confusão. Veja alguns dos princípios que deve seguir:

  • Tenha o que mais utiliza à mão
  • O que menos utiliza, retire do seu campo de visão e mantenha organizado
  • Tenha gavetas bem documentas e cada uma com a sua função
  • Guarde o máximo de coisas que puder no computador, evitando os montes de papéis
  • Livre-se de tudo o que seja utilizado por outras pessoas
  • Coloque o lixo perto do…lixo

Se você tem algum problema em manter a organização no seu ambiente de trabalho e quer saber um pouco mais sobre este tema, dê uma olhada nos nossos artigos sobre como manter a organização no ambiente de trabalho ou como organizar o seu ambiente de trabalho. Todos os pontos referidos acima são analisados de um modo mais profundo nestes artigos.

3. Cuidado com as superfícies planas

Quando chegamos em casa, o mais comum é deixarmos o casaco ou a mala em cima da mesa ou do sofá. Esta atitude está rapidamente a contribuir para a sua desorganização. Por isso, tenha cuidado e sempre que deixar algo em casa, pense se esse objeto tem de estar necessariamente aí ou se pode ser colocado em outro lado. O meu conselho é que crie um local para deixar a sua roupa. Por outro lado, pondere também criar uma caixa do “deixa tudo”. Lá, poderão ficar as suas chaves ou celulares, que são os objetos que normalmente você mais facilmente deixa espalhados pela casa.

4. Pense no seu ambiente de trabalho

Você, por acaso, já passou para pensar um pouco sobre o seu ambiente de trabalho? Ele é arejado? Tem luminosidade suficiente? Você pode não acreditar, mas todos estes pormenores podem afetar positiva ou negativamente a sua produtividade. Com mais luz e num ambiente de ar puro, com certeza se sentirá mais motivado e criativo para trabalhar. Uma simples janela aberta ou um quadro bem pintado podem fazer a diferença.

5. Alimente-se melhor

Ficar em casa, muitas vezes é sinônimo de comidas rápidas para não perder muito tempo a cozinhar. Este é um dos erros mais comuns de quem trabalha em casa. Sei que você pode não ter muito tempo para perder na cozinha ou que até nem se sente capaz para fazer uma comida fantástica. Mas lembre-se que a longo prazo irá pagar por isso. O trabalho de freelancer é muito sedentário, logo todo o cuidado que você possa ter com a sua alimentação será pouco.

Pense em quanto pode ser positivo para você, enquanto ser humano, aprender um pouco mais sobre cozinha ou sobre dieta. Não sabe sequer fazer arroz? Não há problema, na internet existe muita informação para você se tornar um melhor cozinheiro. Coloque isso como um dos seus objetivos para 2012 e pode ser que descubra um talento escondido!

6. Faça as outras pessoas entenderem que você não deve ser interrompido

Quando comecei a trabalhar em casa, os convites para beber café a meio da tarde ou me fazerem uma visita em casa aumentaram de um modo exponencial. Por isso, temos de ser nós enquanto profissionais, responsáveis por fazer entender as pessoas que se estamos o dia todo em casa, isso é o nosso local de trabalho. Temos que educar não só amigos mas também familiares, a respeitarem as horas que estamos a produzir. Isso é importante não só para si, mas também para que eles entendam os limites do seu tempo livre.

7. Defina uma local para trabalhar

Durante mais ou menos um mês fiquei procurando o melhor local para trabalhar. O sofá, a mesa da sala ou um pequeno escritório. Tudo foram soluções que tentei encontrar, buscando uma responda a esta pergunta: eu qual zona da casa eu aproveito mais o meu tempo? No meu caso, a varanda foi o local onde verifiquei que poderia ser mais produtivo. O sofá foi claramente o local a evitar.

Aconselho que tente encontrar qual o melhor local para si. Por mais que eu quisesse e que pudesse parecer excelente, o escritório não serviu para mim. O único motivo para isso era a falta de luminosidade, acabando por me deixar com menos energia do que quando trabalho na varanda, por exemplo. O meu conselho é que procure em vários locais e tente verificar onde se adequa melhor. Faça estas perguntas a si mesmo:

  • Sou constantemente incomodado por outras pessoas?
  • A iluminação é suficiente?
  • Tenho acesso a todo o material que eu preciso de um modo rápido?
  • Tenho tomadas suficientes para colocar o computador ou o celular a carregar?
  • A cadeira em que eu me sento é confortável ou posso ficar com dores nas costas?
  • Consigo ter água e alguns alimentos logo à mão?
  • É um local animado ou é tudo cinzento e preto?
  • A temperatura é aceitável ou faz muito frio aqui?
  • A conexão à internet é rápida neste ponto da casa?

Todas estas questões ajudam-no mais facilmente a tomar a sua decisão. De nada lhe vale um local iluminado, se você passa oito horas do seu dia numa posição desconfortável.

8. Mantenha a simplicidade

Quando se fala em trabalhar em casa, uma das imagens que vem à cabeça das pessoas é a de uma secretária com muitos papéis e uma estante cheia de livros. Ao longo do tempo, o que tenho conseguido comprovar na minha rotina é que quanto menos coisas você tiver à sua frente, melhor. Geralmente, tenho apenas o computador, uma garrafa de água e o celular. Por vezes preciso mais do que isso? Sem dúvida, mas nesses instantes desloco-me para pegar o que necessito e quando terminar de utilizar, volto a colocar no lugar.

Você pode pensar que isso é uma perda de tempo e que seria muito mais fácil ter tudo à mão. O problema do “tudo à mão” é que com o passar do tempo, você deixa de saber onde está aquilo que você pretende. Torna-se demasiado fácil criar aquela montanha de livros ou deixar os papéis espalhados. Por isso, o tempo que demora pegando num objeto e deixando-o no lugar novamente, é bem inferior ao período que perde procurando aquela revista que está na sua montanha de papéis. “Tudo o que tirar do lugar, volte a colocar”. Uma regra ensinada pelas nossas mães e que faz milagres na produtividade de quem trabalha em casa.

9. Perca dois minutos por dia para deixar tudo no local certo

Um dos hábitos que tem feito a diferença no meu dia a dia tem sido este. No final de cada jornada de trabalho, reservo dois minutos para arrumar tudo o que possa ter deixado fora do local. Aquele livro que ficou fora do local, a garrafa de água vazia ou aquele papel que foi usado. Ao dividir estas pequenas tarefas todos os dias, dificilmente a sua secretária vai ficar demasiado cheia.

tempo é dinheiro

Problemas comuns de quem trabalha em casa

É certo que você pode fazer de tudo para manter o seu ambiente em casa organizado, mas existem outro gênero de pormenores que também podem prejudicar a sua produtividade. Estes são mais pessoais e estão mais relacionados com a sua disciplina pessoal. Por mais que não deixe objetos em cima da mesa ou que mantenha a sua secretária limpa, você necessita de adquirir certos princípios que podem fazer a diferença no seu dia. Vejamos alguns deles:

Organização do tempo

O ponto mais negativo quando você trabalha em casa é que facilmente você confunde o seu tempo pessoal com o do trabalho. Começa falando com amigos no MSN quando devia estar produzindo, mas depois não pode ficar com a sua família à noite porque tem trabalho atrasado. Esta compensação é bastante prejudicial para o freelancer. Isto significa que você tem as suas prioridades trocadas e não sabe diferenciar um período de trabalho com um de divertimento.

Uma das técnicas que o pode ajudar neste aspecto é ter um horário definido para sair. Diga para si mesmo que apartir das oito da noite irá desligar o seu computador, por exemplo. Se tiver trabalho por fazer, deixe para o dia seguinte. Se você não foi produtivo durante o dia, irá acumular tarefas, fazendo com que no dia seguinte fique sem tempo para conversas no MSN ou no Facebook. Esta pode ser uma das formas de o ajudar, mas o mais importante é mesmo a sua força de vontade para evitar este género de situações.

Acordar tarde

Sei que existem pessoas que preferem trabalhar durante a noite, mas o meu conselho é que evitem esse gênero de situações. Compreendo que as interrupções sejam menores durante este período ou que não gostem de levantar cedo. Mas a nível pessoal, trabalhar durante a noite não é a melhor opção. Você perde completamente a vida social, não vê a luz do dia e ainda pode trazer problemas para a sua saúde. Aos poucos, vá tentando dia após dia, deitar-se mais cedo e acordar uma hora antes do seu horário habitual. Verá que a sua boa disposição e principalmente a sua produtividade irão subir exponencialmente. Mas acima de tudo, a sua saúde será preservada.

Perde o contato com o mundo exterior

O ponto anterior está inteiramente relacionado com este. Se você tem tendência para acordar mais tarde, maior é a facilidade em perder o contato com o mundo exterior. Por mais que você ame o seu trabalho em casa, é importante manter o contato com as pessoas em seu redor. Por vezes, combine um café com os seus colegas, vá passear ou dê uma corrida até à praia. Como freelancer, você não necessita de viver o dia inteiro na frente do computador. Acima de tudo, você continua sendo um ser humano.

Televisão e geladeira

Como disse anteriormente, trabalhar em casa significa que você tem mais distrações que o normal. A televisão e a geladeira são dois desses obstáculos. Aconselho que durante o trabalho, tenha a televisão desligada. O barulho de fundo pode funcionar como uma companhia para você, mas a verdade é que também funciona como um fator de desconcentração. Quanto à geladeira, um dos hábitos que adquiri foi pegar tudo o que preciso para comer numa das pausas que faço com a Técnica de Pomodoro.

Poucas pausas

Uma das formas de melhorar a organização o seu dia é fazer pequenas pausas. Este hábito é aconselhável para recarregar baterias e voltar com mais energia. Isto acontece porque o nosso cérebro não tem capacidade para ficar muitas horas concentrado na mesma tarefa. De que lhe vale trabalhar duas horas seguidas, se não consegue produzir no máximo das suas capacidades? Beba um café ou dê uma pequena vista de olhos no Facebook.

Trabalhar em casa não é tão fácil como parece. Muitos sites ou negócios adoram vender a ideia de que você ficará o dia inteiro no sofá e que o dinheiro aparece na sua conta. Este tipo de trabalho é bem mais difícil do que se possa imaginar e exige concentração, disciplina pessoal e muita força de vontade. Sem ela, torna-se muito fácil perder-se em horas a mais na cama ou a ver filmes. Siga algumas destas dicas, principalmente se está enfrentando os seus primeiros dias com o seu negócio próprio.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.


BAIXE AGORA
O Ebook que vai ensinar você a criar imagens poderosas para anúncios pagos nas redes sociais!

close-link