Marketing Digital 11/03/2011

Como escolher o melhor negócio para começar enquanto freelancer?

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

A pergunta que coloco no título devia ser a primeira que faz quando começa a pensar em iniciar o seu trabalho enquanto freelancer. Saber escolher em qual género de negócio vai arriscar é determinante para conseguir ter sucesso no seu trabalho. Esta reflexão não deve ser feita de um dia para o outro. Deve demorar muito tempo, pois um passo errado neste momento pode deitar tudo a perder. Digo isto porque muitas vezes parece-nos que aquele trabalho é fantástico e maravilhoso, apenas porque vimos alguém a fazê-lo e ficamos com essa opinião. Arriscamos, mas depois quando começamos a trabalhar nele vemos que na verdade não era assim tão perfeito. E agora? O que vamos fazer depois de termos arriscado neste investimento? E o dinheiro que foi gasto?

Esta é uma das razões porque ser empreendedor não é fácil. Poucas pessoas têm a capacidade de analisar a situação e saber se ali está uma oportunidade ou um tempo perdido. Essa característica fica reservada para os melhores. Contudo, existem alguns pontos que qualquer pessoa dita “normal” tem capacidade de analisar antes de investir num negócio. E é sobre eles que vou falar no artigo de hoje. Vou lhe dar algumas dicas que vão, com certeza, ajudar a escolher o seu negócio para trabalhar enquanto freelancer. Se já tem uma ideia de negócio na sua cabeça, não se preocupe, até porque este texto vai lhe ajudar a realmente ver se essa sua opção está acertada ou não. Antes de iniciar o seu investimento, responda a esta pergunta.

Qual é a minha motivação?

Saber o que o move a iniciar esse projeto é a pedra basilar em qualquer investimento. Aconselho-o a investir se as suas motivações forem:

  • Paixão
  • Vontade de triunfar na área
  • Vontade interminável de querer saber mais e mais sobre esse ramo
  • Um querer interminável de vencer
  • Admiração pelos que conseguem fazer deste negócio um sucesso
  • Ter o seu próprio negócio a longo prazo

No entanto, não o aconselho a arriscar um novo negócio se o que desejo for:

  • Ganhar dinheiro de um dia para o outro
  • Entrar no negócio só porque o seu colega está recebendo muito dinheiro
  • Trabalhar na área porque familiares e amigos querem
  • Ter muito tempo livre
  • Não fazer nada e ter o seu próprio negócio
  • Ter pouco trabalho
  • Não receber mais ordens de ninguém
  • Trabalhar apenas as horas que quiser
  • Não ter que aturar mais ninguém

Como pode ver, as motivações para arriscar no seu próprio negócio não variam muito: vontade de vencer, amor pelo que faz ou curiosidade em aprender sempre mais. Nunca fugirá muito destas características. Isto porque estas são algumas das linhas de pensamento seguidas pelos vencedores. Mas infelizmente, a maioria das pessoas começa a pensar em iniciar o seu negócio apenas pelos pontos enumerados mais abaixo. É de lamentar que muitos o façam apenas porque querem ganhar muito dinheiro. Quem tem esse objetivo a curto prazo, acaba por ter um negócio de apenas alguns meses. De todas as características, a paixão é aquele que é indispensável para vencer no mundo do freelancing. Sem ela, o seu negócio irá afundar-se em pouco tempo. Portanto, fica aqui um conselho: não comece um negócio se ele não for realmente a sua paixão.

Características que o seu negócio deve ter

Depois de descobrir o que o move a começar o seu negócio, é importante que saiba algumas características que esse mesmo deve ter. Lamento informar-lhe, mas existem projetos que mais vale não saírem da gaveta. Digo isto porque as probabilidades de alguns vencerem, pelo menos no dia de hoje, parece ser quase nula. Dou-lhe o exemplo de um café. Cada vez que um café abre, questiono-me o que levou aquelas pessoas a investirem num negócio que já existe aos melhores pelo mundo. E depois, para piorar, ainda abrem todos com as mesmas mesas, os mesmos produtos e um atendimento semelhante aos seus concorrentes. Ora, o que estão eles a trazer de novo para o mercado? Nada! Quais são as hipóteses de eles triunfarem? Mínimas ou quase nulas. Quando quiser iniciar o seu novo negócio, veja se ele tem uma destas características:

Dedicado a um nicho

Para conseguir aderir às grandes massas, necessita de um grande investimento. Ora, como a maioria de nós não tem essas capacidades, torna-se muito mais fácil procurar por nichos de mercado. Isto significa que tem que encontrar um público restrito, que se identifique completamente com aquilo que você está vendendo. Há mercado para tudo: fãs de camisas às riscas, fãs de psicologia, DVD’s para alpinistas ou loucos por desenhos animados japoneses. Você deve estar pensando: “Num mercado tão pequeno, como posso conseguir um grande número de vendas?”. É verdade que se vendesse para as massas seria mais interessante, visto que teria maiores probabilidades de alguém lhe comprar aquilo que produz. No entanto, os mercados de nichos garantem uma maior fidelidade, para não falar que a tendência do público será sempre ir atrás de algo mais específico, em prol de um produto que faça de tudo um pouco. Além disso, o futuro é dos nichos. As pessoas estão cada vez mais insatisfeitas, querem cada vez um serviço melhor e mais personalizado. Ao dedicar-se a um mercado mais pequeno, estará a fazer um trabalho melhor.

Está a acrescentar valor ao mercado

Não adianta pensar em produzir mais do mesmo. Quando decidir iniciar o seu negócio enquanto freelancer, pense se está a dar algo mais à sua comunidade. Se o produto que deseja fabricar já existe, dê-lhe algo mais. Por vezes um toque mágico é suficiente para despertar maior interesse no seu público. Lembro-me bem da história de um bolo aqui em Portugal, que estava caindo no desuso. Já ninguém procurava por esse bolo. Até que um fabricante decidiu colocar amêndoas por cima dele. O resultado? Vendeu-se dez vezes mais que no ano anterior. E foram apenas uma simples amêndoas que fizeram a diferença. Por vezes, os pequenos pormenores podem alterar a qualidade do seu produto.

É indispensável

Quando mais indispensável algo for para uma pessoa, maior necessidade ela sente de a comprar. Por exemplo, o negócio do arroz nunca irá terminar. Apenas porque é um alimento e sem ele não vivemos. Agora, se está a pensar no seu projeto, tente torná-lo o mais indispensável possível. Viciante diria eu. Faça com que as pessoas não passem sem ele no seu dia-a-dia. Crie a necessidade de comprarem o seu produto para viverem.

Tem margem para crescer

De nada lhe adiante investir num negócio que nunca irá crescer. Que esteja condicionado por algum factor externo, limitando-lhe o crescimento. Quando pensar em iniciar o seu projeto, pense se ele pode tornar-se ainda melhor ou se é possível que comece a ser utilizado por pessoas de outros países. Investir num negócio que não vai andar para a frente é o mesmo que dar um tiro no pé. Isto porque quem não evolui, começa a perder qualidades e se isso acontecer com o seu negócio, o mais provável é que dentro de pouco tempo seja substituído por alguma nova tecnologia.

Características que o mercado deve ter

Se o seu objetivo é investir num negócio apenas porque ele está crescendo muito, o mais provável é que quando você se iniciar nele ele já esteja em decréscimo. Isto acontece porque nenhum negócio está crescendo exponencialmente a vida toda. Um dia parará. E quando isso acontecer, os seus concorrentes (que já estão há mais tempo no mercado) vão ter mais armas do que você. Ir atrás de um comboio não é uma boa política. O melhor será mesmo tentar entrar num mercado que possa estar no topo dentro de um ano. Se o fizer, terá oportunidade de crescer consoante esse mesmo mercado, aprender com ele e não ter grandes concorrentes.

Última dica: Veja como fazem os melhores

Atenção que esta dica é diferente de: faça como os outros todos. Aprender com os melhores, significa tentar juntar algumas características que eles têm e tentar adaptá-las à sua realidade. Volta a relembrar: algumas características. Não tente fazer igual ao seu vizinho. No máximo irá tornar-se numa loja de produtos copiados. É importante ser original. Portanto, o que aconselho é que veja como fazer os melhores, pegue apenas algumas dicas e depois siga os seus instintos. Adaptar ideias dos outros é bom. Copiá-las é muito mau.

Já pensou que negócio vai iniciar?

Antes de se iniciar no negócio de freelancing, pense bem para onde vai. Este passo vai condicionar os próximos anos da sua vida. Além disso, grande parte das pessoas que são obrigadas a fechar o seu primeiro negócio, dificilmente voltam a tentar novamente. Uns por desmotivação, outros por medo. Por isso, não desperdice esta oportunidade pois pode ser única na sua vida. Pensar nestes pontos todos é determinante. Em próximos artigos, explorarei mais algumas vertentes. Fique atento.

Gostou das nossas dicas? O leitor já pensou no seu novo negócio como freelancer?

Abraço

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "CHECKLIST PARA FACEBOOK"
Os primeiros passos com sua página no Facebook.

Checklist para facebook
close-link