Marketing Digital 20/12/2013

Como conseguir projetos em sites de trabalho online

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

O crescimento da tendência do trabalho remoto não é injustificada: os profissionais, cada vez mais, buscam mais qualidade de vida no ambiente profissional, além de buscar um maior equilíbrio entre suas vidas profissional e pessoal. A possibilidade de trabalhar remotamente, em home office ou pelo celular (o chamado “teletrabalho” ou “workshifting”) permite isso. Permite ao profissional uma maior flexibilidade com relação aos seus horários de trabalho, dias de trabalho ou folga, o momento de tirar férias, etc., além de não limitá-lo no sentido de trabalhar em um lugar apenas – visto que pode atender múltiplos clientes a partir do mesmo lugar, coisa que você não pode fazer no escritório de um emprego tradicional.

Mas trabalhar de casa pode trazer riscos “na carona” desses tantos benefícios. Um deles é o aumento da inadimplência dos clientes, visto que você não está ali, presente, para fazer a entrega do trabalho e a cobrança do pagamento. Isso prejudica muitos profissionais freelancers, principalmente aqueles que estão começando sua carreira de autônomo e ainda não têm uma carteira de clientes que lhe dê certa estabilidade financeira.

Para suprir essa deficiência de recursos e aliviar os riscos, um novo mercado se abriu: o do trabalho online, facilitado por plataformas onde profissionais e clientes poderiam fazer negócios, com garantias que mantêm as duas partes protegidas durante suas transações. A Workana é um exemplo disso – sua garantia de pagamento protege tanto cliente quanto profissional: o profissional tem a certeza de receber (por um trabalho, naturalmente, de boa qualidade), enquanto o cliente tem a certeza da devolução caso o profissional não cumpra com o acordado ou o deixe na mão de alguma forma.

A partir daí, a maioria dos freelancers criaram seu perfil em ao menos uma dessas redes de trabalho online, o que não poupou ninguém da concorrência acirrada do mercado autônomo. Por isso, é muito importante saber se destacar da multidão, para aumentar suas chances de ser escolhido dentre tantos talentos disponíveis na plataforma de sua escolha. E é disso que falaremos neste artigo.

Se você quer saber mais sobre projetos e como ser bem sucedido na realização dos mesmos, confira alguns artigos que temos para você:

Destaque-se: aumente sua visibilidade

O principal aspecto para aumentar suas chances de conseguir projetos é conhecer bem a plataforma com a qual você escolheu trabalhar. Entenda que a plataforma é seu escritório virtual e, assim como você precisa saber quais equipamentos você tem à sua disposição em seu home office, também é de suma importância entender quais ferramentas esse escritório virtual oferece para você aumentar sua visibilidade.

É comum que plataformas de trabalho online ofereçam algum tipo de mecanismo de destaque, como um Top 100 ou uma estrutura de “gamification” (ações que você pode realizar dentro da plataforma que lhe dão mais pontos, XP, estrelinhas, etc, permitindo que você suba de nível ou classificação e afins). Isso facilita que o cliente, ao entrar em seu perfil, entenda seu nível de experiência na plataforma e conheça um pouco mais sobre suas qualificações e habilidades. No caso da Workana, os dois mecanismos existem e são independentes um do outro: você não precisa estar no Top 100. Basta acumular XP que você vai subindo de nível e, para isso, você precisa apenas completar seu perfil, tirar algumas certificações gratuitas que o site oferece, coisas que vão beneficiar você e, pra completar, você ainda sobe de nível. Vantagem dupla!

Por falar em completar perfil…

Vá acumulando as ferramentas legais de sua plataforma. Já falamos da visibilidade, agora vamos bater na tecla da importância de um perfil completo.

No seu perfil na plataforma de trabalho online, você expõe seu histórico, sua formação, suas habilidades, os clientes que você já atendeu e exibe sua posição/nível na plataforma (no caso de existir um Top ou uma ferramenta de gamification). Portanto, tenha em mente que seu perfil é uma espécie de currículo 2.0. Certifique-se de incluir apenas informações verdadeiras e que dêem destaque às suas qualidades e diferenciais. Não basta estar no Top 100 e não ter nenhuma informação significante em seu perfil, certo?

Então, inclua sua formação, todos os cursos e especializações que você possa ter feito, suas experiências de trabalho anteriores e liste os clientes que você já atendeu, informando o que foi feito para cada um deles. Claro que essas informações devem ser adaptadas para a plataforma que você escolheu usar. Se houver apenas habilidades pré-definidas para você selecionar, selecione as que você aprendeu na sua formação, não deixando de fora as que você “pegou na marra”, aprendendo na prática com algum cliente que você já tenha atendido. Caso haja algum campo aberto no qual você possa elaborar mais informações, aproveite ao máximo esse espaço para “se vender” de forma concisa – e cuidado para não ficar forçado demais!

Outra alternativa é usar o perfil para divulgar seu portfólio. Inclua em seu perfil um link externo para algum site onde você exponha seus trabalhos anteriores. Isso é válido principalmente para profissionais da área de conteúdos e design, que têm redes como o Behance à disposição para utilizar.

Lembrando que isso só pode ser feito se as regras de sua plataforma permitirem acrescentar um link externo ao perfil, ok? Não esqueçam: a plataforma de trabalho online é seu escritório virtual. Entenda como funciona, o que ela tem a oferecer, o que pode e o que não pode nela. Você com certeza não quer que sua conta seja cancelada, arriscando perder contato com clientes já fidelizados.

Banner_Inicar_freela

O tête-à-tête

O contato direto com o cliente, através de um e-mail, do envio de um orçamento, proposta ou lance, também é um excelente momento para mostrar que você é diferente dos outros. Mostre sua personalidade e seu profissionalismo através da escolha cuidadosa das palavras, da apresentação carismática de suas qualificações e de um orçamento competitivo e completo, não apenas informando preço e prazo, mas dizendo o que está incluído no preço e, se for o caso, o que está sendo oferecido de brinde no projeto.

Detalhe o passo-a-passo do que você está propondo realizar para o cliente: se tem disponibilidade para iniciar imediatamente, por onde pretende começar, em quantas fases está dividido o seu plano de trabalho, quantos arquivos (e em quais formatos) você pretende entregar – e não tenha vergonha de fazer perguntas. Se o cliente não informou as tecnologias, formatos, tamanhos que prefere para as entregas que você deve fazer, faça o orçamento com a melhor alternativa e pergunte se é isso mesmo que o cliente quer, ou se prefere de outra forma.

Agora, mãos à obra

Depois dessa leitura, é a hora de aplicar essas informações à sua carreira. Tem como melhorar seu perfil? Então, manda ver. Você não tem um portfólio online? Pense em elaborar um. Quer melhorar sua forma de abordar o cliente em seus contatos diretos? Dê uma lida nas propostas já enviadas a clientes anteriores. De repente, pode ser o caso de criar um texto “padrão” que você pode ajustar para cada cliente – você não precisa escrever cada proposta do zero, mas não envie sempre o mesmo texto. Dê atenção a cada cliente separadamente, especialmente, mandando propostas, orçamentos e prazos personalizados para a necessidade do cliente naquele momento.

O artigo de hoje foi um guest-post da Workana, um excelente site para conseguir trabalho freelance. A autora é Analuísa Bessa, colaboradora de conteúdos para a plataforma

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.