Produtividade 16/05/2011

Como combater o sono e o cansaço no seu trabalho de freelancer

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Com certeza algumas vezes já sentiu que não tem mais forças para trabalhar. Nesses momentos a desmotivação começa a apoderar-se do seu cérebro/corpo e a sua produtividade diminui drasticamente. É o cansaço a falar mais alto que o seu trabalho. Estes momentos acontecem frequentemente na vida dos freelancers por uma razão: são eles os únicos responsáveis por todo o trabalho da empresa. Isso faz com que não passam ficar doentes ou tirar algumas férias. A responsabilidade recai toda sobre a mesma pessoa. Além de ser fisicamente desgastante, em termos psicológicos é muito complicado de saber lidar.

Mas uma pergunta fica no ar: quando é que o freelancer sabe que está realmente a atingir o seu limite? Digo isto porque sentir cansado é uma coisa normal. Mas apenas pode ser considerado dentro do comum se for de tempos a tempos. Se isso está a acontecer todos os dias, algo se passa. Veja se você tem algum destes sintomas:

  • Acorda cansado. Parece que a noite de sono que teve não foi suficiente para repor todas as suas baterias.
  • Quando lhe apresentam alguma coisa nova não tem energia para a receber. Tudo o que foge da sua rotina normal já é para si um esforço extra
  • Não lhe surgem novas ideias e tem a sua criatividade bloqueada
  • A hora depois do almoço é muito difícil de passar. O sono parece querer tomar conta de si
  • Durante o final de semana começa a acordar à mesma hora que durante a semana, não conseguindo ficar mais um pouco na cama quando quer
  • O seu dia quando termina parece que foi super longo
  • No final do domingo já começa ficando deprimido porque sabe que amanhã já é segunda-feira

Bem, se você está com algum destes sintomas, é sinal que o cansaço no seu trabalho está a tomar conta do seu corpo. Ao contrário do que muitos pensam, não é enviando o freelancer para uns dias de férias que as coisas se vão resolver. Essa deve ser uma das opções mas não deve ser a única. O primeiro passo será sempre descobrir os motivos do seu cansaço. Sim porque eles não podem ser só físicos. Na maioria dos casos são mesmo psicológicos. Vejamos alguns exemplos do que erro que pode estar a cometer e em baixo veja a solução.

Não pensar no futuro

Quem está constantemente a lutar contra o presente, mais tarde ou mais terá irá desistir perante o cansaço. O freelancer necessita de ter uma visão de futuro e saber onde quer chegar. Se você não planeia nada disso, estará a “apagar fogos” todos os dias, muitas vezes sem perceber porquê. E aí parece que tudo lhe corre mal. Aquele cliente que você queria garantir não quis negociar. O site que você ia construir fugiu para o seu concorrente. Situações deste gênero podem ser encaradas como normais se você tiver uma mente vocacionada para o futuro mas podem gerar uma insatisfação enorme se estiver a pensar apenas no dia-a-dia.

Vamos imaginar a segunda situação: o seu concorrente roubou um site que você iria construir. Para quem pensa apenas no dia de hoje, foi uma derrota para o presente, sem dúvida. Todo o trabalho que você teve ficou para trás. Ficará mais cansado psicologicamente sem dúvida. No entanto, se você pensar a longo prazo, verá que é apenas mais uma etapa. Suponha que você definiu para o mês de Junho conseguir angariar 15 novos trabalhos. Bem, se você perdeu um deles, só lhe resta ir à procura de mais 15 para conseguir completar o seu objetivo. Com isto, ganha motivação para trabalhar no dia seguinte.

Como melhorar: No início do ano, defina objetivos para o seu trabalho de freelancer e para a sua vida pessoal. Veja no que quer melhorar e marque quatro períodos durante o ano para fazer uma análise. É importante que guarde essas metas num local visível como o ambiente de trabalho do seu computador ou um quadro no seu escritório. Digo isto porque muitos freelancers definem objetivos mas depois deixam de os ver, fazendo com que nem se recordem deles.

Pondere ler: 5 regras para definir objetivos corretamente

Pensar que não precisa aprender mais

O leitor deve estar a pensar: Mas porquê o fato de não querer aprender mais faz com que me sinta mais cansado? A explicação é bastante simples. Se você tiver sede de conhecimento, terá sempre energias para aprender mais. Esta vontade vai buscar forças no seu corpo onde elas parecem não existir. Já reparou bem nos trabalhadores mais velhos das empresas? Parece que tudo o que é novo faz confusão. Se você quiser inovar, terá que passar por uma autentica batalha. Com certeza o leitor que trabalha numa empresa sente isso.

Mas porquê? A resposta está na renovação de conhecimentos. Os mais velhos não querem inovar porque simplesmente não querem aprender mais. Pensam que já sabem tudo. E mudar alguma coisa implica mais estudo e muito trabalho. Então optam por deixar tudo como está. Para que o leitor não entre nesta espiral de desmotivação no trabalho e cansaço ao mesmo tempo, terá que constantemente renovar os seus conhecimentos.

Como melhorar: Só terá que fazer três coisas: Comprar dois livros por mês, assinar uma revista mensal e assinar a newsletter de no mínimo quatro blogs da sua área. Parece-lhe muita coisa não é? Mas este é o mínimo de volume de estudo mensal que eu posso aconselhar. Ao fazer isto, vai (nem que seja por obrigação) passar a vista por alguns títulos destas publicações. E com certeza metade delas irá pelo menos ler. Se conseguir ler tudo, ótimo. Este “tempo perdido” a estudar cria energias novas e sede de conhecimento, algo com certeza não terá em excesso se estiver a sentir-se muito cansado.

Quantidade a mais, qualidade a menos

Agora responda-me a uma pergunta. O que é mais desgastante em termos psicológicos: Escrever um artigo com qualidade durante cinco horas ou escrever vários artigos com menos qualidade durante o mesmo período de tempo? Com certeza é a primeira hipótese. Isto porque escrever com qualidade durante aquelas horas todas implica ir ao ínfimo pormenor. Pesquisar pelas últimas novidades do tema ou tentar encontrar vídeos fantásticos. É desgastante.

No entanto, deixo-lhe outra questão: qual das duas opções é mais motivadora? Nesse caso a resposta mantém-se. Isto porque acabamos por nos tornar muito bons apenas numa área, em vez de sermos medianos em várias, ficando muito mais motivados. Um dos segredos para ser um freelancer de sucesso é concentrar-se numa área muito específica. Se levarmos esta vertente para a área do cansaço no trabalho do freelancer, vemos que tomar a opção de produzir em quantidade em vez da qualidade leva à desmotivação e por consequência ao cansaço psicológico.

Como melhorar: Tente concentrar-se numa área específica. Não tente ser um grande jornalista freelancer, bom vendedor e trabalhar como psicólogo. É importante que se foque numa área, ou no máximo em duas. Isso faz com que se torne muito bom pelo menos numa delas, tendo resultados mais positivos e sentindo-se mais motivado para trabalhar. E o cansaço? Esse com a motivação no trabalho desaparece não se preocupe.

Pondere ler: 10 estratégias para escrever artigos fantásticos

Horas a mais

Este é, a meu ver, o grande motivo para os freelancers sentirem-se cansados no trabalho. Querem tanto aumentar os rendimentos, conseguir mais clientes e cumprir objetivos que se esquecem que também são humanos. E o cansaço por acumulação de trabalho afeta duas partes: a física e a psicológica. O problema é que este problema ao início não parece ser um fator negativo. Ou seja, quando estamos no início do nosso projeto parece que aguentamos tudo. Poderíamos trabalhar até dois dias seguidos se fosse necessário! A motivação está lá em cima.

Com o passar do tempo, o nosso corpo começa a colocar um travão. As noites passam a ser mal dormidas e o resultado já não é o mesmo. O equilíbrio entre a vida pessoal e profissional desaparece por completo. O cansaço começa a tomar conta de si. O grande problema não está agora, mas sim no início, quando você habituou a sua empresa e os seus clientes a este ritmo. No fundo você sabe que se abrandar vai perder clientes e os seus concorrentes vão aproveitar. Mas o que fazer?

Como melhorar: Nesta caso existem duas situações: as pessoas que já estão neste ritmo tão elevado de trabalho há vários meses e os que estão apenas a começar. Iniciemos a segunda opção. Como ter um número de horas elevadas ainda não é uma rotina para si, o melhor é mesmo parar o mal já aqui. Determine uma hora para terminar de trabalhar e tente ser mais produtivo durante as horas que está no escritório. Se perder alguns clientes, com certeza não será o fim do mundo.

Se você faz parte da primeira opção, só vejo uma saída: delegue tarefas. Visto que você já habituou o mercado e os seus clientes a um bom serviço e sem limites de horas, retirar esta componente poderia significar o fim do negócio. Portanto delegue algumas tarefas para conseguir manter o ritmo. Irá ver que tem mais tempo para si e que irá trabalhar muito mais motivado e menos cansado, visto que agora são duas pessoas a fazer o trabalho de uma.

Pondere ler: Rescue Time: Controle a sua produtividade ao limite

Sem férias há muito tempo

De uma coisa lhe garanto: o seu corpo não é de ferro. Vejo pessoas que se gabam de não tirarem pelo menos uma semana semana de férias há dois anos. No máximo que se podiam orgulhar era do erro delas. O nosso corpo precisa de descansar. Necessita de momentos em que temos de pensar em tudo, menos no nosso trabalho. E esse tempo terá que chegar até si. Ou você consegue esses dias ou o seu corpo irá obrigá-lo a descansar. Acredite que a segunda opção não é muito agradável.

Como melhorar: Tire uns dias de férias! Mas quando digo férias digo férias mesmo. Esqueça o celular, o computador ou algo ligado ao trabalho. O seu cérebro necessita de descanso total. Se quiser tirar férias misturadas com trabalho, tire mais alguns dias. Por exemplo se sente que é impossível o seu negócio continuar sem si, em vez de uma semana tire duas. Mas durante essas duas semanas só trabalhe de manhã.

Pondere ler: Freelancers: a vida não é só trabalho

Já sabe como ficar menos cansado no dia a dia?

O cansaço afeta qualquer freelancer mais tarde ou mais cedo. Para isso você precisa de saber lidar com ele. Para isso deixo no artigo de hoje várias formas de atuar perante as mais variadas situações, de modo que não caia no erro de ficar desmotivado no seu trabalho quando surgir este momento. Mas agora chegou a sua vez.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.

BAIXE GRÁTIS O EBOOK "PENSAMENTOS SOBRE MARKETING DIGITAL"
Este livro reúne 31 estratégias para você aplicar no seu negócio.

Pensamentos sobre marketing digital
close-link