Marketing Digital 08/07/2011

10 coisas que aprendi desde o início da Escola Freelancer

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Os seis primeiros meses após a inauguração da Escola Freelancer foram de muito trabalho, mas principalmente de muita aprendizagem, que me levaram a crescer como pessoa mas também como profissional. Durante este período consegui várias vitórias mas também sofri derrotas. Conheci muitas coisas novas mas também perdi muitas horas de sono ou de descanso. No fundo, quando inicia o seu próprio negócio terá vários prós e contra que necessita analisar. No artigo de hoje, vou lhe dar a conhecer algumas das dez coisas que aprendi desde o início do blog e que com certeza poderão ajudá-lo, a si, no seu negócio.

Antes de mais, faço esta reflexão porque considero que qualquer freelancer de tempos a tempos de pensar um pouco sobre naquilo que está a fazer. Se tem sido produtivo, se tem crescido de uma forma consistente ou se tem investido no negócio de freelancer. Fazer um balanço daquilo que tem feito é sinônimo de preocupação e de vontade de evoluir no seu trabalho. Esta atitude obriga-o a fazer uma pausa na sua rotina, parando um pouco com o stress do dia-a-dia. Não é ao acaso que muitas empresas gostam de fazer uma reunião semanal para fazerem um ponto dos seus negócios. Pode parecer uma perca de tempo, mas parar para pensar pode significar uma perca de alguns minutos mas o acerto de muitos passos em frente.

1. Ter sucesso dá (muito) trabalho

Esta frase é bastante comum mas apenas sentimos o verdadeiro significa quando realmente tentamos o sucesso em alguma coisa. Todos sabemos que para chegar ao topo é necessário abdicar de muitas coisas e dar prioridade a outras que vão em direção àquilo que nós queremos. É tudo muito bonito através de palavras, mas quando é necessário ação a história complica-se. Durante estes seis meses escrevi pelo menos três artigos por semana, sempre com um número mínimo de palavras e de qualidade. Ter esta rotina é fácil durante um mês ou dois. Mas mantê-la durante mais tempo do que isso já exige muita disciplina pessoal.

Quando as pessoas que ganhar dinheiro através da internet dizem que “basta” escrever um texto por dia e que ao fim de um ano já estão a ganhar boas quantias de dinheiro, é porque realmente não têm a noção daquilo que estão a dizer. Não é tão fácil assim. É claro que qualquer um pode escrever um artigo por dia sem problemas. A dificuldade aqui está mesmo em conseguir qualidade suficiente para se destacar no mundo da internet. Quando se junta quantidade com qualidade, aí sim ter um negócio rentável na internet torna-se um problema. Não é ao acaso que a maioria dos blogs fecham ao fim de três meses.

Conselho: Se quiser ser um freelancer de sucesso, coloque na sua cabeça que o trabalho duro é algo fundamental e que vai fazer parte da sua vida nos próximos anos

2. Pense a longo prazoENSE A LONGO PRAZO

Um novo negócio não é para ter sucesso hoje, nem amanhã nem no mês que vem, e o mesmo aconteceu na Escola Freelancer. O que tive foi apenas um objetivo futuro, que necessita de ser construído dia a dia para que mais tarde (muito mais tarde) possa ser considerado um caso de sucesso. Ora, se eu tivesse apenas a pensar no dia de hoje, com certeza a minha motivação para trabalhar seria quase nula, visto que não somos ainda um blog de referência, estatuto que pretendemos atingir. Sabemos onde chegar dentro de seis meses ou um ano. E isso você deve fazer também no seu trabalho. Saiba o que está a fazer, tente conseguir resultados já hoje, mas sempre com um objetivo a longo prazo bem definido.

Conselho: Defina o que quer para o próximo mês ou ano e ganhe uma linha orientado para o seu trabalho

3. Por vezes menos é mais

Se reparar, há pouco tempo o nosso blog passou a produzir apenas três artigos por semana em vez de cinco. Isto não aconteceu por desmotivação ou por desleixo. É apenas uma opção de futuro do blog, para que tenha tempo para trabalhar em outros projetos que farão crescer o blog dentro de algum tempo. Mas também porque escrever de um modo mais espaçado, permitiu que pudesse pensar mais nos meus artigos e pudesse produzi-lo textos com mais qualidade. E isso tem se notado: mais interação nas redes sociais, mais comentários e temas que mais facilmente interessam aos leitores. O que fiz foi apenas retirar um pouco da quantidade e focar-me um pouco mais na qualidade do meu trabalho. É claro que o número de artigos num blog é algo muito importante. Mas a qualidade com que eles são efeitos é ainda mais determinante.

Conselho: Analise o seu trabalho e veja se realmente tudo o que faz é estritamente necessário. Elimine os “restos” e ganhe tempo

4. Adote várias estratégias

Durante os primeiros seis meses falei muito sobre produtividade, como criar o próprio negócio, como escrever um ebook, espaços de coworking ou sobre negócios inovadores. O que fiz aqui foi experimentar várias formas de agradar aos meus leitores, analisando posteriormente o resultado de cada um destes temas. Com o passar do tempo, consegui analisar que as pessoas procuram muito mais sobre temas de produtividade ou de ferramentas para freelancers por exemplo. Mas apenas consegui chegar a estas conclusões porque experimentei e não tive medo de arriscar. Se não o fizesse, ainda hoje escrevia apenas os mesmos temas do que quando comecei.

Conselho: Não tenha medo de arriscar e se não der certo, já sabe que é uma das coisas a não fazer. Eliminando os caminhos errados também é uma forma de chegar ao sucesso

5. Trabalhe em equipe

Se não fosse a rede de escolas, com certeza o blog não teria o crescimento que teve até agora. Não pense que vai sempre conseguir fazer tudo sozinho. Este é um dos maiores erros dos freelancers. A ajuda dos outros pode ser fundamental para poupar tempo e conseguir aumentar a qualidade do seu trabalho. Nestes seis meses, aprendi muito com todos os meus colegas, definimos estratégias juntos e ouvimos a opinião uns dos outros. Esta interação e troca de ideias faz com que possa crescer de uma forma mais rápida e com menos riscos, pois o que os seus colegas lhe disserem sobre um determinado assunto pode ser uma antecipação da opinião dos seus clientes. E com os seus colegas você pode errar, com os seus clientes já não é assim tão fácil.

Conselho: Quando puder, delegue alguns dos seus trabalhos que se sinta menos à vontade para outros freelancers. Eles agradecem e os seus clientes também.

6. Leve tudo ao extremo

Foi uma das lições mais importantes que aprendi. Sempre li muitos livros e gostei de aprender um pouco com outros blogs. Mas ficava sempre com uma dúvida: porquê alguns escritores têm tanto sucesso enquanto outros não conseguem passar da mediocridade? A diferença é apenas uma. É que uns levam tudo aquilo que fazem ao extremo, enquanto outros não conseguem passar do banal. Para que perceba mais facilmente, vou lhe dar um exemplo.

Suponha que vai escrever um ebook. Quando o fizer, tente fazer mesmo o melhor que pode fazer dele. Fale com freelancers de sucesso, pesquise todos os estudos que tenham sido feitos ou fale com outras pessoas que já tenham escrito um livro e pergunte a opinião delas. O importante é levar este trabalho ao extremo e não fazer algo apenas porque quer fazê-lo. Se quiser ter sucesso, dê o melhor de si em todas as suas tarefas.

Conselho: No final das suas tarefas, questione-se sempre se aquilo é o melhor que consegue fazer. Se não for, trabalhe um pouco mais no seu projeto até que fique quase perfeito.

7. Defina bem as suas prioridades

O que você quer para os seus negócios? Qual dos seus negócios é a sua verdadeira prioridade? Quando define os seus objetivos, é também importante que defina bem as suas prioridades. Trabalhar como freelancer dá oportunidade de entrar em vários projetos ao mesmo tempo. Esta divisão de forças e atenção faz com que não se concentre completamente numa tarefa, acabando por realizá-la apenas com metade das suas capacidades. Quando comecei a escrever regularmente no blog, tive que definir bem as minhas prioridades no dia-a-dia. Isto implica deixar algumas coisas para trás e seguir com outras para a frente. O importante é que acredite bem naquilo que está a fazer e não pensar no que deixou para trás. Apenas você tem a capacidade de criar o seu destino.

Conselho: Não se envolva em mais do que três projetos ao mesmo tempo. Mais vale ter dois ou três blogs de sucesso do que dez medíocres.

8. Os leitores são os donos do seu blog

Esta frase um pouco contraditória, resume bem o que deve ser um blog e contraria o pensamento de muitos blogueiros que acham que o blog é para fazer o que eles quiserem. Na verdade até o pode ser, mas no final os resultados também vão refletir esta atitude. Se são os seus leitores que lhe trazem visitas, bom posicionamento no Google ou interação nas redes sociais, afinal de contas, de quem é o blog? Você toma as suas decisões baseado em quem? Um blog, no fundo, deve ser algo escrito por si mas dedicado a quem o lê. A frase “o blog é meu e faço o que quiser dele” não tem muita razão de ser, a não ser que seja uma página pessoal para desabafar os seus problemas. Se quiser trabalhar como blogueiro, tem que criar uma empresa direcionada para os seus leitores e para aquilo que eles querem ler.

Conselho: Deixe um pouco o “seu mundo” e escreva aquilo que as pessoas querem ler. A isto chama-se ser profissional.

9. Listas e histórias dão bons resultados

Desde o início da Escola Freelancer, escrevi vários tipos de artigos. Com o passar do tempo, tenho reparado que existem alguns gêneros de artigos que conseguem mais sucesso do que outros. Neste caso, reparei que casos de sucesso e listas conseguem melhor sucesso do que outro gênero de artigos. As pessoas gostam de saber como os outros fizeram para atingirem o topo ou apenas de verificar algumas listas como os melhores sites para web designers ou os melhores sites de negócios. Ainda não consegui encontrar uma explicação lógica para isto, mas ficam aqui algumas conclusões:

  • Listas obrigam a menos tempo de leitura e a uma informação mais legível. Além disso os meus artigos com listas levam sempre muitas imagens, o que facilitam a compreensão
  • As listas criam mais facilmente uma imagem de que se trata o artigo e qual o seu conteúdo, facilitando a leitura
  • As pessoas adoram histórias de outras pessoas, tentando encontrar alguns “segredos” que os levaram ao sucesso
  • São uma mistura de ensino com curiosidade, o que agrada aos leitores
  • No fundo, falam de casos em concreto, o que aumenta a fiabilidade da informação

Conselho: De tempos a tempos, conte histórias de outras pessoas da sua área ou faça uma lista dos melhores sites. Os seus leitores vão agradecer

10. Dê atenção aos seus leitores

Se reparar, grande parte dos comentários do blog estão respondidos. Se alguns ainda não estão, é porque são mais recentes e faço apenas esse trabalho de tempos a tempos. Mas no fundo, tenho um objetivo: não deixar nenhum comentário por responder. Foi uma meta que tracei para o meu trabalho e que tem tanta relevância como escrever um artigo de qualidade ou analisar ferramentas para freelancers. Dar atenção aos seus leitores é algo fundamental, que não pode ser deixado de parte. No mundo da internet, em que qualquer um pode criar um blog ou que muitos não passam de esquemas para ganhar dinheiro fácil, é importante você conseguir ganhar credibilidade no seu meio para que os leitores possam confiar em si. E responder a comentários é uma excelente forma de mostrar aos seus leitores que está presente.

Conselho: Defina um período para responder a comentários. Eu faço-o de duas em duas semanas. O importante é mesmo não deixar os leitores sem resposta.

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.