Marketing Digital 04/05/2011

15 atitudes que podem mudar a sua vida de freelancer (leia isto!)

Luciano Larrossa Publicado por Luciano Larrossa

Em todos meus artigos, tento alertar para vários fatores como a motivação no trabalho, desenvolver a disciplina pessoal, organizar o ambiente de trabalho ou como aumentar a produtividade. Estes são apenas alguns dos temas que deve ler com muita atenção para que a sua carreira de freelancer seja um sucesso. Mas hoje, quero dar-lhe algumas atitudes que deve tomar e que podem mudar a sua vida de trabalhador independente para sempre. Agarre-se a elas e rapidamente irá ver os resultados.

Contudo, a primeira coisa que deve fazer para conseguir aceitá-las é abrir a sua mente. Esqueça tudo o que aprendeu anteriormente sobre gerir a sua carreira como freelancer. Estas dicas são mesmo revolucionárias. Manter-se fiel aos seus velhos princípios é o principal motivo porque muitas pessoas não conseguem ter sucesso a longo prazo. Realizam aquelas tarefas iniciais básicas e depois pensam que o sucesso irá  ser sempre assim: repetir o que se fez sempre e já está. Esqueça. O mundo está sempre a mudar e você precisa de se habituar a ele.

1. Ignore tudo o que lhe dizem

“Isso nunca irá resultar”. Com certeza já ouviu esta frase, principalmente nos seus primeiros passos como freelancer. A primeira atitude para ter sucesso é tentar fazer o que os outros não fazem. Se for para copiar o que os outros fazem, vá trabalhar para uma caixa de supermercado ou vender roupa. Palavras como arriscar, inovar e criatividade devem fazer parte do quotidiano de qualquer freelancer. O ‘Mundo real’ é bastante chato: todos fazem o mesmo, mesmo que esteja a ser mal feito. Você não tem que viver no mundo que lhe dizem que existe. Como freelancer, construa você o seu próprio futuro e faça algo que as pessoas gostem e queiram utilizar. O resto é conversa.

Pondere ler: Ser ignorante pode ajudá-lo a ser mais produtivo

2. Vá para casa o mais cedo possível

No trabalho, o importante é o que você faz com as suas horas e não as horas que passa dentro do seu escritório. Se conseguir realizar o trabalho em metade do tempo, fazendo em quatro horas o que normalmente faria em oito, qual é o problema? A isso chama-se produtividade. Não tenha vergonha de ir correr a meio da tarde ou querer assistir a um jogo de futebol. Desde que a sua obrigação esteja cumprida. Esta é, aliás, uma das grandes vantagens de se trabalhar como freelancer, visto que podemos gerir as horas a nosso belo prazer.

Pondere ler: Aprenda como dividir o seu dia em blocos de tempo

3. Errar é apenas mais uma forma de aprender a…errar!

“Erre para aprender”. Com certeza já ouviu esta frase. Eu costumava aplicá-la com grande felicidade até há bem pouco tempo. Ter esta atitude inicial, acaba por criar uma desculpa interna para o nosso cérebro, fazendo-nos pensar que à partida já iremos errar naquela tarefa só porque é a primeira vez. Com isso, acabamos por ser menos exigente a nós mesmos. Devido a isso, os fracassos não passam de isso mesmo: fracassos. Ao errar não está a aprender como fazer uma coisa, mas sim como não a fazer. Quando for realizar algum trabalho, dê sempre o seu máximo e tente fazê-lo à primeira. A experiência que você quer ter é a de sucesso e não a de fracasso.

Pondere ler: Os 10 maiores erros que os freelancer cometem

4. As licenciaturas servem para muito pouco (ou quase nada)

Isto parece ser duro de ouvir para quem estudou e gastou dinheiro numa faculdade. Contudo, na área do freelancing as licenciaturas de pouco servem. Eu próprio tirei um curso e hoje tenho a certeza de uma coisa: ele só me deu as bases. Durante três anos, aprendi o mínimo dos mínimos. É verdade que sem eles não saberia grande parte das coisas, pois as bases são o mais importante de uma estrutura. Mas depois de ter o curso, você é que constrói o seu caminho. Por isso é que digo que a licenciatura de pouco serve. São apenas três anos dos possíveis quarenta que você irá trabalhar como freelancer.

Outro dos problemas das faculdades é que não têm nada a ver com a vida real. Repare:

  • Você não vai ter três meses por ano de férias
  • Nenhum cliente o vai perdoar um trabalho mal feito e dar-lhe uma segunda oportunidade como acontece com as provas universitárias. Errou, perdeu. Tão simples como isto
  • Você não pode faltar à aula apenas porque quer ficar mais um pouco na cama. Se dormiu demais, perdeu dinheiro
  • Ninguém vai andar atrás de si a dizer para prestar atenção. Ou você presta ou está fora do mercado
  • Você não precisa de estudar apenas nas datas dos exames. Os freelancers renovam os seus conhecimentos todos os dias

Pondere ler: Há quanto tempo não renova os seus conhecimentos?

5. Planejar mais do que um ano é brincar com a sorte

Não digo que não deve sonhar que dentro de dez anos quer ter uma casa. Coloque isso num papel mas não perca muito tempo com esse sonho. O mundo está a mudar rapidamente e o máximo que você pode conseguir prever é durante um ano. Depois disso, está apenas a tentar adivinhar o que vai acontecer. Ter esta atitude permite que tenha a atitude de “só porque está previsto assim temos que o seguir”. A realidade muda e os seus objetivos têm que mudar com ela.

Pondere ler: 5 regras para definir objetivos corretamente

6. Siga os traficantes de droga

Não há nenhum negócio mais astuto do que o tráfico de droga. Porquê? Eles no início oferecem tudo, para que você depois fique viciado e comece a pagar pelo produto. Se você tem um negócio como freelancer, uma das melhores formas de promover o seu negócio é dando algo aos seus clientes para eles experimentarem. Desde que tenha algo para vender, dê uma coisa de graça.

7. Workaholismo

A nossa sociedade parece adorar os ‘workahólicos’. São valorizados pois passam o dia a trabalhar. São considerados pessoas sérias e de valor. A mim parece-me mais uma coisa: falta de prioridades. O vício pelo trabalho dará cabo deles mais anos menos ano. Para que isso não lhe aconteça, diminua o seu fluxo de trabalho ou aumente a sua produtividade. Em último caso delegue as suas tarefas. Mas agora, guarde é um tempo para si e para crescer como pessoa.

Pondere ler: 7 dicas para aprender a organizar o seu dia de forma eficiente

8. Quer sucesso rápido? Só mesmo na loteria

Se quiser enriquecer rapidamente, o melhor é nem começar o seu negócio de freelancer. Se quiser ser conhecido, o melhor é mesmo dedicar-se à profissão de político. Pelo menos durante o primeiro ano. Se pesquisar bem, verá que todos os empresários demoraram anos a construir os seus impérios. Ter um negócio que seja admirado por todos é algo demorado. Tenha calma, se trabalhar no duro e tiver persistência, os resultados vão aparecer. Não é por acaso que 90% das empresas fecham ao fim de cinco anos.

Pondere ler: Quanto tempo demora um blog a tornar-se rentável?

9. Comece com alguma coisa

O Google começou num quarto de universidade. Não espere até ter as condições ideais para começar o seu negócio de freelancer. Cheio de ideias boas está o mundo. O que falta são mesmo homens com sentido prático e que coloquem alguma coisa a funcionar. O mais importante é começar. As ideias são coisas baratas e abundantes. O que lhes dá valor é a própria execução.

Pondere ler: 12 dicas para melhorar as suas finanças pessoais enquanto freelancer

10. Pouco importa o que seus concorrentes estão a fazer

Pensar na concorrência pode tornar-se uma obsessão. E com isso passa a perder muito tempo com eles. Tudo o que eles fizerem você vai analisar. A atenção que lhes deve dar tem que ser muito pouca. O mais importante é mesmo aquilo que você está a fazer e o modo como o vai fazer. Ainda por cima eles vão estar sempre a inovar e a melhorar. Cada vez que eles fizerem isso você vai perder tempo? Não fazia outra coisa. Se o seu objetivo é basear-se nos outros, mais vale esquecer.

Pondere ler: 10 dicas para fazer melhor que os seus concorrentes

11. Falta de tempo não é desculpa

“Não tenho tempo para começar o meu negócio de freelancer”. Que desculpa mais vulgar! Está certo, você adorava abrir uma empresa, adora ter mais dinheiro e adorava construir alguma coisa. Mas com certeza também adora estar à frente da televisão ou ficar num café durante a tarde. Ora, afinal de contas você quer tudo. Se quiser mesmo ter sucesso como freelancer, esqueça as últimas coisas que falei e aplique esse tempo no negócio que quer ver crescer. Quem quer mesmo alguma coisa encontra tempo, esteja onde ele estiver.

12. Copiar é o primeiro passo para o fracasso

Com a internet tornou-se muito fácil copiar o que os outros fazem. Isto tudo seguindo uma lógica do “se ele teve sucesso, eu também consigo”. Mas esse é o primeiro passo para o fracasso. O grande problema deste técnica é que você não aprende nada com que está a fazer. Ao copiar o trabalho de um freelancer, está a ter apenas acesso ao produto final. Não passou pelos passos anteriores. São esses que vão permitir que ele possa criar um novo produto ou escrever um artigo fantástico. Inspire-se, mas não roube.

13. Não peça financiamento

Tente começar o seu negócio como freelancer ou fazer um investimento sem ter que pedir dinheiro emprestado a alguém. Por dois motivos: fica refém dessa entidade e fica mais preocupado em recuperar o investimento do que em produzir. Só faça algo se realmente tiver capital para isso. A história financeira costuma provar-nos que pedir dinheiro emprestado não é por norma boa ideia.

14. Tome decisões pequenas

Ter pequenas vitórias diárias é bem mais difícil do que tomar uma grande decisão. Isto porque a primeira acontece num número bastante superior à segunda. Mas um negócio vive das pequenas decisões diárias. Portanto não adie aquilo que lhe parece de menor importância. Trate das pequenas decisões o mais rápido possível, pois são elas que vão marcar a diferença.

15. Veja o que não muda

Toda a gente gosta de um serviço rápido ou de um produto o mais barato possível por exemplo. Isto são valores imutáveis no tempo. Ninguém vai dizer “como é tão bom ficar semanas esperando por aquele produto” ou “que bom pagar tão caro!”. Quando iniciar o seu negócio como freelancer, esteja atentos às características que são imutáveis. Muitos se preocupam com os pequenos pormenores, quando na realidade acabam por se esquecer do básico.

Estes são alguns dos pontos que considero essenciais e que pelo que consigo sentir, alguns freelancers que frequentam o blog não fazem. Agora só resta perguntar a si se tem cumprido alguns destes princípios e se concorda com eles?!

Novo usuário?

Comece aqui

e-book “SEJA MAIS PRODUTIVO”

Baixe o ebook “Pensamentos sobre marketing digital”

Preencha os seus dados abaixo e receba esse e outros materiais por e-mail.